Página 2 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
Resultados 11 a 20 de 32

Tópico: STF libera ensino religioso confessional nas escolas públicas

  1. #11
    Avatar de Bob Joe
    Registro
    25-05-2007
    Localização
    Juiz de Fora
    Posts
    6.253
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    Kevin PostnerOffistaColunistaEscritor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por mestre do yellow Ver Post
    Sobre que haveria uma hipocrisia defender escola sem partido e ser a favor desta decisão, eu concordaria se não fossem coisas com pesos muito diferentes um do outro, qual seja, a natureza facultativa do ensino religioso onde se tu não concorda com a aula ministrada por ser com teor inclinado a uma religião que não é a sua (e sai da sala sem nenhuma penalidade), de um professor de geografia marxista onde mesmo que tu não concorde com a doutrinação vermelha dele ainda assim é obrigado a ficar em sala, sob pena de reprovação.

    Então não, não é a mesma coisa. Na aula de religião fica quem quer, assim como ir nos comícios do PT e palestras da USP, ou ir ver o filme do Olavo de Carvalho ou se vestir de verde e amarelo na paulista. Mas no que a Escola Sem Partido defende é onde não se tem esse poder de sair se quiser. Então nada a ver a comparação
    O espírito do entendimento do STF e da PL são totalmente inversos. Em uma, o STF reconhece a liberdade do professor em trazer experiência pessoal e ponto de vista para o ensino da religião, desobrigando-o a ensinar "todas as religiões do mundo" ou fazer qualquer contraponto. Do outro lado, a PL do Escola sem Partido não concebe que o professor possa trazer suas opiniões para sala de aula. A decisão do STF está muito mais no caminho de apoiar a "doutrinação" do que o contrário. Afinal, escola não é igreja e a visão que tínhamos até agora é que ela deveria ensinar o que é embasado na ciência.

    É por isso que defender um ensino sem monopólio ideológico, um ensino livre de verdade, é defender que não exista grade curricular unificada. Cercear a liberdade da escola e do professor através de instrumentos burocráticos é perda de tempo, eu diria até uma estratégia de confusão. Como exemplo, a Turquia a poucos tempo atrás fez uma triste mudança em sua grade curricular Estatal: tornou o ensino da Teoria da Evolução voluntário e o ensino do mito de criação islâmico obrigatório. Além da diminuição do tempo do ensino da Biologia, Física e Química. Eles também podem argumentar que isso não tem problema, já que a única métrica para decidir o que é doutrina ou não é a opinião do atual governo. Se o governo acha que Criacionismo é importante, então ele vai ser ensinado na escola.

    Você acha que a decisão do STF, do Estado dizendo o que deve ou não deve ser ensinado em TODAS as escolas públicas é muito distante disso? A impressão é que basta outras pessoas estarem lá para isso acontecer. Talvez baste apenas uns ministros de STF indicados por membros de bancadas cristãs. Ou um pastor como ministro do MEC.



    É por isso que bato tanto em cima do Escola sem Partido e dos conservadores que estão por trás dela. O maior problema dessa galera não é a escola doutrinando. A escola do regime militar doutrinava ao patriotismo, que eu acho uma filosofia tão besta quanto o marxismo, e ninguém nunca abordou isso (pelo contrário, muitos acham que aquilo é que era educação de verdade). O maior problema dessa galera é a escola não doutrinar com aquilo que eles acham correto. O problema é que eles querem achar o que é correto ou não, o que é doutrina ou não, para o filho dos outros.

    É o paradoxo que o Estado Democrático cria: o Estado só estará certo quando quem está no comando concorda com você. Quando o outro time assume o comando, você se fudeu.

    - - - Atualizado - - -

    P.S.: para os meus filhos, eu queria um escola sem religião (que pode ser praticada em inúmeros outros lugares), que incentivasse o pensamento crítico, que tivesse aulas importantes como "ajudar um amiguinho com depressão", "cuidar das finanças", "reparos caseiros" e coisas realmente úteis na vida. Mas é o tipo de ensino que NUNCA será praticado porque o Estado PROÍBE escolas de flexibilizarem seus currículos (inclusive particulares) e PROÍBE os pais de ensinarem os filhos em casa. Quem faz isso, como a Waldorf (pesquisem), tem que bater de frente como MEC e com a justiça.

    Publicidade:
    Última edição por Bob Joe; 28-09-2017 às 17:23.
    Liga das Lendas: Vintas


    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/07/Motto_frederick_douglass_2.jpg

  2. #12
    Avatar de Mathss
    Registro
    17-03-2010
    Posts
    4.647
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas ColunistaCríticoEscritorOffista
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Rapaz, se for facultativo eu apoio. Eu simpatizo com algumas ideias do escola sem partido, mas não todas.

    Mas quero ver a galera de esquerda ter que escolher:

    [ ] Decisão do STF
    [ ] Escola sem partido

    Vai ter gente suando frio, kkkkkkkkkkk

    "A melhor espada fica na Bainha"

  3. #13
    Avatar de Gildão
    Registro
    28-09-2007
    Localização
    Florianópolis
    Idade
    24
    Posts
    5.242
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas OffistaColunistaEscritorCrítico
    Prêmios Guardião do GF - pelos serviços prestados à comunidade
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Don Maximus Meridius Ver Post
    Não acho que há motivo para se preocupar.
    E se fosse doutrinação facultativa de marxismo para crianças?

    O fato de ser facultativo, na minha opinião, é bem irrelevante. É doutrinação ideológica, e seja qual for, não deveria ter espaço fora do ambiente privado da casa.

  4. #14
    Basterds Boss (Y) Avatar de Don Maximus Meridius
    Registro
    06-12-2009
    Localização
    Guarulhos
    Idade
    28
    Posts
    5.934
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas ColunistaOffistaEscritorCrítico
    Prêmios Medalha de Ouro
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Gildão Ver Post
    E se fosse doutrinação facultativa de marxismo para crianças?

    O fato de ser facultativo, na minha opinião, é bem irrelevante. É doutrinação ideológica, e seja qual for, não deveria ter espaço fora do ambiente privado da casa.
    Mas que criança vai querer aprender marxismo? Vão querer é aula de minecraft.


    Quer ver os meus desenho clica na imagem aí então zé

  5. #15
    Avatar de My on easy
    Registro
    07-09-2006
    Localização
    SC é o meu país
    Idade
    23
    Posts
    3.497
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas OffistaEscritorCríticoDebatedor
    Prêmios MVP Werewolf TBR - Se destacou nas edições III e IV do Werewolf TibiaBR
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Bob Joe Ver Post
    P.S.: para os meus filhos, eu queria um escola sem religião (que pode ser praticada em inúmeros outros lugares), que incentivasse o pensamento crítico, que tivesse aulas importantes como "ajudar um amiguinho com depressão", "cuidar das finanças", "reparos caseiros" e coisas realmente úteis na vida. Mas é o tipo de ensino que NUNCA será praticado porque o Estado PROÍBE escolas de flexibilizarem seus currículos (inclusive particulares) e PROÍBE os pais de ensinarem os filhos em casa. Quem faz isso, como a Waldorf (pesquisem), tem que bater de frente como MEC e com a justiça.
    Nesse caso então, se o estado tomasse essa postura, tu estarias satisfeito? Ou advocarias mesmo assim para que o estado seja separado da educacão?

    Antigamente queríamos que o estado se separasse da religião
    hoje já queremos que o estado se separe da educacão

    Quem sabe num futuro não tão distante podemos querer o estado se separando de tudo? :>





    Última edição por My on easy; 29-09-2017 às 08:51.




    Gosta de Poker? Quer aprender mais ou jogar com auxilio de um software on-line que conta com ferramentas incríveis de análise estatística e inteligência artificial?

    Conheça minha iniciativa blurrymind.com


  6. #16
    Avatar de Mathss
    Registro
    17-03-2010
    Posts
    4.647
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas ColunistaCríticoEscritorOffista
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Gildão Ver Post
    E se fosse doutrinação facultativa de marxismo para crianças?

    O fato de ser facultativo, na minha opinião, é bem irrelevante. É doutrinação ideológica, e seja qual for, não deveria ter espaço fora do ambiente privado da casa.
    Se é facultativo, eu apoio, ue


    Sou contra doutrinação obrigatória, mas se a pessoa quiser passar por uma lavagem cerebral, acho isto direito dela

    Eu sou contra várias coisas, e varias ideias, mas passo a ser tolerante as estas mesmas coisas e ideias, quando aquilo que a cerca é feito por meio da liberdade de escolha.

    Eu não gosto muito de "propagações de ateísmos" quando se é tipo uma "razão de se viver e pensar" por exemplo, mas se as pessoas quiserem falar sobre isto, e outras pessoas quiserem aceitar. Continuo achando a necessidade de propagar a falta de religião algo "chulo", sim, continuo. Tento impedir as pessoas de fazerem isto caso queiram? Nops, movo nem uma palha.

    "A melhor espada fica na Bainha"

  7. #17
    Avatar de Bob Joe
    Registro
    25-05-2007
    Localização
    Juiz de Fora
    Posts
    6.253
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    Kevin PostnerOffistaColunistaEscritor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Mathss Ver Post
    Se é facultativo, eu apoio, ue


    Sou contra doutrinação obrigatória, mas se a pessoa quiser passar por uma lavagem cerebral, acho isto direito dela

    Eu sou contra várias coisas, e varias ideias, mas passo a ser tolerante as estas mesmas coisas e ideias, quando aquilo que a cerca é feito por meio da liberdade de escolha.

    Eu não gosto muito de "propagações de ateísmos" quando se é tipo uma "razão de se viver e pensar" por exemplo, mas se as pessoas quiserem falar sobre isto, e outras pessoas quiserem aceitar. Continuo achando a necessidade de propagar a falta de religião algo "chulo", sim, continuo. Tento impedir as pessoas de fazerem isto caso queiram? Nops, movo nem uma palha.
    Você realmente concorda com isso ou é só o efeito do "raio polarizador esquerda x direita" ou "ateu x teísta" (quando pessoa x concorda, eu tenho que discordar)? Você concorda que o Estado pague, com dinheiro público, um professor para lecionar uma aula facultativa de uma coisa que seu filho nunca vai aprender e/ou vai contra seus princípios? E mais, um Estado Laico financiar um ensino religioso dando preferência à alguma religião em específico?

    Citação Postado originalmente por My on easy Ver Post
    Nesse caso então, se o estado tomasse essa postura, tu estarias satisfeito? Ou advocarias mesmo assim para que o estado seja separado da educacão?

    Antigamente queríamos que o estado se separasse da religião
    hoje já queremos que o estado se separe da educacão

    Quem sabe num futuro não tão distante podemos querer o estado se separando de tudo? :>
    Você sabe que eu não acredito em anarcocapitalismo, então não consigo nem projetar uma realidade em que o Estado se separe de tudo. Pode ser até que aconteça, mas está em um plano utópico e intangível, não ouso tratar isso como modelo socioeconômico.

    De forma pragmática e realista, eu gostaria que o gerenciamento centralizado fosse cada vez mais abandonado. Ou seja, mesmo se um Waldorf da vida passasse a ser o modelo de educação pública, ser centralizado ainda seria o problema. Alguns pais, por exemplo, ainda podem querer um ensino religioso, militar, técnico e etc. Tratar todas as famílias e crianças de uma forma uniforme é o erro essencial.


    P.S.: mas eu ainda acho que existe o mínimo. E o mínimo está relacionado à questões de convivência em sociedade e cidadania. Ou seja, educação zero ou educação totalmente descontextualizada da sociedade não são coisas com qual eu concorde.
    Última edição por Bob Joe; 29-09-2017 às 09:53.
    Liga das Lendas: Vintas


    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/07/Motto_frederick_douglass_2.jpg

  8. #18
    Avatar de Allison S.
    Registro
    10-01-2007
    Idade
    27
    Posts
    2.243
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Sagaz CitizenCríticoDebatedorEstagiário
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão


  9. #19
    Avatar de Mathss
    Registro
    17-03-2010
    Posts
    4.647
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas ColunistaCríticoEscritorOffista
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Bob Joe Ver Post
    Você realmente concorda com isso ou é só o efeito do "raio polarizador esquerda x direita" ou "ateu x teísta" (quando pessoa x concorda, eu tenho que discordar)? Você concorda que o Estado pague, com dinheiro público, um professor para lecionar uma aula facultativa de uma coisa que seu filho nunca vai aprender e/ou vai contra seus princípios? E mais, um Estado Laico financiar um ensino religioso dando preferência à alguma religião em específico?
    Sobre estes casos, de que o estado pague alguém que quer pregar algo que, muitas pessoas não concordam, ai não, não simpatizo com a ideia, bom, ai não, eu não concordo.

    Não sei muito bem á esta raio polarizador esquerda direita, e ateu teista, o que não gosto muito é da hipocrisia.

    Tipo, se eu quiser defender possibilidade de ensino religioso de algo que eu queira que meus filhos vejam, eu tenho que liberar também, algo que o fulando de tal quer que o filho dele veja.

    Da mesma partida, se eu falo que tem que proibir um determinado ensino religioso, ai teria que proibir todos.

    No mais, o meu âmbito mesmo é, eu gosto de escolas privadas com direito de lecionar sua religião em sua grade.

    Mas tu levantou esta questão "o governo pagar", antes eu pensava só em "é facultativo e não obrigatório".

    Sendo direto nas ideias:

    -> Ser facultativo = Bom
    -> Governo bancar = Ruim

    Isto me deixa realmente sem saber se no momento eu apoio ou não isto em escolas públicas, mas deixo definido o que eu considero pro e o que eu considero contra.

    Mas enfim, eu reconheço que comecei a construir precocemente uma opinião sobre o assunto, e logo vi: "Pera, isto não é de todo bom assim."

    Sobre questões direita x esquerda, sou muito presente nisto.

    Quanto a ateus x cristãos, to entrando cada vez menos nisto (Quando aparece algo da ATEA na minha timeline mesmo é só vergonha alheia, ateus burros se achando geniais e detenedores do conhecimento, e religiosos burros tentando argumentar com estes mesmos ateus). Simplesmente, não espero nada de muito produtivo destas discussões, já a muito tempo eu percebi que religião se trata de fé, meditação e conhecimento, não de "convencimento" e de "senso comum" das pessoas que estão de fora.

    Simplesmente não da pra mudar a fé de alguém por tentativas de "convencimento" e nem de apresentar informações a pessoas que estão presos ao senso comum de que "pq Deus não ajuda as pessoas na Africa?". Ou seja, fé você só discute, com quem quer te ouvir, ou do contrário, de nada adianta.

    (Sobre o "te ouvir" vale pros dois lados, que não adianta o cara falar de sua religião e não querer ouvir por exemplo.)

    - - - Atualizado - - -

    Uma coisa que pensei aqui, duas regras boas neste caso se fossem aplicadas:

    1- Pra cada religião diferente entre os alunos e pais de alunos, deveria ter a possibilidade de uma sala de aula diferente.

    2- Os professores que quiserem ir, seriam ou voluntários, se preocupando com sua fé, ou então, seriam custeados pela união de suas igrejas.

    Isto ficaria bem mais aceito, porém, aquela coisa, vai tentar aplicar isto em escolas do Brasil pra ver a merda que seria. (sepah até em primeiro mundo daria merda)

    "A melhor espada fica na Bainha"

  10. #20
    Avatar de Sete
    Registro
    10-09-2005
    Posts
    2.876
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Sagaz CitizenOffistaEscritorCrítico
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão



    Valorizar o pensamento místico é claramente um retrocesso. Basta observar a história.

    E essa confusão ai de que o contrário dessa lei é proibir o ensinamento de religiões. Se quer aprender sobre religião vá ao templo. Não sei se é dialética ou dislexia. Vamos adaptar aquela máxima (social-democrata?): Ao Estado o que é do Estado, ao mercado o que é do mercado e a igreja o que é da igreja.

    Mas enfim, escola não é facultativo. Um objeto de 7 a 14 anos não tem grau suficiente de liberdade de escolha para decidir ou não a participar de algo que ele será obrigado a participar pelos gestores do novo templo educacional-religioso. Não vão criar atividades alternativas para malditos pagãozinhos. Se nao quiser participar nao participa, mas vai continuar na sala. Pais nao se importam ou participam suficientemente sobre vida escolar para tirar os filhos dessa furada e se envolver em um conflito com as pessoas de pensamento retrógrado que geralmente habitam as secretarias de escolas públicas. Não existe respeito hoje a secularidade, basta ver que muitos dos eventos em escolas publicas hoje envolvem algum pastor professando em algum momento, geralmente obrigatório, não vai ser uma lei que deixa claro que não precisa respeitar isso que vai nos fazer avançar nesse ponto.

    Discordar desse ponto aparentemente denota que a pessoa é cega ou vaidosa. Vaidosa pois sempre defendeu a o ensino tradicional judaico-cristão, ou qualquer postura conservadora, e qualquer refutação a este posicionamento é como uma acusação de inferioridade. Inaceitável.

    Publicidade:



Tópicos Similares

  1. Por que não é ensinado Política e Saúde Pública nas escolas?
    Por Phineas Gage no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 9
    Último Post: 22-09-2014, 22:38
  2. Greve na escola pública e matrícula na faculdade
    Por El kaskarión no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 2
    Último Post: 20-01-2014, 20:02
  3. Ensino Religioso em escolas.
    Por Master of Drukies no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 24
    Último Post: 03-06-2012, 11:57
  4. Câmara aprova ensino religioso em escolas públicas.
    Por Ninja Dragon no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 70
    Último Post: 04-09-2009, 21:14
  5. Oq não ensinam na escola
    Por Alfredao no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 19
    Último Post: 20-12-2004, 09:19

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •