Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 22

Tópico: Suicídio [tópico pesado][textão, run to the hills]

  1. #1
    Avatar de Lampeao
    Registro
    11-05-2008
    Localização
    Curitiba
    Idade
    25
    Posts
    722
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Main CitizenAdepto do OffCitizenDebatedor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Suicídio [tópico pesado][textão, run to the hills]

    Escolhi um péssimo dia pra criar um tópico desses (véspera de páscoa), mas enfim:

    Ontem terminei de assistir 13 Reasons Why, seriado na Netflix (ESTE NÃO É UM TÓPICO SOBRE SERIADO ENTÃO, POR FAVOR NÃO MOVAM) e isto me fez ficar horas refletindo sobre o meu passado:

    Tive sérios problemas psicológicos quando eu tinha 13 anos. Uma combinação de problemas familiares(pai bêbado, mãe histérica), ataques de pânico e ausência total de amigos.
    Para piorar meus pais estavam mal financeiramente o que gerava mais stress ainda. Eu não tinha nenhum hobby, minha mãe não permitia que eu brincasse na rua... enfim, eu não tinha nenhuma distração e nada legal pra fazer.
    Foi nas férias de julho da 7ª série que a coisa ficou feia: eu realmente entrei em depressão. Era uma tristeza profunda, cheguei a ficar uma semana INTEIRA no meu quarto chorando de meia em meia hora. Minha família naquela época não acreditava em depressão em crianças, diziam que "depressão era problema de adulto e que criança não tinha problema, portanto não entrava em depressão", então não sabiam se eu fazia aquilo pra chamar atenção ou pra ganhar coisas materiais, mas a realidade não tinha absolutamente nada a ver com isto.

    Eu estava decidido que se a vida fosse aquilo que eu estava experimentando, com certeza o suicídio era uma opção muito mais atraente.
    Pensei em várias formas, porém faltava coragem. A mais fácil era usar a arma que meu pai tinha (e eu sabia onde ficava) porém aquilo ia causar um trauma irrecuperável para minha mãe ao ver a cena, portanto eu não estaria apenas tirando minha vida mas também arruinando a vida da minha mãe e outros familiares.
    A ideia de suicídio era aquela coisa que eu acordava "sabendo" que tinha que fazer, mas quando pensava nas formas e nas consequencias, ia sempre deixando pra depois.

    Pois bem, em linhas gerais saí dessa iniciando a prática de basquete. Não foi uma solução definitiva mas foi a forma de "sair do buraco". Eu continuava triste, mas nem se comparava a alguns meses atrás.
    Foi só com uns 16 anos que comecei a realmente ter equilíbrio emocional e que as coisas realmente começaram a ficar boas. Comecei a ficar com umas meninas no colégio, ter mais amigos e ir muito bem no basquete (a nível de colégio, é claro). Com 17 comecei a fazer academia.
    Com 18 comecei a trabalhar e continuei levando muito a sério a academia.

    Com 19 tudo parecia estar indo muito bem (trabalho, meninas, forma física) mas comecei a ter uns sintomas estranhos: comecei a suar muito de noite (acordava de jeito que parecia que tinha mergulhado em uma piscina) e perder muito peso (eu pesava 80 kg com 1,90 de altura, perdi 10 quilos em 1 mes). Surgiram algumas caroços internos no meu pescoço, dava pra sentir passando a mão.
    Exames de sangue, depois exames de imagem e depois biópsia: o diagnóstico era câncer. Para ser mais exato, eu tive linfoma de hodgkin. Fiz mais uns exames para definir o estágio da doença, entre eles a biópsia da medula (eles metem uma agulha perto do teu rabo, retiram um pouco do líquido e depois usam uma agulha áspera para remover amostras do osso, sem anestesia geral, ou seja, consciente).
    O médico disse que a medula estava OK, portanto eu não precisaria de transplante e começaria o tratamento de quimioterapia dentro de 7 dias.

    Em 3 semanas minha vida virou de cabeça para baixo. Antes eu estava no embalo, queria ser um cara "fodão", logo depois todo mundo começou a me tratar como coitado, viviam me fazendo gentilezas, nunca discordavam de mim em nada...
    A quimioterapia não apenas arrebenta seu corpo, mas também seu psicológico. A gente fica feio, inchado, vomita toda hora, a pele do meu rosto ficava vermelha (parecia que eu tava queimado do sol, mas era reação do medicamento). Até o meu cheiro era esquisito. No último ciclo de quimioterapia voltaram os pensamentos suicidas, eu considerava que se eu precisasse de mais tempo daquele tratamento eu não ia mais querer viver. Na minha cabeça não valia a pena tanto sofrimento. Eu já estava totalmente desanimado da vida de novo.

    Mas enfim, por sorte meu corpo reagiu relativamente bem ao tratamento e a doença regrediu em 1 ano. O tratamento deu uma zoada no meu fígado, fiquei sem poder comer gordura por um tempo, mas dá pra considerar que as sequelas foram mínimas.

    Faz 5 anos que tenho resultados negativos da doença, então estatisticamente posso ser considerado curado.

    O grande ponto do tópico é:

    Hoje eu enxergo os eventos passados como se fosse um passado distante. Hoje eu acho minha vida boa pra caralho. Tenho um emprego bacana, uma namorada da hora, estudo engenharia mecânica na UFPR, faço academia (meio difícil arrumar tempo pra tudo, mas tá indo hehe) tenho um bom humor e minha auto estima é boa... nas épocas difíceis eu JAMAIS conseguia enxergar um futuro assim. Pra mim, minha vida ia ser sempre desequilibrada, sempre um caos, sempre um sofrimento eterno...

    Agora algumas estatísticas:

    - Segundo a WHO, cerca de 800 mil pessoas cometem suicídio por ano no mundo;
    - Suicídio é a segunda maior causa de mortes entre jovens de 15 a 29 anos;
    - O suicida geralmente mostra sinais deste comportamento antes de cometê-lo;
    - Notícias de suicídio (desde que não traga outras notícias junto) não são publicadas: existe o chamado "Efeito Werther", em que cartas reais de suicídio podem levar outras pessoas com tendências suicidas a também cometê-lo;

    Na série 13 Reasons Why, o suicídio é tratado de forma romântica do começo ao fim. A protagonista consegue se "vingar" de quem fazia bulling com ela no colégio e as fitas que ela gravou viram uma verdadeira bomba de hidrogênio na vida de todos que estão envolvidos na história.


    O grande questionamento:
    - Poderia o seriado 13 Reasons Why desencadear uma série de suicídios?
    - Existem várias pessoas em situações críticas de sofrimento, será que o seriado não pode ser um "gatilho" (com o perdão do trocadilho) para que vários jovens finalmente tomem coragem e cometam suicídio?
    - A série aborda temas sérios como violência sexual, suicídio e depressão. Será que ela surtirá um efeito positivo, no sentido de que as escolas começarão a tratar do assunto com maior atenção (filmes, músicas e séries sempre tiveram um forte impacto no comportamento das pessoas);
    - Será que a série fará mais pessoas olharem para o bullying finalmente como um assunto sério?
    - Vocês acham que os adultos tratam os problemas das crianças e pré adolescentes com a seriedade adequada?

    Publicidade:

  2. #2
    Basterds Boss (Y) Avatar de Don Maximus Meridius
    Registro
    06-12-2009
    Localização
    Guarulhos
    Idade
    28
    Posts
    6.027
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Kevin PostnerColunistaOffistaEscritor
    Prêmios Medalha de Ouro
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    A sociedade já ta meio zuada com esse negócio de rede social, todo mundo tem que ser popular, ter o que o que todo mundo acha legal ter, likes nas fotos, e quem não consegue relativo sucesso já fica se achando um lixo e querendo deixar de viver. Quase ninguém mais se contenta com pouco.

    Se começarem a mostrar no entretenimento agora que suicídio é bonito, aí fudeu.


    Quer ver os meus desenho clica na imagem aí então zé

  3. #3
    Avatar de Bob Joe
    Registro
    25-05-2007
    Localização
    Juiz de Fora
    Posts
    6.281
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    Kevin PostnerOffistaColunistaEscritor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Parabéns, cara. Você definitivamente é um guerreiro de muitas batalhas e um sobrevivente delas.

    Não assisti a série ainda, fiquei com medo das críticas negativas de pessoas que tenho gosto semelhante. E o motivo dado foi o fato dela tratar o assunto de forma mais teen. Não que eu não ache que adolescentes tenham problemas sérios (já respondendo a um dos seus questionamentos), mas acho que já superei a forma de ver o mundo que o adolescente tem. Não sei se a série teria capacidade de me pegar.

    Eu vi essas alegações sobre essa série incentivar o suicídio. Acho que merece um estudo sério, é um tipo de alegação que precisa de comprovação, para não ser algo além de achismo. Exercitando o meu, eu chutaria que o efeito é contrário: tratar de um tema espinhoso, como alguns desses que você citou, de forma direta, sem rodeios e sem romantismos (não sei se é o caso da série), é a melhor forma de prevenir. Existe um porém, que é a questão do comportamento conhecido como copycat. Mas acredito que esse comportamento é uma exceção, não uma regra. É claro que toda vida importa, mas enquanto mais vida der para salvar, melhor.

    Sobre o bullying ser levado a sério, acho que isso só vai acontecer com especialistas e profissionais que lidam com a educação dessas crianças e estudam sobre. E isso não é de tudo ruim, já que são eles que tem que ficar de olho e tomar as devidas atitudes. Infelizmente, crianças e adolescentes tem uma imaturidade muito latente, em especial os agressores. E muitos adultos vivem em um condicionamento e em filosofias de vida onde esse tipo de coisa não faz muito sentido, seja por ignorância, seja por questões comportamentais mesmo.

    Pessoalmente, nem sempre eu tratei essas questões da mente com o devido respeito. Foi preciso conhecer certas pessoas e passar por certas situações para que eu entendesse realmente o que estava envolvido em uma situação de depressão e outros problemas psicológicos. Não dá para desejar que todos passem por isso, mas desejo sempre que as pessoas tenham mais carinho e respeito com o tema. Infelizmente, carinho é algo em falta. E nem dá pra dizer que é "hoje em dia".




    P.S.: A tempos atrás eu li um artigo MUITO bom, que mostrava que países com mais índices de suicídio eram justamente aqueles que tinham leis envolvendo proibição de divulgar ou tratar do assunto. Por esse artigo (que não é científico, era apenas jornalístico), dava pra dizer que evitar falar com certeza é a pior forma de se tratar o suicídio.
    Última edição por Bob Joe; 15-04-2017 às 22:49.
    Liga das Lendas: Vintas


    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/07/Motto_frederick_douglass_2.jpg

  4. #4
    Avatar de dforce01
    Registro
    30-05-2011
    Localização
    São Pedro - SP
    Idade
    23
    Posts
    96
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas CitizenEstagiário
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Eu terminei de ver o seriado no mesmo dia q vc.

    Acredito que a séria conseguiu entregar aquilo que estava propondo, alertar os pais sobre os sinais que a pessoa apresenta quando esta pensando em se suicidar.

    A séria é baseada em um livro e nele a menina sobrevive no final, mas fez sentido eles mudarem, pois se ela sobrevivesse perderia muito a força da mensagem que o seriado estava querendo passar.

    Se a pessoa esta depressiva, acredito que o seriado em si não irá contribuir para que ela faça ou não o ato.

    Na minha época de colégio, o Bulling era bem normal, e te ensinava a responder ao agressor, vc meio que aprendia a se defender, seja xingando ou partindo pro cac3t3. Hoje os jovens são bem mais sensíveis, isso não é de todo mau já que de fato eles aprendem a serem mais respeitoso e humanos, mas que são frouxos eles são!
    CPU: Intel Core i3 6100 3.7GHz 3MB - Mobo: Gigabyte GA-H110M-H DDR4 LGA 1151 - Memória: DDR4 HyperX Fury HX421C14FB2/8 8GB 2133MHz - Fonte: ATX PCYES 400W Real Shocker Series 80 Plus White - GPU: XFX Radeon HD 7700 1GB - SSD: Kingston SV300S37A120G 120GB - HD: ST3500413AS 500GB 7200rpm - Gabinete: Pcyes ATX Gamer Rhino c/ 3 Fans Blue‎‎

    Tibia: Natsuraha / Astera
    Steam: Dforce72
    Origin ID: Cretino_O

  5. #5
    Avatar de Bob Joe
    Registro
    25-05-2007
    Localização
    Juiz de Fora
    Posts
    6.281
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    Kevin PostnerOffistaColunistaEscritor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por dforce01 Ver Post
    Na minha época de colégio, o Bulling era bem normal, e te ensinava a responder ao agressor, vc meio que aprendia a se defender, seja xingando ou partindo pro cac3t3. Hoje os jovens são bem mais sensíveis, isso não é de todo mau já que de fato eles aprendem a serem mais respeitoso e humanos, mas que são frouxos eles são!
    Se a pessoa se defende, não é bullying.

    Talvez as pessoas não estejam mais sensíveis. Talvez as formas de agressão estejam mais aperfeiçoadas e violentas. Antigamente, existiam mais amarras sociais e morais. Hoje o respeito ao próprio professor já não existe, quem dirá aos colegas da turma. Além disso, a internet proporciona algo inédito: o agressor pode ser agressor em qualquer momento, mesmo que a vítima não esteja fisicamente presente. Em contrapartida, as pessoas estão mais de olho em situações extremas.

    Essa não é uma questão simples de hoje vs. ontem. Se existe um entendimento melhor sobre isso hoje, é porque nossa capacidade de percepção de mundo aumentou.





    Liga das Lendas: Vintas


    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/07/Motto_frederick_douglass_2.jpg

  6. #6
    Avatar de Lampeao
    Registro
    11-05-2008
    Localização
    Curitiba
    Idade
    25
    Posts
    722
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Main CitizenAdepto do OffCitizenDebatedor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por dforce01 Ver Post
    Eu terminei de ver o seriado no mesmo dia q vc.

    Acredito que a séria conseguiu entregar aquilo que estava propondo, alertar os pais sobre os sinais que a pessoa apresenta quando esta pensando em se suicidar.

    A séria é baseada em um livro e nele a menina sobrevive no final, mas fez sentido eles mudarem, pois se ela sobrevivesse perderia muito a força da mensagem que o seriado estava querendo passar.

    Se a pessoa esta depressiva, acredito que o seriado em si não irá contribuir para que ela faça ou não o ato.

    Na minha época de colégio, o Bulling era bem normal, e te ensinava a responder ao agressor, vc meio que aprendia a se defender, seja xingando ou partindo pro cac3t3. Hoje os jovens são bem mais sensíveis, isso não é de todo mau já que de fato eles aprendem a serem mais respeitoso e humanos, mas que são frouxos eles são!
    O número bruto de suicídios está aumentando, porém sempre existiu. Não acho que hoje eles são mais sensíveis, acho que hoje as pessoas resolveram encarar isto como um problema. Na série mostra as diferentes reações ao bullying, algumas pessoas estão mais preocupadas com a imagem do que outras.

    No meu colégio, confesso que em algumas situações eu era o agressor e em outras a vítima. É tipo uma batata quente. Tu pega e passa...
    Estudei em um colégio de periferia, haviam crianças de todos os tipos. Algumas eram repetentes, com sérios problemas familiares e já envolvidas com crimes (geralmente andavam com jovens mais velhos). Não é simplesmente "resolver na porrada", afinal você não sabe com quem está mexendo.

  7. #7
    Avatar de Rambo IV
    Registro
    30-12-2010
    Posts
    2.689
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas OffistaEscritorCríticoDebatedor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    sei q nao é o proposito do topico, e sua história de superação é show mesmo, mas o seriado eh uma bosta de uma malhação-teen-norte-americana

  8. #8
    Avatar de Sete
    Registro
    11-09-2005
    Posts
    2.912
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Sagaz CitizenOffistaEscritorCrítico
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão


  9. #9
    Avatar de Malucovisk
    Registro
    31-08-2008
    Posts
    1.191
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas CríticoAdepto do OffDebatedorEstagiário
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Sete Ver Post


    O problema pode advir de baixa autoestima e auto sabotagem. Manter a mente sã não é fácil.

  10. #10
    Avatar de Glauco
    Registro
    13-04-2016
    Localização
    Cabo Frio
    Posts
    121
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas CitizenEstagiário
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Este tópico me deixou um pouco deprimido.

    Publicidade:



Tópicos Similares

  1. Respostas: 12
    Último Post: 08-01-2009, 20:21
  2. Deus disse: run to the hills!
    Por Melroch no fórum Taverna do Off
    Respostas: 12
    Último Post: 01-10-2008, 18:52
  3. Smiles em Marte[+run to the hills]
    Por Rook Findauros no fórum Taverna do Off
    Respostas: 16
    Último Post: 08-02-2008, 09:01
  4. Não estamos sós! [+ Run to the hills!]
    Por Nobre Valente no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 51
    Último Post: 26-01-2008, 22:51
  5. Mulheres ao volante [+run to the hills] [+dano público]
    Por Lucastrf no fórum Taverna do Off
    Respostas: 13
    Último Post: 10-01-2008, 10:27

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •