Agradecer Agradecer:  0
Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 15

Tópico: Homossexualismo: Juiz Federal libera tratamento

  1. #1
    Avatar de Parcialinred
    Registro
    11-02-2017
    Idade
    17
    Posts
    44
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas DebatedorEstagiárioNewcomer
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Homossexualismo: Juiz Federal libera tratamento

    Juiz federal do DF libera tratamento de homossexualismo como doença. Tratamentos serão reservados e Conselhos de Psicologia não podem mais proibir caso pacientes monifestem vontade de se submeterem ao tratamento

    Ação popular questionava resolução do Conselho Federal de Psicologia que proibia tratamentos


    https://g1.globo.com/distrito-federa...o-doenca.ghtml

    Publicidade:

    A Fogueira das Vaidades

  2. #2
    Avatar de Bob Joe
    Registro
    25-05-2007
    Localização
    Juiz de Fora
    Posts
    6.254
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    Kevin PostnerOffistaColunistaEscritor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Ainda não li sobre isso mas a maior preocupação que me vem à cabeça é o medo de quererem criar meios de agredir a sexualidade de jovens homossexuais que, coagidos por família ou guardião, serão obrigados a iniciar o "tratamento".

    Tenho amigo que apanhou e foi expulso de casa quando tinha 16 anos por ser gay. Tenho alunos que tem medo de contar aos pais pelo mesmo motivo. Os gays jovens são os que mais sofrem com o preconceito e a brutalidade da sociedade. Em média, um gay que paga as contas hoje em dia está muito mais seguro e experimenta todos os avanços em termos de liberdade civil. Mas os jovens ainda são sensíveis a esse tipo de coisa, porque dependem da visão da família sobre a sexualidade. Tanto que a taxa de suicídios entre gays jovens é MUITO maior do que entre heterossexuais na mesma faixa de idade.

    A ajuda psicológica no sentido da aceitação se mostra um auxílio. Uma "ajuda" no sentido de condenar a sexualidade seria um retrocesso.

    É até engraçado pensar: será que a decisão do juiz seria a mesma se um psicólogo oferecesse um tratamento para curar a heterossexualidade? Imagina crianças sendo levadas para um "Retiro das Monas", onde os psicólogos as ensinarão a se libertarem da heterossexualidade que tanto as incomoda. É bem óbvio que não é um decisão simétrica e que parte do princípio que a homossexualidade é um distúrbio.
    Última edição por Bob Joe; 19-09-2017 às 13:46.
    Liga das Lendas: Vintas


    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/07/Motto_frederick_douglass_2.jpg

  3. #3
    Avatar de Águadoisóh
    Registro
    08-03-2010
    Idade
    19
    Posts
    389
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas DebatedorAdepto do OffEstagiárioCitizen
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Bob Joe Ver Post
    Ainda não li sobre isso mas a maior preocupação que me vem à cabeça é o medo de quererem criar meios de agredir a sexualidade de jovens homossexuais que, coagidos por família ou guardião, serão obrigados a iniciar o "tratamento".

    Tenho amigo que apanhou e foi expulso de casa quando tinha 16 anos por ser gay. Tenho alunos que tem medo de contar aos pais pelo mesmo motivo. Os gays jovens são os que mais sofrem com o preconceito e a brutalidade da sociedade. Em média, um gay que paga as contas hoje em dia está muito mais seguro e experimenta todos os avanços em termos de liberdade civil. Mas os jovens ainda são sensíveis a esse tipo de coisa, porque dependem da visão da família sobre a sexualidade. Tanto que a taxa de suicídios entre gays jovens é MUITO maior do que entre heterossexuais na mesma faixa de idade.

    A ajuda psicológica no sentido da aceitação se mostra um auxílio. Uma "ajuda" no sentido de condenar a sexualidade seria um retrocesso.

    É até engraçado pensar: será que a decisão do juiz seria a mesma se um psicólogo oferecesse um tratamento para curar a heterossexualidade? Imagina crianças sendo levadas para um "Retiro das Monas", onde os psicólogos as ensinarão a se libertarem da heterossexualidade que tanto as incomoda. É bem óbvio que não é um decisão simétrica e que parte do princípio que a homossexualidade é um distúrbio.
    O juíz disse que o próprio conselho de psicologia não poderia regular o que os psicólogos tratam (nesse caso, homossexualidade como doença). Isso pra mim é tipo o conselho de medicina não poder dizer qual a ética dos médicos e que eles podem fazer o que quiserem, como usar de pseudociência para tratar o paciente. Além disso, o Marcos Feliciano por uns bons anos estava querendo passar a "cura gay" que é basicamente isso aí.

    Queria saber se tem a chance de algum outro juíz derrubar a decisão, ou se já tá decidido de vez.

  4. #4
    Avatar de mestre do yellow
    Registro
    25-09-2006
    Localização
    ____Glitch City____ Avatar: Pokémon glitch dos jogos Red/Blue, Missingno.
    Idade
    29
    Posts
    8.893
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    ColunistaCríticoEscritorOffista
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Olha se for ver bem sobre isso, poderia uma pessoa que é viadão que não se aceita e vai atras desta "cura gay" para realizar o sonho de "virar macho" não é um caso de disturbio de identidade, que nem o da mulher qual desejava ter nascido sem visão? Pq ela procurou justo a ajuda de psicólogo que pudesse "curar a visão" dela, sendo que, tal como ser gay, enxergar também não é doença. O psicologo foi e tratou, teve esse bafafá que está tendo agora com esse lance dos gays?

    http://revistamarieclaire.globo.com/...icar-cega.html

    - - - Atualizado - - -

    As pessoas tem que ser incentivadas a buscarem aquilo que mais as façam felizes e não serem convencidas a "aceitarem como as coisas são e nunca serem felizes por completo", se o cara se sente bem se considerando "doente" por sentir coceirinha no toba a ser "tratavel", se esse "tratamento" trara felicidade a ele, deixa o cara ué. Se fosse nesse pensamento que os médicos só podem ser usados com objetivos nobres e de necessidade real (e não por uma besteira da cabeça do paciente que quer inventar moda), os médicos cirurgiões nunca se ramificariam para a area de classe de "Cirurgia estética", está se restringindo apenas a reparações de acidentes/emergencias médicas. Então pessoal, "cura gay" é igual a por silicone, lidem com essa
    Última edição por mestre do yellow; 19-09-2017 às 17:51.

  5. #5
    Avatar de Dark Nyght
    Registro
    10-06-2009
    Localização
    Montes Claros
    Idade
    24
    Posts
    1.404
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas CríticoDebatedorEstagiárioMain Citizen
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Se o cara é gay e quer virar hetero, o que tem? Não pode é ser obrigado, mas se o cara quer e quiser ajuda com isso o problema é dele.






  6. #6
    Avatar de mestre do yellow
    Registro
    25-09-2006
    Localização
    ____Glitch City____ Avatar: Pokémon glitch dos jogos Red/Blue, Missingno.
    Idade
    29
    Posts
    8.893
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    ColunistaCríticoEscritorOffista
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Pare com a histeria: justiça não autorizou “tratamento da homossexualidade como doença”
    By
    Antonio de Moura
    -
    19/09/2017

    Quem afirma que esta decisão judicial “tratou a homossexualidade como doença” ou que “foi instalada a ‘cura gay'” é muito desonesto ou analfabeto. Não há meio termo. É desonesto quem entendeu – e sabe que não é nada disso. É analfabeto quem leu e não entendeu – porque o Juiz Federal não disse nada (nada!) sobre considerar doença.



    Pelo contrário, a decisão preserva a redação integral da Resolução nº 01/1999 do Conselho Federal de Psicologia, apenas afirmando que “a fim de interpretar a citada regra em conformidade com a Constituição, a melhor hermenêutica a ser conferida àquela Resolução deve ser aquela no sentido de não privar o psicólogo de estudar ou atender àqueles que, voluntariamente, venham em busca de orientação acerca de sua sexualidade, sem qualquer forma de censura“.

    No dispositivo é possível perceber que a determinação judicial consiste apenas em “determinar ao Conselho Federal de Psicologia que não a interprete (a Resolução nº 01/1999) de modo a impedir psicólogos de promoverem estudos ou atendimento profissional, de forma reservada, pertinente à (re)orientação sexual, garantindo-lhes, assim, a plena liberdade científica acerca da matéria, sem qualquer censura ou necessidade de licença prévia”.

    A decisão judicial é, portanto, correta. Não fere a orientação sexual de ninguém, não trata qualquer condição sexual como doença e apenas garante que, se o indivíduo quiser – mediante escolha livre e consciente – procurar um psicólogo, terá o direito de ser ouvido e o profissional poderá realizar estudos e atendimentos reservados, tudo para que seja preservada a vontade espontânea do paciente. É algo mais ou menos assim: se um homem que se diz heterossexual precisa de ajuda e orientação para tornar pública a sua homossexualidade, ele pode procurar um psicólogo e o profissional poderá ajudá-lo no enfrentamento dessa etapa. A decisão permite apenas o caminho inverso. Que mal há nisso?

    Se você leu as palavras do magistrado e encontrou “cura gay” você precisa estudar ou parar de ser desonesto. Isso não é questão de opinião, é simples capacidade de inteligência.

    =
    ===
    Fonte: http://www.ilisp.org/artigos/pare-co...e-como-doenca/

  7. #7
    Avatar de Dew
    Registro
    20-07-2016
    Posts
    28
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas NewcomerEstagiário
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Mais um caso que a moral "engole" o direito
    Somente esse mês:
    1. o caso do ejaculador
    2. o caso da exposição do Santander
    3. o caso da cura gay

    Ta ficando foda.

  8. #8
    Avatar de Shadownmancer
    Registro
    14-06-2006
    Idade
    25
    Posts
    490
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas EscritorAdepto do OffCríticoCitizen
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Assunto resolvido aqui:




    o resto é conversa mole


    http://veja.abril.com.br/economia/qu...uando-cai-nao/

    "eu não sei nem falar direito a palavra"

  9. #9
    Avatar de Águadoisóh
    Registro
    08-03-2010
    Idade
    19
    Posts
    389
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas DebatedorAdepto do OffEstagiárioCitizen
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Shadownmancer Ver Post
    Assunto resolvido aqui:




    o resto é conversa mole
    Não resolveu nada. Primeiro que ele obviamente fala isso do ponto de vista ancap dele. Ele diz que a pessoa, adulta, consentindo tem o direito de comprar a terapia de picaretagem. Primeiro que nem todos os casos são adultos que consentem, é bem conhecido que muitos pais forçam os filhos a tratarem sua "gayzisse" porque eles não aceitam, e sendo o filho menor de idade, ele perde o amparo legal com essa lei aprovada. Segundo que estamos falando de um campo médico, e não de venda de miçanga na praia. Mesmo o adulto capaz de consentir não tem conhecimento do assunto quando vai no escritório, afinal, é pra isso que ele tá lá. Isso significa que a pessoa vai, por ignorância e possível manipulação do psicólogo fazer um tratamento historicamente conhecido por ser não só 100% inefetivo, como algo perigoso que pode causar sofrimento para a pessoa e deixar ela pior do que já estava.

    Quanto a fazer pesquisas: Isso não é proibido, o que é proibido é tratar como doença, já que esse é um assunto já pesquisado e determinado. Além disso, a pesquisa na área não é feito por psicólogo clínico, os pesquisadores não precisam dessa lei para fazer pesquisa na sua área. Além disso, pesquisas feitas sobre reversão sexual ou qualquer coisa do tipo já existem, há várias décadas, e todas elas dizem o mesmo: é tudo picaretagem, não existe cura. É óbvio que isso tudo é uma desculpa de religioso folgado que quer se meter na vida sexual dos outros. Como ele mesmo diz no vídeo, 60% dos tratamentos são os pais que deveriam ser tratados, e isso mesmo também é argumento contra essa lei, já que serve pra dizer que é o preconceito que leva ao sofrimento, e uma lei dessas só facilitaria a expansão desse preconceito.

    E o que ele fala do cfp. Bom, essa é a opinião dele e imagino que a maioria discorda, e de qualquer forma, não adianta perder tempo argumentando sobre algo completamente hipotético. O órgão existe e serve pra regular a profissão, e eles mesmo se puseram contra a decisão do juíz. Quanto a proibir picaretagem, se essa picaretagem traz risco potencial a vida do indivíduo, então não é absurdo querer proibir, mas astrologia ou acupuntura não te colocam numa situação frágil e danosa ao seu ser como a terapia de reversão sexual o faz. Não é comparável, uma coisa até tem efeito placebo e geralmente só faz a pessoa acreditar que tá bem, a outra causa sofrimento desnecessário e substitui diretamente o tratamento correto e impede qualquer tipo de comunicação válida.

    Essa cura gay só serve pra disseminar o preconceito e facilitar a discriminação contra minorias sexuais.

  10. #10
    Avatar de mestre do yellow
    Registro
    25-09-2006
    Localização
    ____Glitch City____ Avatar: Pokémon glitch dos jogos Red/Blue, Missingno.
    Idade
    29
    Posts
    8.893
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    ColunistaCríticoEscritorOffista
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Possibilitar mais uma liberdade para uma pessoa, no caso a liberdade de não ser VETADA de buscar ajuda psicológica em algo de sua personalidade, biologia, enfim, algo que seja NATURAL mas que, ainda assim, não se sinta feliz com aquela condição e quer buscar ajuda pra algo que para ela, e APENAS ELA, considera um problema a ser combatido para sí priopria e isso a torne feliz (como a mulher que queria ser cega); lutar para um veto a liberdade individual da pessoa para com sí, SEU CORPO E MENTE, foge totalmente da lógica liberal de ampliar liberdades e escolhas para que a pessoa escolha aquilo que a faça mais feliz. TUDO ISSO PRA QUE? Por uma paranoia conspiratória que isso possa ser revertido como uma forma de não ampliar, mas restringir direitos e liberdades. AH VAI TOMAR NO CU

    Publicidade:
    Última edição por mestre do yellow; 20-09-2017 às 00:38.



Tópicos Similares

  1. Respostas: 16
    Último Post: 15-02-2013, 08:53
  2. Respostas: 5
    Último Post: 10-05-2008, 03:29
  3. Libera WAR ??
    Por Shun no fórum Tibia Screenshots
    Respostas: 22
    Último Post: 11-10-2004, 10:25
  4. issu aqui eh pro pessoal de libera! (druid)
    Por LUCAS THE MASTER no fórum Druid
    Respostas: 4
    Último Post: 03-10-2004, 13:35
  5. SS War in Libera
    Por Druid Heaton no fórum Tibia Screenshots
    Respostas: 2
    Último Post: 29-09-2004, 14:16

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •