Página 1 de 5 123 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 47

Tópico: Jason Walker e o Patrono do Apocalipse

  1. #1
    Avatar de Neal Caffrey
    Registro
    27-06-2006
    Idade
    26
    Posts
    2.998
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Adepto do OffSagaz CitizenMain CitizenCrítico
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Jason Walker e o Patrono do Apocalipse

    Meus digníssimos amigos, fiéis leitores e camaradas que têm, tão gentilmente, acompanhado a história de Jason Walker através dos séculos, uma boa tarde e sejam todos muito bem vindos.

    É com alegria - e pesar? - que anuncio a quinta e última história de Jason Walker, conforme prometido. A esse respeito, faço uma ressalva: A Arca do Destino, Os Poços do Inferno, a Relíquia do Tempo e a Sétima Vingança tiveram capítulos escritos religiosamente em 4 páginas do Word, encerrando sempre na última linha da quarta página, tendo um número de capítulos limitado. O Patrono do Apocalipse, contudo, tem seus capítulos escritos em 5 páginas. Quero cansá-los? Não. Somente acho que o quinto dos tomos de Jason Walker é simplesmente o melhor até agora, sem falsa modéstia, e dar a ele menos frases, diálogos, descrições e palavras do que merece parece-me leviano e injusto com vocês, que têm acompanhado tudo até agora e me incentivado tanto.

    Então, para aqueles que tiveram o (des)prazer de me acompanhar até agora, meu muito obrigado, e espero que possamos encerrar a saga de Jason Walker com chave de ouro. Para os que estão chegando agora, deem uma chance: retornem ao primeiro conto e leiam todos até aqui, por maior que seja a preguiça pelo excesso de conteúdo. Escrevi Jason Walker com toda a vontade e com todo o amor, e tenho estado muito contente com a repercussão até agora.

    Sem mais delongas, convido-os ao quinto e último conto. Espero satisfazer as expectativas, ainda que não sejam tão grandes.

    ----------
    Atualizações
    Postado o Capítulo XIII
    12/08/2018
    ----------

    Citação Postado originalmente por Extras
    Primeira postagem - Inspiração dos personagens
    Segunda postagem - Inspiração dos personagens (por vir)
    Spoiler: Prólogo

    Spoiler: Capítulo I - Cartas a Jason Walker

    Obrigado a todos, desde já, e desejo uma excelente leitura.

    []'s

    Publicidade:
    Última edição por Neal Caffrey; 12-08-2018 às 23:11.
    O Exorcismo de Alyssa Amber
    Acompanhe o piloto do thriller mais recente da seção Roleplay!

    Jason Walker e o Patrono do Apocalipse

    Acompanhe a quinta e última história de Jason Walker na seção Roleplay!

  2. #2
    desespero full Avatar de Iridium
    Registro
    27-08-2011
    Localização
    Brasília
    Idade
    23
    Posts
    3.027
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Sagaz CitizenCríticoDebatedorAdepto do Off
    Prêmios Guardião do GF - pelos serviços prestados à comunidade
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Saudações!

    Meu... Deus... QUE COMEÇO, SENHORES!

    Eu ainda estou de cara que esse é o último tomo de Jason Walker; nossa, passou tão rápido! É incrível ver o crescimento que todo o elenco, tanto os protagonistas, deuteragonistas quanto antagonistas tiveram ao longo de toda essa jornada. Ferumbrão veio mostrando que não brinca em serviço, e foi desmoralizador ver que tudo que Jason e seus companheiros conseguiram foi sendo violentamente arrancado deles.

    Agora, resta saber como vai se desenrolar o final dessa história épica. Perdendo ou ganhando, Jason Walker, para mim, já entrou no hall dos melhores e maiores personagens dessa Seção toda. Aguardo ansiosamente o próximo capítulo!




    Abraço,
    Iridium.

  3. #3
    Cavaleiro do Word Avatar de CarlosLendario
    Registro
    23-03-2012
    Localização
    São Paulo
    Posts
    2.199
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Sagaz CitizenAdepto do OffCríticoDebatedor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    c a r a l h o

    Que começo insano, cara. Já somos jogados numa Carlin tomada por gente controlada pelo Ferumbras e mais um maluco demoníaco de terno chegando pra estragar a festa dos outros. E, claro, a chegada de Ferumbras foi sensacional. Bloqueou as saídas e sacudiu todo o resto dentro da área que ele fechou, e de quebra, fez o cu do Jason virar um alfinete, velho. Que foda. Excelente chegada. Já superou Lúcifer.

    Mas parece que nem tudo está fadado ao fim, devido a esse prólogo. Um cara capaz de detonar até os Olimpianos certamente deve ser poderoso pra caralho, e tô aguardando pra ver esse cara chegar. Mas se for o próprio Jason, cagarei tijolos.


    Excelente inicio de tomo. Aguardo o próximo, que se chama... Bloodtrip?



    ◉ ~~ ◉ ~ Extensão ~ ◉ ~ Life Thread ~ ◉ ~ O Mundo Perdido ~ ◉ ~ Bloodtrip ~ ◉ ~ Bloodoath ~ ◉ ~~ ◉

  4. #4
    Avatar de Ameyuri Ringo
    Registro
    19-01-2012
    Localização
    Barreiras / Bahia / Brasil
    Idade
    22
    Posts
    101
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas EstagiárioCitizen
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Que isso jovem que exuberante comeco to sem palavras rs vou me expressar com meu sinceros parabéns !neal
    Ameyuri Ringo The Ghost Of Sparta!!!

  5. #5
    Avatar de Neal Caffrey
    Registro
    27-06-2006
    Idade
    26
    Posts
    2.998
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Adepto do OffSagaz CitizenMain CitizenCrítico
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Spoiler: Respostas


    – CAPÍTULO II –
    BLOODTRIP


    Jason cravou a Espada de Crunor num trecho de parede de madeira nua, rolando pelo chão quando finalmente percebeu que não estava mais em Carlin. Ele levantou-se devagar, assustado, notando de pronto que uma fumaça negra subia a oeste, além do oceano.

    Dois homens de armadura de aço o socorreram, colocando-o em pé. John e Leonard também se levantaram devagar. Nos arredores, flocos de neve iam caindo e se acumulando devagar. Começara a fazer um frio intenso.

    — O que…
    — Por solicitação de Eremo, tudo bem? — disse um dos homens, em tom profissional. — Vocês estão no Campo de Caça de Femor Hills. Sou Logan, e este é Carl — ele apontou para o outro homem, que acenou com a cabeça. — Eremo pediu para que cuidássemos de vocês por algumas horas antes que vocês partissem novamente.

    Jason piscou duas vezes, incrédulo. Eremo era uma figura peculiar. Se tinha poder o suficiente para tirá-los de Carlin naquele contexto em que estavam, então iriam precisar dele de qualquer forma.

    — Neve?
    — Por alguma razão — o homem chamado Carl confirmou. — Ele deve ter um poder e tanto. Estamos no meio do verão.
    — Você não faz ideia — John resmungou, inquieto.

    O acampamento era cercado pelo oceano a norte, sul e oeste, e uma vegetação de porte médio erguia-se a leste, protegendo-o das vistas do lado de fora. Imediatamente, John adiantou-se e começou a proferir encantamentos com seu cajado, surpreendentemente utilizando o Livro das Ciências Ocultas.

    Finalmente, Jason notou que segurava a correspondência que Hermes o entregara, quase ao ponto de rasgá-la. Na linha que separava o oceano do céu, o sol ia se pondo devagar, alheio ao sofrimento que o continente enfrentava naquele momento.

    O acampamento, no fim das contas, tinha duas cabanas. Possivelmente, cada uma delas pertencia a cada um dos guerreiros, mas Carl, o dono da cabana a oeste, decidira cedê-la em favor dos três amigos e dividir a de Logan consigo. Dentro, não passava de um quarto apertado, com chão de lona, uma pia com água potável a um canto, três camas, e um pedaço de piso vazado, onde havia os restos de uma fogueira. Jason tentou acomodar os poucos pertences que trouxera mas, verdadeiramente, não havia muito o que acomodar.

    Sentando-se em sua cama de palha, ao norte da cabana, ele não se surpreendeu quando a Espada de Crunor retornou à sua bainha. Ele rompeu o lacre de cera da correspondência e a desenrolou, apertando os olhos para enxergar na escuridão.

    Caro Jason,

    A esta altura, já deve imaginar em que pé estamos. Por isso, creio que seja necessário dar-lhe certas informações, mesmo para que você possa delinear o caminho das pedras diante de vocês, de todos vocês. E, desde já, peço desculpas por não compartilhar nada disso contigo antes, mas momentos de situações extremas requerem a adoção de medidas extremas.

    Há 19 anos, Clarice e Lawton Walker apareceram em minha ilha. Nunca vou esquecer o tamanho da barriga daquela mulher. O jovem Jason Walker já maltratava suas costelas, mas, vá lá: que bebê não o faz? Servi com Lawton Walker em Rookgaard há muitos anos, num momento em que as atividades de Sheng, o Aprendiz, começavam a causar certo desconforto na ilha. Conseguimos trancafiá-lo outra vez, e Lawton salvou minha vida em mais oportunidades do que gostaria de admitir. Homem de fibra, é o que ele era.

    Clarice e Lawton confiaram a mim uma missão. Eles sabiam que morreriam em breve. E eu deveria apadrinhar o pequeno Jason Walker, conduzi-lo no caminho de sua formação. Sim, sou seu padrinho, e, uma vez mais, peço minhas sinceras desculpas por não ter acompanhado efetivamente o seu desenvolvimento, embora Heloise me mantivesse informado sobre cada passo que você dava. Como um velho tolo, cheio de sonhos e ambições, cri que crescer comigo o transformaria num feiticeiro acovardado e maleável, por ser exatamente o que sou.

    Você cresceu, se desenvolveu e se tornou um grande homem. Enquanto obtinha a honraria máxima para um cavaleiro, tomando para si a Espada de Crunor, Zathroth quase explodia o submundo. Ao decidir matar seus demônios, demonstrou a fibra que sabemos que você possui. Por resgatar seus amigos no futuro, descobrimos que se tornou um homem de verdade. Quando foi ao inferno buscar John Walker, chegamos à conclusão de que você tinha o necessário para sacrificar sua vida em favor de um ente querido. E, ao se tornar aquele que arrancou a cabeça de Lúcifer, soubemos que estava completo. Mais completo do que se poderia imaginar.

    Suas perdas recentes demonstram mais do que você imagina, e também ajudam a forjar o homem que você é. E, como um meio incandescente, um homem comum designado na Terra para satisfazer as vontades de Crunor, tenho a necessidade e a obrigação, mas o prazer, de designar-lhe sua última missão. Aquela que você precisa cumprir, sobretudo para trazer paz, definitiva e derradeiramente, ao nosso continente.

    Você precisa encontrar as Grandes Relíquias que faltam. As antigas escrituras de Crunor rezam que quem detém as 12 relíquias, torna-se o senhor da vida e da morte. Pode controlá-las em igual medida, ao sabor da sua vontade. É a única forma de derrotar Ferumbras. E aquele que guarda a última relíquia é o Patrono do Apocalipse, o ser que pode decidir, com um único ato, o futuro de toda a humanidade. Vida ou morte? Regozijo ou danação? Campos Elísios ou o Tártaro? Somente ele tem esse poder.

    Este é o grande dos fatores envolvendo a epístola dos homens. Nascemos, crescemos, desenvolvemo-nos e, após, morremos. Não há certeza sobre se cresceremos e nos desenvolveremos. Droga. Sequer se nasceremos. A morte física é a única certeza.

    Mas não para você, Jason Walker. O filho pródigo de Lawton e Clarice Walker é um descendente de Crunor e de John Walker, e, embora não tenhamos absoluta certeza a respeito disso, minha crença é de que você será capaz de encontrar e trazer a nós o Patrono do Apocalipse, citado em nossas antigas escrituras.

    Sim, o Patrono do Apocalipse. Porque ele detém um poder que o Inominado desconhece. Ele será capaz de guiar-nos, de apresentar a nós a sua face e conduzir-nos a todos a um único caminho: o da vitória. Ainda que Zeus faça sobre este mundo chover uma tempestade de raios até o fim dos tempos; ainda que Poseidon o inunde com toda a água que há nos oceanos; ainda que Hades faça-o partir ao meio e ascenda ao mundo a tumba do submundo, nada poderá nos parar, se o tivermos ao nosso lado.

    Purificai-vos a todos, sem exceção, porque o fim se aproxima. Em milênios de vida, a raça humana nunca esteve tão próxima da extinção. Cain guardava o Inominado. E ele será vingado sete vezes.

    E não haverá Crunor para separá-los entre afortunados e ímpios.

    Não tema, porque todos nós somos contigo, e estaremos aqui para te fortalecer.

    Confio a missão às suas mãos competentes, na certeza de que a sua habilidade negocial prevalecerá sobre a sua aptidão por manejar uma Espada.

    Sempre que precisar, saberá onde me encontrar.

    Com amor,
    Eremo Walker.

    Eremo Walker. A cabeça de Jason girou loucamente, contendo muito mais perguntas do que respostas. Enfim, o mistério a respeito de Eremo finalmente se desenrolava. Ele era, de fato, o mais próximo de um parente que Jason possuía. Por isso os acolhera. Por isso cuidara dele. Por isso os tirara de Carlin quando Ferumbras estava prestes a levar tudo abaixo.

    Por um momento, Jason permitiu que seu coração se inflasse, preenchendo-se de felicidade. Não se lembrava da última vez em que se sentira assim na vida. A sensação era, ao mesmo tempo, muito desconhecida e muito prazerosa.

    O cavaleiro foi arrancado dos seus devaneios quando Logan, Carl e os outros entraram na barraca. Enquanto Logan, que era muito experiente, trabalhava numa fogueira no centro do chão vazado, os outros se dispunham circularmente em volta dela.

    Logo, Carl tomou a palavra.

    — Presumo que esteja procurando pelas relíquias.
    — Disseram que eu precisava fazer isso.

    Jason baixou os olhos, sentando-se entre John e Leonard.

    — Vocês têm a Espada de Crunor, o Arco dos Elfos e o Livro das Ciências Ocultas. Zathroth tem o Anel Finalíssimo e, Randal, o Colar de Contas. A Lança do Destino, que pertencia ao arcanjo Rafael, está conosco — Carl respirou fundo, sacando a lança e entregando-a para Jason. — Guarde-a bem. Vai precisar dela.

    O cavaleiro olhou para a antiga arma de Rafael, sentindo que Carl era um daqueles homens em quem se podia confiar. As relíquias criavam aquela estranha sensação de poder e, cedo demais, Jason percebeu que o desejo de reunir todas elas os amalgamava, mantinha-os juntos. Sabia que não queriam se tornar deuses. Todos só tinham a vontade de parar Ferumbras.

    — O que sabe sobre as relíquias?
    — Faltam seis. O Cajado de Moisés, o artefato utilizado por Moisés para abrir o mar, há tantos milênios. A Varinha Mestra, costumava pertencer a Wielki, um famoso druida. Muito poder de fogo as duas relíquias contêm — o outro, Logan, assobiou, ainda trabalhando no fogo, concordando. — O Capacete dos Anciãos… soube que Hermes o forjou, mas não sei quem foi o último a detê-lo. A Túnica Rubra, criação de Crunor, foi um presente dado a Arieswar por serviços prestados à comunidade. Há, ainda, o Bracelete de Anúbis, criado pelos egípcios… nunca conheci alguém que o tenha visto. E, finalmente, o Patrono do Apocalipse, é a última relíquia.

    Jason levantou a cabeça de uma só vez, torcendo o pescoço.

    — O Patrono é uma relíquia?

    Carl deu de ombros.

    — É um homem, como qualquer outro, mas transforma-se na relíquia, segundo as escrituras, no momento em que é necessário. Diz a lenda que o Patrono só aparece quando as outras 11 relíquias encontram-se reunidas.
    — Quem ele é?

    Logan riu anasalado.

    Quem ele é? — ele começou a esfregar um graveto no outro, e uma fumaça fina surgiu. — Céus, Walker. Disseram que era inteligente. Ninguém sabe quem ele é. Se quer saber, acho que sequer existe.

    Logan fixou uma armação de metal sobre as chamas da fogueira recém acesa, apoiando algumas panelas de latão sobre ela. Logo, um incrível cheiro de alimentos cozidos preencheu a cabana. Cenouras, cebolas e alhos em uma das panelas; arroz branco arbóreo na outra; músculo de vaca moído na terceira.

    Jason percebeu que Leonard pareceu instantaneamente mais acordado, os olhos fixos no guisado.

    — Tenho uma pista a respeito da Varinha Mestra — disse Carl, mexendo o arroz com cuidado. — Após o jantar, vou partir para procurá-la. Heloise vai trabalhar naquele meio de comunicação seguro, então poderemos compartilhar informações. Sugiro que vão buscar as outras relíquias enquanto isso.

    “O rastro da Varinha Mestra termina no vulcão adormecido de Goroma. Dizem que Wielki era um grande caçador, e que abater os demônios do local era seu hobby preferido. Produziu muita riqueza por lá antes de morrer. Como o homem supersticioso que era, creio que enterrou sua fiel companheira por lá.”

    — Esse negócio de abrir o mar — Jason pensou por um segundo, reflexivo. — É literal?

    Logan sorriu, mexendo o guisado e auxiliando Carl.

    — Eu acredito que é figurado.
    — O rio que passa sob a Ponte dos Anões, ao sul de Kazordoon, não divide o continente em dois? Norte e sul?

    John levantou a cabeça, franzindo o cenho.

    — Existe um certo fundamento na suspeita. E se Moisés o tiver enterrado no fundo lodoso do rio? As aranhas gigantes que vêm das Planícies do Caos constroem ninhos nas redondezas há séculos. A maioria dos viajantes simplesmente passa correndo por ali, porque, se forem cercados, morrerão.

    — Grande homem, esse tal de Muséo — Leonard comentou, com sabedoria. — Lembra quando você disse que tinha um tal de Misael solto no nosso continente, John?

    O incandescente levou meio segundo para entender a obtusidade do amigo.

    Messias — corrigiu. — Jason, o Messias de Crunor. E o nome dele é Moisés.
    — Você é muito preso aos detalhes — repreendeu Leonard, alteando o nariz, convencido.

    John estava prestes a responder quando Jason o interrompeu com um olhar de repreensão, ele próprio dividido entre a exasperação e uma intensa vontade de gargalhar. Leonard tinha dessas coisas; não pretendia ser engraçado e não queria ser, mas simplesmente era. Mesmo nos momentos de crise absoluta, sua forma de lidar com as coisas era um verdadeiro remédio para o âmago de todos nos entornos dele.

    O cavaleiro anotou mentalmente o fato para parabenizá-lo num momento oportuno. Mesmo Carl, que tinha toda a panca de ser um homem muito sério, segurava o riso com bastante esforço.

    Logo, todos estavam distraídos demais com a comida magnífica feita por ambos os amigos. Jason também anotou mentalmente o fato para agradecer Eremo quando tivesse a oportunidade de abraçá-lo, agora sabedor de que o velho era seu padrinho, de que era a conexão, a viagem consanguínea mais próxima com a qual tinha contato desde que Margareth decidira apadrinhá-lo por decisão dela. Ao fim, John levantou-se de cajado em punho.

    — Vou reforçar o feitiço de proteção. Jason, seja educado e cuide da louça. E Leonard… precisamos de uma boa mochila. Partimos antes de Ferumbras chegar.

    Ele saiu e imediatamente Jason começou a acumular os pratos, talheres e panelas, enquanto Leonard saía com Logan para obter uma mochila que pudesse ser enfeitiçada para ampliar sua capacidade.

    Por um longo momento, enquanto Jason lavava a louça e Carl trocava todas as roupas de cama e dava uma geral no piso de lona, manteve-se um silêncio absoluto no interior da cabana, em que o cavaleiro não deixou de pensar em Eremo, por um único segundo que fosse.

    Ele acumulou os pratos no escorredor de louças e trocou as capas dos travesseiros de palha, achando que, ali, talvez estivessem mais bem acomodados do que na casa suntuosa que tinham — ou costumavam ter — em Carlin.

    — Os dois, dentro da cabana, por favor, venham até aqui.

    Jason ergueu a cabeça de uma só vez, em alerta. A voz não era de Leonard, John ou Logan. Ele e Carl se entreolharam e, sacando Jason a Espada e Carl, um imenso machado de batalha, deixaram a cabana devagar, os olhos fixos no final da floresta adiante.

    Cerca de 12 homens, armados e identificados em seus uniformes com o “F” de Ferumbras, retinham Leonard, John e Logan, as armas de todos atiradas no caminho entre o grande grupo e a cabana ocupada por Jason. O cavaleiro levantou a Espada, nervoso.

    — Soltem-nos e podemos fazer um acordo.
    — Não há acordo — disse o homem que segurava John, selvagem e sarcástico. — Apenas um: entreguem-se, ou colocaremos fogo em tudo que virmos.

    Jason respirou fundo, contando novamente todos os oponentes e tomando uma decisão.

    — Certo — ele abaixou a Espada devagar. — Não faça movimentos bruscos.





    Última edição por Neal Caffrey; 19-03-2018 às 22:58.
    O Exorcismo de Alyssa Amber
    Acompanhe o piloto do thriller mais recente da seção Roleplay!

    Jason Walker e o Patrono do Apocalipse

    Acompanhe a quinta e última história de Jason Walker na seção Roleplay!

  6. #6
    Cavaleiro do Word Avatar de CarlosLendario
    Registro
    23-03-2012
    Localização
    São Paulo
    Posts
    2.199
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Sagaz CitizenAdepto do OffCríticoDebatedor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Plot twist

    Que capítulo denso. Eremo Walker, 6 relíquias restando, Patrono do Apocalipse é uma delas, e pra terminar de fuder com tudo, cães de Ferumbras renderam a galera da pesada. Te falar hein Neal, título 100% bem utilizado, capítulo ficou do caralho.

    Adorei essas referências aos melhores tibianos que já passaram pelo jogo. Arieswar é a lenda das lendas, e o Wielski também é foda, embora eu não me lembre muito bem dos seus feitos. Gostei também do envolvimento dos egípcios na história, seria realmente interessante se um dos deuses aparecesse rapidamente de alguma maneira. E caralho, espero que consigam fazer algo contra esses escravinhos do Ferumbras, se eles caírem na mão dele e perderem as relíquias, é game over imediato. Torço pra que isso não aconteça.


    No mais, obrigado de verdade pela homenagem, parceiro. Honestamente, desde que você apareceu na seção, tive uma admiração por ti, afinal, sua escrita é fenomenal, algo que raramente vi aqui. Acho que existe apenas um cara que passou por aqui que eu conheço que talvez você não ultrapasse, mas bah, pra falar a verdade, não faço ideia se alguém daqui te supera. Você é realmente um escritor incrível, e um cara muito gente boa, e se eu trago-lhe inspiração, fico mais do que feliz com meu próprio trabalho em Bloodtrip. Eu não tinha a intenção de torná-lo o que ele se tornou quando o comecei (Ele ia se desenrolar de um jeito diferente até, algo a là Poe), mas cresceu bastante. Sua história e seus vários incentivos certamente me fazem ter vontade de continuar Bloodtrip, e será o que farei assim que possível.

    Obrigado por tudo e aguardo o próximo capítulo ansiosamente.



    ◉ ~~ ◉ ~ Extensão ~ ◉ ~ Life Thread ~ ◉ ~ O Mundo Perdido ~ ◉ ~ Bloodtrip ~ ◉ ~ Bloodoath ~ ◉ ~~ ◉

  7. #7
    Avatar de Ameyuri Ringo
    Registro
    19-01-2012
    Localização
    Barreiras / Bahia / Brasil
    Idade
    22
    Posts
    101
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas EstagiárioCitizen
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Rum para render eles assim é porque estes São duros na queda creio que vao leva um coro do jason migate no gokui rs parabéns neal!
    Ameyuri Ringo The Ghost Of Sparta!!!

  8. #8
    Avatar de Neal Caffrey
    Registro
    27-06-2006
    Idade
    26
    Posts
    2.998
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Adepto do OffSagaz CitizenMain CitizenCrítico
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Spoiler: Respostas


    Galera, a exemplo do que fiz no outro tópico, vou reservar uma postagem singular de forma a trazer um certo conteúdo extra. Créditos, desde já, ao @CarlosLendario pela postagem recente no tópico Bloodtrip, em uma das mais soberbas histórias da história (perdão) da seção.

    Gostaria de referenciar alguns personagens e algumas inspirações e de onde elas foram adotadas nesta postagem. Vocês vão notar que boa parte dos meus personagens descende de histórias bem populares que todos nós conhecemos, e espero não decepcionar ninguém ao trazer a vocês de onde vem uma parte da minha inspiração.

    Vamos lá.

    1. Jason Walker

    Jason Walker é o personagem principal da série, descrito como um garoto com problemas sérios de aprendizagem, mas que tem uma fibra moral muito grande e que frequentemente coloca-se entre o objeto e a morte com o fim de poupá-lo, além de ter muita habilidade no combate corporal. Não há grandes dificuldades em se compreender quem é o referencial adotado, aqui: Harry Potter, o personagem de J. K. Rowling e que cativou tantos de nós, por tanto tempo, e que nunca se viu diante de qualquer problema em dar cabo da própria vida com o objetivo de defender a vida dos outros. Ao personagem, eternizado por Daniel Radcliffe, minhas sinceras homenagens.

    Nome:      harrypotter.jpg
Visitas:     133
Tamanho:  248,5 KB

    2. Leonard Saint


    Leonard é o amigo de Jason, um pouco cabeça-oca (!), mas que é essencial em toda a sua caminhada. É inteligente, apesar disso, e esforçado, embora boa parte da sua precisão acabe por sofrer os efeitos da sua falta de confiança. Apesar disso, a parceria com Jason lhe é bastante benéfica, e conduz seu personagem a um outro patamar pelo simples fato de caminhar com o personagem principal. Não foram raras as ocasiões em que Leonard Saint ocupou a posição de Jason nesta história, não somente por ser o meu personagem favorito, mas por ter esse senso de humor que me agrada em absoluto. Em tempo: conhecem algum outro personagem dos cinemas e da literatura internacional que parece viver à sombra do personagem principal, que tem problemas de inserção pela sua condição econômica, mas que é esforçado e cômico, além de ter a boca muito suja? Abram alas para Ronald Weasley, outra criação de J. K. Rowling.

    Nome:      RonWeasley_WB_F2_RonWeasleyGettingAHowler_Still_100615_Land.jpg
Visitas:     132
Tamanho:  530,5 KB

    3. Eremo Walker

    Um velho muito poderoso, que afasta-se do personagem principal intencionalmente para não prejudicar-lhe o desenvolvimento. Extremamente amado, muito respeitado e de magia superior. Conheço o nome que lhe vem à cabeça: Alvo Percival Wulfrico Brian Dumbledore, outra criação fabulosa de J. K. Rowling.

    Nome:      Dumbledore-in-Harry-Potter-and-the-Order-of-the-Phoenix.jpg
Visitas:     133
Tamanho:  158,1 KB

    4. Lúcifer

    É um personagem sarcástico, que ri na cara do perigo (@Iridium; vai pegar a referência) e que se arruma de forma psicopática, sempre mantendo a boa aparência. A referência é o ator americano Clark Gable, conhecido por seus renomados trabalhos em Fighting Blood e Long Live the King.

    Nome:      clarkgable.jpg
Visitas:     130
Tamanho:  156,2 KB

    5. Crunor

    Crunor é um personagem icônico e que foi inspirado em ninguém menos do que Jesus Cristo. Há um pouco de referência também a Zacharias e Chuck Shurley, ambos personagens de Supernatural interpretados por Kurt Fuller e Rob Benedict. Nada mais a acrescentar.

    6. Cotton e Gibbs

    A dupla de marujos mais burros do que Leonard tem uma inspiração também advinda dos cinemas, em títulos que estão presentes nas memórias de todos: Piratas do Caribe. Os dois interpretam seus personagens homônimos na série da Disney.

    Nome:      Gibbs_Isla_Cruces.jpg
Visitas:     129
Tamanho:  40,2 KB
    Cotton e Gibbs, os primeiros: inspiração para os nossos

    7. Randal

    Randal tem sido, sem favor algum, um dos personagens mais queridos da série. Iridium que o diga. O personagem, originalmente um demônio, não age como um demônio, não tem comportamento de demônio e não pratica o que um demônio pratica. É dócil, amável, aderiu à conduta do grupo e tornou-se um verdadeiro integrante dele. Ao contrário de Zathroth, que se transformou, Randal nunca teve uma má origem; sua história será contada mais adiante, mas ele é um dos personagens que mais me orgulham atualmente. O nome de Randal foi inspirado pelo personagem homônimo de "Monstros S.A.", e seu comportamento se aproxima muito de Ruby, de Supernatural, antes que fosse desmascarada.

    Nome:      Ruby2.jpg
Visitas:     132
Tamanho:  342,2 KB
    Nome:      Randal.jpg
Visitas:     131
Tamanho:  56,4 KB

    8. Ferumbras

    Embora pareça óbvio que o Ferumbras da saga é o Ferumbras do jogo, existem alguns elementos referentes a ele que são importados. O fato de que ninguém ousa dizer seu nome, de que a simples menção a ele provoca uma histeria generalizada. Come on, eu sei que você já viu isso antes. Tom Marvolo Riddle, ou, como popularmente conhecido, Lord Voldemort, é uma criação de J. K. Rowling, a que mais se aproxima do Ferumbras que criei.


    9. Bellatrix

    Sim, eu sei que você já cansou. Bellatrix compôs A Arca do Destino como um dos soldados de Zathroth. Adivinha de que Bellatrix estamos falando? Exatamente. Bellatrix Lestrange, outra criação de J. K. Rowling, interpretando a tia de Draco Malfoy, irmã de Narcisa Malfoy, responsável por matar Sirius Black (que não tem nada a ver com o Sirius que foi criado), um dos Comensais da Morte de Voldemort.

    Inobstante, outra ressalva é necessária: reparem, ao retornar à Arca do Destino, que referenciei Vega, Folda e Senja como três estrelas (Bellatrix comanda a estrela de Folda, e etc.). Isso tem um significado: as três ilhas geladas tinham o fito de fazer referência ao Cinturão de Orion; contudo, Bellatrix e Sirius são duas entre as 20 estrelas mais brilhantes da via láctea. Fica, também, essa referência.


    10. John Walker

    Um homem de fibra, que já morreu e retornou e que, fatalmente, se tornou um dos conselheiros de Jason Walker e Leonard Saint. Combate os oponentes com muita devoção, e frequentemente rebela-se contra Crunor. Desfiliou-se como incandescente (ou anjo, como preferir), e tem um poderio mágico absurdo e absoluto. Coloca medo em seus oponentes. Desconhece limites. Toma decisões difíceis e se rebela contra o céu para proteger Jason Walker e Leonard Saint. Ama-os como irmãos. E essa foi uma das melhores referências que me embasaram. Bem vindos a uma das mais sublimes criações de Eric Kripke, o anjo Castiel.


    11. Morfeu, e personagens comentados, mas que ainda não surgiram: Cerberus, Gorgon, Procusto e Chimera

    Morfeu é uma referência ao deus grego dos sonhos e dos pesadelos. Embora sua natureza não seja ruim, decidi transformá-lo em um baita de um filho de uma puta. Orgulho-me da criação. Contudo, não é a única referência: note que nosso Morfeu é negro, careca, usa terno e gravata, tem olhos cinzentos frios e a fala macia. Estamos falando de uma grande criação do cinema, também, mas esta das irmãs Lilly e Lana Wachowski, interpretada de forma sublime por Laurence Fishburne: Morfeu, de Matrix.


    Não explicarei o por quê; vocês verão nos capítulos subsequentes. Porém, Cerberus é inspirado em Sephiroth, de Final Fantasy; Gorgon, em Lightning, também de Final Fantasy; Chimera, no monstro grego de mesmo nome; e Procusto, pasme, no personagem Flea, desenvolvido por Akira Toriyama em um dos jogos eletrônicos mais lindos, perfeitos, maravilhosos e de melhor enredo da história dos video-games: Chrono Trigger, clássico de Snes.

    A propósito, os Arautos nada mais são do que uma vertente dos Comensais da Morte, de J. K. Rowling.

    Nome:      final_fantasy___sephiroth_by_yanimator-d3ab6fa.jpg
Visitas:     134
Tamanho:  113,1 KB
    Sephiroth, a inspiração para Cerberus

    Nome:      Lightning-Returns-Final-Fantasy-XIII-Wallpaper-Full-HD-1920x1080.jpg
Visitas:     132
Tamanho:  425,3 KB
    Lightning, a inspiração para Gorgon

    Nome:      flea_the_magician_by_medli.jpg
Visitas:     129
Tamanho:  224,2 KB
    Flea, que inspirou Procusto

    12. Melany

    É o nome da minha namorada. A descrição física delas é idêntica. O que é mais interessante, contudo, é que o personagem foi criado antes de eu começar a namorar com ela. Antes de conhecê-la. Lembrando que A Arca do Destino foi escrita em dezembro/2015, sendo que comecei a namorar com ela em julho/2016.

    Expliquem essa, ateus.

    13. Cain

    Cain é um personagem com uma descrição muito singular. Não é possível referenciá-lo com outro senão com o personagem homônimo interpretado por Timothy Omundson na série Supernatural.


    14. Ares

    Não adianta negar: pela atuação no final d'A Sétima Vingança, muitos de vocês se afeiçoaram com o personagem de Ares. E ele tem uma inspiração: o personagem homônimo da série Hércules que, salvo engano, era transmitida pela Rede Record no final dos anos 90 e no início dos anos 2000. Tá, vá lá, talvez boa parte de vocês nem fosse nascido, mas eu já tinha meus 8, 10 anos, e costumava gravar os episódios em VHS e assistir mil vezes novamente.

    Nome:      Ares_gallery_22.jpg
Visitas:     129
Tamanho:  121,2 KB
    A inspiração para o personagem de Ares (dir.)

    15. Logan e Carl

    Esses personagens não iriam compor o elenco inicialmente, mas decidi criá-los conforme o conflito em Carlin no primeiro capítulo terminou. Logan é uma referência dupla: é uma mistura dos personagens Logan Sanders, da série Suits, e o seu homônimo em Wolverine.


    Logan Sanders (Suits)


    Logan (Wolverine)

    Carl, por sua vez, tem uma referência um pouco mais singela: foi inspirado pelo personagem homônimo, de sobrenome Grimes, interpretado por Chandler Riggs em The Walking Dead.


    16. Lancaster Wilshere

    O homem ambicioso que tem terras, petróleo e riqueza por todos os lados e que adquire tudo que tem em troca da moeda vil. Esse personagem não estava escalado para ter tanta relevância na história, mas foi adquirindo conforme vocês, meus fiéis espectadores, começaram a valorizá-lo, nas mensagens privadas que me foram encaminhadas e nas postagens dos tópicos. Aqui, vale uma ressalva: amo, absolutamente amo, tudo que Martin Scorsese faz. Entre eles, o clássico inafastável chamado "O Lobo de Wall Street". Jordan Belfort é interpretado pelo melhor ator da história de Holywood, Leonardo di Caprio, e Lancaster foi inspirado nele.


    17. Finalmente: Rafael, Gabriel e o anjo Dean

    Os três arcanjos são alguns dos pontos mais altos da história. A descrição física de Rafael foi inspirada no personagem Raphael, de Supernatural. O personagem Gabriel foi fisicamente descrito de forma semelhante ao homônimo no filme Constantine, em que John Constantine é representado por Keanu Reeves. O anjo Dean, uma aparição especial n'A Relíquia do Tempo, só pode ter uma inspiração, certo? O homônimo de sobrenome Winchester, da série Supernatural, representado pelo fabuloso e espetacular ator Jensen Ackles.


    Inspiração do arcanjo Rafael


    Inspiração do arcanjo Gabriel


    Inspiração do anjo Dean

    Pessoal, é só (ou tudo) isso. Dissertem, se a postagem não os cansar.
    Imagens Anexas Imagens Anexas  
    Última edição por Neal Caffrey; 22-03-2018 às 23:16.
    O Exorcismo de Alyssa Amber
    Acompanhe o piloto do thriller mais recente da seção Roleplay!

    Jason Walker e o Patrono do Apocalipse

    Acompanhe a quinta e última história de Jason Walker na seção Roleplay!

  9. #9
    Cavaleiro do Word Avatar de CarlosLendario
    Registro
    23-03-2012
    Localização
    São Paulo
    Posts
    2.199
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Sagaz CitizenAdepto do OffCríticoDebatedor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Não vou mentir: Já tinha sacado boa parte das referências, principalmente as de Harry Potter e Supernatural. Eu imaginei Cain de outra maneira, entretanto, já que não tive contato com esse Cain de Supernatural (Só assisti até o inicio da nona temporada, eu acho). As outras eu nem peguei, como essa do Lancaster ou do Lúcifer, mas acabam dando uma cara nova aos personagens. Parecem mais vivos pra mim ao ver suas inspirações.

    É impressionante que Final Fantasy tenha te dado inspiração. Deve ser uma das obras famosas no mundo todo que mais se aproximam do mundo dos animes, assim como Chrono Trigger. E você odeia animes.


    Fico feliz que minha publicação tenha parecido uma ideia boa o suficiente pra ser usada por você. Gostei de ver todas as inspirações, e eu não tinha duvidas sobre quem era Bellatrix ou quem era Dean. Sei lá, acho que tava muito na cara, né? Mas quanto ao Jason e o Leonard serem inspirados nessa dupla, cara, nem passou pela minha cabeça. Impressionante mesmo. Ambos são ótimos personagens e gosto deles, e eu cresci vendo Harry Potter, o que os torna mais especiais pra mim. Hoje em dia já não gosto tanto quanto antes, mas ainda é uma excelente obra. J.K. Rowling fez um ótimo trabalho, mas eu particularmente acho que ela tenha que parar um pouco; Esse "Animais Fantásticos" que tem saído no cinema não me animaram nem um pouco e provavelmente os próximos vão ter menos público que o primeiro.

    Siga com Jason Walker. Acredito que esses extras enriqueceram mais ainda a história.



    ◉ ~~ ◉ ~ Extensão ~ ◉ ~ Life Thread ~ ◉ ~ O Mundo Perdido ~ ◉ ~ Bloodtrip ~ ◉ ~ Bloodoath ~ ◉ ~~ ◉

  10. #10
    Avatar de Ameyuri Ringo
    Registro
    19-01-2012
    Localização
    Barreiras / Bahia / Brasil
    Idade
    22
    Posts
    101
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas EstagiárioCitizen
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Grande neal obrigado por expo abertamente suas inspiraçoes, confesso que se fosse um bingo eu quase colaria a cartela rs parabéns Neal!

    Publicidade:
    Ameyuri Ringo The Ghost Of Sparta!!!



Tópicos Similares

  1. Jason Walker e a Relíquia do Tempo
    Por Neal Caffrey no fórum Roleplaying
    Respostas: 58
    Último Post: 09-10-2017, 00:17
  2. Jason Walker e os Poços do Inferno
    Por Neal Caffrey no fórum Roleplaying
    Respostas: 53
    Último Post: 28-08-2017, 15:20
  3. Jason Walker e a Arca do Destino
    Por Neal Caffrey no fórum Roleplaying
    Respostas: 57
    Último Post: 24-08-2017, 10:32
  4. O Guerreiro do Apocalipse
    Por Viny Morozesk no fórum Roleplaying
    Respostas: 6
    Último Post: 16-06-2006, 11:36
  5. O guerreiro do apocalipse.
    Por DarkMan no fórum Roleplaying
    Respostas: 47
    Último Post: 31-05-2005, 21:48

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •