Página 3 de 3 PrimeiroPrimeiro 123
Resultados 21 a 25 de 25

Tópico: Celibato Involuntário - Incels

  1. #21
    Avatar de Bob Joe
    Registro
    25-05-2007
    Localização
    Juiz de Fora
    Posts
    6.438
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    Kevin PostnerOffistaColunistaEscritor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Eduardo 02 Ver Post
    Beleza mas acho que isso é 1 em 1 milhão, quantos casos de "Elliots" vc já ouviu falar por ai, um caso que é bem comum e não tem a ver com esses incels são os caras que não aceitam o termino com suas parceiras e assassinam elas, isso ai é bem comum e quase todo dia tem um caso assim no brasil.

    Ah e uma coisa que eu deixei passar batido, talvez esse papo de "sedução" seja real, pq falando sério esse Elliot passa longe de ser um cara feio, não é gordo, não tem espinhas, cabelo normal, e mesmo assim não conseguir mina nenhuma, a não ser que ele procurasse uma mulher perfeita fisicamente, pq tem cara bem pior que ele que consegue boas mulheres.
    Na verdade, homens que matam mulheres por possessividade tem relação com ideias que os incels estruturaram. É por isso que a mentalidade incel é problemática: você pegou um elemento de ódio, raiva e rancor e transformou isso em uma ideologia. Pegue dados de países com mais crimes passionais e você verá que coincidem com lugares onde a mulher é sexualmente inferiorizada. Possessividade está intimamente ligada com objetificação (tratar pessoas como objetos de posse).

    Acho que no caso do Elliot, não era nem questão de técnica de sedução ou não. O cara devia ser um mala do caralho, totalmente arrogante, prepotente, tóxico e muitas outras energias ruins que devia emanar. Nenhuma pessoa aguentaria se relacionar intimamente com isso, não é de se espantar que nenhuma mulher tenha se envolvido ou demonstrado interesse. É o que acontece com muitos caras aí, o problema de autoimagem, seja ela por problemas psiquiátricos, como no caso do Elliot, seja apenas por falta de maturidade emocional. O cara se acha legal, bonzinho, moral, o homem de personalidade perfeita. Mas quando você convive com ele é um chato do caralho, não consegue manter 5 minutos de papo e, para tentar ser moral, se porta como um moralista rabugento e quadrado. Caras assim não conseguem manter qualquer tipo de relacionamento saudável, nem mesmo com os brothers. Mas culpam apenas as mulheres pela questão que eu apontei, que é tratar a mulher de forma objetificada e o sexo apenas como uma relação de submissão.

    Publicidade:
    Última edição por Bob Joe; 20-05-2018 às 14:27.
    Liga das Lendas: Vintas


    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/07/Motto_frederick_douglass_2.jpg

  2. #22
    Avatar de Sete
    Registro
    10-09-2005
    Posts
    3.282
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    Sagaz CitizenOffistaEscritorCrítico
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Sou adepto de algo que se fosse batizar agora chamaria de determinismo neurológico (mas com certeza já deve ter um nome e talvez esse nome designe algo completamente diferente). O cara nasceu com um cérebro (considere nascimento para o cérebro como sendo aos 2 anos de idade) para ser de uma forma. Todos as experiencias SOCIAIS na vida dele - o que exclui insultos cerebrais agudos que determinem algum grau de lesão neurológica, a nivel macro ou molecular, decorrentes de falta de oxigenação a falta de substrato -, vão atuar como fortalecendo ou enfraquecendo esse comportamento pré-determinado. Ou seja, ter boa família, ser um escolar de sucesso (acredite, elogiar seu filho ou sobrinho por qualquer coisinha quando ele ta começando escolinha faz um bem danado para ele, o sucesso leva a mais sucesso, enquanto que o fracasso mina a capacidade de quando mais velho assumir situações de risco), ser bem aceito na sociedade pela sua aparência, enfim, uma série de coisas, mas isso não o fará se afastar muito da curva de comportamento pré-determinada. A sociedade vai ser um freio (ou impulso) para determinado comportamento, mas ele estará lá, encravado no cara. Nas sociedaes que o homem é socialmente mais gente que a mulher, ele exerce seu narcisismo e egoismo de uma forma X. A mulher, idem, mas sobre quem ela é "mais gente" (sei lá, sociedades de castas por exemplo, ou sobre crianças). Se é uma sociedade em que todos são virtualmente iguais, o comportamento não é tão óbvio, mas o impulso para ele existe da mesma forma. Se ele vai ser alguém de personalidade flutuante que varia entre uma hipomania até graus de depressão quaisquer (o famigerado transtorno bipolar que explica alguns suicidios de pessoas aparentemente bem sucedidas), se ele vai ser introspectivo ou extrovertido, gente boa ou sacana, narcisista ou empático, tudo isso ele já nasceu pra ser. E digo isso sendo válido para tudo da personalidade mesmo. Digamos que personalidade é uma jóia a ser lapidada, algumas pessoas são cascalho não importa o quanto você polir. Mas um cascalho polido é melhor do que nada, então sempre vale a pena investir. A internet só está cumprindo seu papel de fazer todas as vozes serem audíveis.

    Agora que não tem mais casamento arranjado os cara se lascaram. Mas não é só cara. Também existem mulheres que também não tiveram qualquer experiencia, e não são deformadas ou com deficit intelectual.


  3. #23
    pfvr alguma coisa nunk de pedi nada Avatar de Nikolai Bazarov
    Registro
    02-11-2008
    Localização
    Groningen
    Idade
    28
    Posts
    3.143
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas OffistaEscritorCríticoDebatedor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Eduardo 02 Ver Post
    Beleza mas acho que isso é 1 em 1 milhão, quantos casos de "Elliots" vc já ouviu falar por ai, um caso que é bem comum e não tem a ver com esses incels são os caras que não aceitam o termino com suas parceiras e assassinam elas, isso ai é bem comum e quase todo dia tem um caso assim no brasil.

    Ah e uma coisa que eu deixei passar batido, talvez esse papo de "sedução" seja real, pq falando sério esse Elliot passa longe de ser um cara feio, não é gordo, não tem espinhas, cabelo normal, e mesmo assim não conseguir mina nenhuma, a não ser que ele procurasse uma mulher perfeita fisicamente, pq tem cara bem pior que ele que consegue boas mulheres.
    talvez justamente o fato do rapaz ser doente, com tendencias violentas e mentalmente instavel tenha sido o que afastou as mulheres dele? até porque, sim, o maníaco não era feio

    (quase) mulher nenhuma vai querer se aproximar de um misógino né
    ah n agora esse off topic foi longe demais


  4. #24
    Avatar de mestre do yellow
    Registro
    25-09-2006
    Localização
    ____Glitch City____ Avatar: Pokémon glitch dos jogos Red/Blue, Missingno.
    Idade
    30
    Posts
    9.022
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    ColunistaCríticoEscritorOffista
    Prêmios Medalha Gengis Khan - Venceu a disputa de 2017 desta honraria [sic].
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    É serio que tem gente que coloca em pratica pensamentos violentos de virjão? Poxa, isso de achar que a sociedade está podre, que se comportam de forma irracional e animalesca, tudo girando em torno da eterna busca de saciar sua luxuria, se sujeitando a não ser o que são e concordar/tolerar com coisas que se tivesse como ou tivesse bolas sempre rejeitariam, enfim, tudo isso passa depois da primeira bimbada. Se o cara pensa assim mesmo depois de descabaçar é pq já seria psicopata e o fato de ser um fracassado em relacionamentos ser só um gatilho, tal como jogos violentos são para atiradores.
    Última edição por mestre do yellow; 03-06-2018 às 21:54.

  5. #25
    Avatar de Nobre Valente
    Registro
    19-09-2004
    Posts
    4.341
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas ColunistaCríticoEscritorSagaz Citizen
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Não existe essa de celibato involuntário, a não ser que você realmente tenha chegado ao fundo do poço. Com R$ 300,00 você paga uma garota de programa e resolve este problema da melhor forma possível.

    Mas vamos nos ater aos casos dos "pega ninguém". Por que são "pega ninguém"? Por culpa das mulheres que o rejeitam? Não camarada, o denominador comum dessa equação social é o "pega ninguém", portanto compete a ele refletir e assimilar onde está o erro. Eu e tanto outros tivemos o bom senso de assumir uma culpa que é nossa.

    Particularmente não nutro qualquer sentimento negativo pelas mulheres. Pelo contrário, o sentimento que nutro é o de comiseração pelas atitudes deploráveis que tomam e que somente as prejudicam. Quando elas elegem os piores por acreditarem serem estes os melhores, pagarão o preço justo pela escolha inconsequente. E essa dívida não vai ser paga pelas mãos de um lunático qualquer, mas pelos próprios "super homens" que elas tanto veneram. Quem irá abandoná-las quando a volúpia e a beleza se forem, serão os cafajestes. Os "caras bonzinhos", que entregam em bandeja de ouro seu corpo e alma para as "vadias", obviamente serão objeto de asco e repúdio destas mulheres. Serão taxados de psicopatas, oportunistas, desonestos. Essas "mulheres" (se é que se pode chamá-las de mulheres) violentarão sem remorso algum os sentimentos puros destes homens, e se por um acaso o desespero deste homem culminar em suicídio, nenhuma pena será sentida.

    Então a solução é virar a casaca e virar um cafajeste? Não. Devemos estar além do bem e do mal. E estar além do bem e do mal é ser implacavelmente e verdadeiramente justo, seja com as mulheres, seja consigo próprio. É óbvio que se o cara resolve permanecer na inércia e não adota uma postura proativa, obviamente vai continuar para todo sempre como um merdalhão "pega ninguém".

    O grande erro que muitos desses caras cometem é o de se desenvolver pessoalmente, superar todos os árduos obstáculos que a vida lhe impõe e aceitarem mulheres "arrependidas" que dizem terem sido enganadas por cafajestes. Isso, claro, quando não vem um boneco de brinde para lhe enfiar goela abaixo uma paternidade socioafetiva. Vão morrer sozinhas e desamparadas. É essa a justa consequência que pagam por agirem da forma como agem. Chamem de karma, eu prefiro chamar de justiça natural.

    Esses idiotas acham que matando uma leva de inocentes farão com que a natureza feminina seja mudada e que, como num passe de mágica, elas farão escolhas sensatas para sua vida. Infelizmente as mulheres só aprendem da pior forma possível: ou quando perdem seu poder de barganha, ou quando engravidam e o pai da criança some, ou quando nenhum "chad" olha na cara delas.

    Mas não vou culpá-los totalmente. Desde a tenra idade nos inculcam com a perniciosa ideia de que os bons rapazes acabam em primeiro. Essa assertiva até pode ser verdadeira sob o espectro biológico (mais detidamente no âmbito da replicação), mas é mentirosa sob o espectro sociológico. O que a ciência nos ensina é vastamente estribado por claras e incontestes evidências empíricas: eu, na esmagadora das vezes, vejo mulheres realmente bonitas andando com playboys. Eu nunca vi esse tipo de mulher andando com mendigos, mesmo que se ofereçam como escravos emocionais dessa mulher. Eu não gostaria de uma escrava emocional, mas certamente me agradaria uma mulher que se entregasse de corpo e alma para mim; jamais abusaria da confiança dada e zelaria com afeto e dedicação essa entrega. Com as mulheres não ocorrem o mesmo pois são regidas pela inteligência emocional, coisa que carece em nós homens (daí a dificuldade em assimilar e compreender o comportamento contraditório das mulheres).

    Destes aí sinto pena, pois não foram capazes de compreender a realidade feminina e muito menos de operar as mudanças necessárias para que despertassem atenção nas mulheres. Não nos esqueçamos que muitos julgam Frankenstein uma abominação inominável, mas se esquecem que por trás da criatura, está o criador, Dr. Victor. Seria o monstro Frankenstein ou Dr. Victor? Sei que essa possivelmente seria a últimas das reflexões que alguém faria ao ler o romance, mas não a invalida como reflexão. O criador por trás dos incels são as mentiras que nos são contadas, os romances e filmes cor-de-rosa que insistentemente veiculam, a idéia muito bonita, porém mentirosa, de que amor é pago com amor. Pobres daqueles que acreditam em tal ardil!

    Não devemos nutrir raiva e ódio pelo comportamento das mulheres (coisa que Elliot Rodger fez), pelo contrário, devemos lamentar e sentir pena destas condutas auto-prejudiciais. Devemos compreender e aceitar as mulheres tal como elas são, mas isso não significa dizer que devamos fazer papel de Cristo em hipótese alguma. Não devemos censurar ou repreender, pelo contrário, devemos encorajar para saber com quem estamos lidando. Quem quiser assumir compromisso sério com sobra de cafajeste, sinta-se a vontade, mas na minha opinião essa é a prova sublime de não amor próprio.

    Deixemos as "vadias vencidas" para os cafajestes. Afinal de contas, um completa o outro. Mas será que eles próprios querem esse tipo de mulher?





    Última edição por Nobre Valente; 04-06-2018 às 21:39.


    "Ou quem sabe a Sonserina será a sua casa
    E ali fará seus verdadeiros amigos,
    Homens de astúcia que usam quaisquer meios
    Para atingir os fins que antes colimaram."

    O Chapéu Seletor

    Clique na imagem para entrar no Salão Comunal da Sonserina



Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •