Página 4 de 4 PrimeiroPrimeiro ... 234
Resultados 31 a 38 de 38

Tópico: Dieta Low Carb e Paleolítica - qual a sua opinião?

  1. #31
    Avatar de Sete
    Registro
    10-09-2005
    Posts
    3.673
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    ForasteiroSagaz CitizenOffistaEscritor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Não, mas sem zuera, quando alguém se declara o primeiro de algo irrita mesmo, é muito cheiro de auto promoção
    O assunto ja é bem anterior a isso é creio que mesmo aqui. Não visito o hipertrofia desde uns 2010 e mesmo assim já era comum o assunto por la (com aquelas discussoes recheadas de pseudociência típicas de la e aqueles assunto de pouca relevância como arroz parbolizado, açúcar mascavo e etc).

    Publicidade:

  2. #32
    Avatar de GrYllO
    Registro
    08-10-2004
    Localização
    Contagem
    Idade
    34
    Posts
    16.112
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas RepórterParrot
    NoviçoVigiaSoldadoPastor
    Prêmios Guardião do GF - pelos serviços prestados à comunidade
    Peso da Avaliação
    120

    Informação A razão

    Bom, após essa miríade de posts (obrigado a todos), vou-lhes explicar como cheguei a esse vídeo (recomendo que o vejam completamente - é longo, mas vale a pena).

    Eu já havia conseguido (re)animar a galera do basquete da cidade no final do ano passado. Mas não estava fazendo nenhuma dieta. Resolvi (e fui incentivado a) entrar em uma cruzada contra o peso no último dia 17. As razões são bem simples:
    • Não quero que minha filha (hoje com 6 anos) torne-se órfã de um pai com 30 anos obeso sofrendo um ataque cardíaco fulminante (meu pai veio a óbito por esta razão aos 46).
    • Adoro jogar basquete. Adoro mesmo. E se eu quiser continuar praticando (corro o risco de ferrar o joelho de forma permanente se continuar insistindo em jogar com esse peso), reduzir o risco de bater as botas enquanto pratico o esporte que mais amo e até melhorar minha performance, tenho que perder peso.
    • Fiz uma aposta e se eu não conseguir perder 10kg até o dia 17/03 eu perco 100 dilmas.

    Confesso que cheguei a pesar 140kg (não me lembro quando foi que me pesei). Sem controle algum (de dieta ou exercícios), reduzi ao dia em que firmei a aposta (dia 17/01):

    Nome:      IMG_20160117_213126.jpg
Visitas:     110
Tamanho:  43,0 KB

    Pretendia começar a dieta no dia seguinte, após obter algumas instruções sobre como fazê-lo, mas meu sogro (que morava conosco há quase 1 década) veio a falecer no dia 19. Assim, não tive ânimo em começar. Alguns dias se passaram, a dor foi diminuindo. Creio que devo ter começado dia 24, por aí. Sem nenhum tipo de acompanhamento profissional, decidi apenas reduzir gradativamente o meu consumo de alimentos, cortando pela raiz os industrializados em geral (refrigerantes, biscoitos, etc.), açúcar e partindo pro senso comum de ingerir apenas coisas saudáveis ao invés disso. Val tem me ajudado bastante, cozinhando de acordo. Instintivamente, reduzi a quantidade de massas, incluindo os pães. Hoje em dia o mais perto que chego deles são das torradas de pão de forma.

    O Poliesportivo da cidade foi fechado para reformas (ele fica a 1km de casa). Eu caminhava pelas pirambeiras de Pitangui para chegar lá - como forma de aquecimento - e então jogava umas 2hs de basquete). Voltava pra casa também andando. Conseguimos um novo local para treinar/jogar com a prefeitura da cidade, mas este fica a 2.25km de casa. Não me intimidei: continuo indo até lá caminhando, jogo as 2hs e volto pra casa andando. Além disso, conseguimos mais um horário. Então ao invés de jogar apenas 2hs no domingo, jogamos 2hs no sábado e 2hs no domingo.

    Estive monitorando minhas caminhadas com o Runtastic. É um app bem bacana. Mas eu sentia que estava faltando alguma coisa. Foi aí que me deparei com um artigo sobre apps para acompanhamento de calorias, etc. Acabei encontrando esse artigo (que também é um relato):

    https://tecnoblog.net/190918/como-emagreci-26-kg/

    Acabei baixando o Myfitnesspal. Gostei bastante. Estou fazendo mais ou menos como o rapaz do artigo: usando o app apenas para registrar o que estou comendo, sem neurose de bater metas, etc. (curiosamente, estou dentro ou bem abaixo da meta estabelecida pelo app - isso me deixou feliz).

    Foi aí que, lendo o relato do cara, fui parar no blog do Dr. Souto. Gastei umas boas horas lendo vários artigos, todos muito bem embasados. Simplesmente fiquei encantado pela dieta Paleo, pois ela parece se encaixar perfeitamente em minhas necessidades (perda de peso, controle de apetite) e por que parece que, instintivamente, eu já estava seguindo-a sem saber. Mas fiquei com algumas dúvidas (é provável que não tenha lido o suficiente - devo aproveitar algum tempo livre do feriado pra isso).

    Compreendi diversas coisas, como a quebra de paradigmas e verdades universais, como:
    • a balela do comer de 3 em 3 horas (se bem que estou fazendo não pelo tempo, mas por que tenho sentido fome mesmo )
    • a demonização da gordura (o inimigo agora é outro: carbos refinados)
    • o senso comum de que exercício > dieta, quando na verdade é bem o contrário. O artigo que mais me impactou foi um que estudou por 25 anos (!!!) 3 grupos (com os respectivos resultados - vou arredondar pq não lembro os valores exatos):
      • 1 exercitou mas não fez dieta (perderam em média 3kg)
      • 1 fez apenas dieta (perderam em média 10kg)
      • 1 fez os 2 (perderam em média 11kg)


    Dentre tantos outros estudos muito bem documentados. O ceticismo do Dr. Souto ajuda nessas horas. Nada de falácia da autoridade, ok?

    Então resolvi jogar o vídeo aqui para suscitar uma discussão em torno do assunto e, quem sabe, obter respostas.

    • Por exemplo: quais são os riscos envolvidos na adaptação cetônica?
    • Qual o nível de dificuldade de uma adaptação deste tipo?
    • (devo ter outras perguntas, mas não me recordo agora)


    Em tempo, esta foi a última medição que realizei, ontem (04/02):
    Nome:      IMG_20160204_120929.jpg
Visitas:     108
Tamanho:  44,3 KB

    Estou no caminho certo?

    E obrigado a todos novamente!
    Atenciosamente,
    Felipe "GrYllO"

    Galera, eu não tiro dúvidas por Mensagem Privada. Se precisarem de ajuda, tentem usar a pesquisa para ver se a dúvida já não foi solucionada antes e, em caso negativo, criem 1 tópico na seção adequada do Suporte ou mesmo na seção Tecnologia (pro caso de uma dúvida técnica não relacionada ao Tibia). Beleza?

    Intel Core i5 4460 @ 3.4GHz | MSI Z97-G43 Gaming | 12GB Kingston DDR3 @ 666Mhz (9-9-9-24) | GALAX GeForce GTX 1050 Ti EXOC 4GB | 240GB Kingston SV300S37A240G | x2 500GB Seagate ST3500418AS RAID 0 | 1TB Seagate ST1000LM024 | CoolerMaster Silent Pro M700 | NZXT H2 Silent Chassis | Corsair Hydro Series H90 | Windows 10 Pro x64
    Meu coração pertence à Valéria Freitas.

    proposta ativa: Atualizem o Software do Fórum oficial!

  3. #33
    Avatar de Sete
    Registro
    10-09-2005
    Posts
    3.673
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    ForasteiroSagaz CitizenOffistaEscritor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Bem, vou tentar falar um pouco, mas to tentando aprender sobre isso agora então pode ter vários erros. Só falando que eu sou bem chato quando começo a falar dessas coisas, gosto de dar muito rodeio e citar algumas curiosidades.

    E um obs: EU ESTOU FALANDO 20G DE CARBOIDRATOS PORQUE VI ESSE VALOR SENDO USADO EM ALGUNS ESTUDOS, NÃO NECESSARIAMENTE O DOS RATINHOS QUE CITAREI E NÃO NECESSARIAMENTE EM PESSOAS SAUDÁVEIS, JÁ TÁ TUDO MISTURADO NA MINHA CABEÇA, OS MANJERS DE DIETAS AI DO TÓPICO SABERIAM DIZER MELHOR A QUANTIDADE DE GLICOSE, EU ESTOU DANDO MEU PONTO E VISTA SOBRE FISIOLOGIA PRINCIPALMENTE, NÃO SEI SOBRE OS PARAMETROS DE DIETAS DE LOW CARB - EU SABIA UNS ANOS ATRÁS AFFS.

    Não se preocupe, também me baseei em materiais que o objetivo era perda de peso e melhorar a saúde também (apesar de eu citar algumas doencinhas como câncer).

    Primeiramente quero deixar claro que a QUESTÃO ALIMENTAR É NEGLIGENCIADA DENTRO DA MEDICINA, de forma que é comum ver por ai médicos que recomendam as velhas formas de perda de peso: baixa ingestão de caloria, mas principalmente a custo da redução da gordura, o que faz com que tenha alto consumo de carboidratos, principalmente carboidratos refinados que é pq vc não pode confiar nas pessoas, o que culmina em piora na saúde com elevação dos níveis glicêmicos.

    Se você procurar artigos sobre uso clínico de dieta cetogênica vai ver algumas coisas curiosas: uso dela para prolongar a vida de pacientes com tumores cerebrais (e tem respostas variadas, de certa forma é considerado uma boa o baixo nível de ingestão de glicose para tratamento de cancer de sistema nervoso) e para o tratamento de epilepsia juvenil (e esse é mais consistente o resultado). Lá nos EUA para isso inclusive tem uma formulação, um suplemento nutricional, que não sei se tem aqui, que chama KETOCAL, que é próprio para dieta cetogênica (mas não é muito gostoso pelos relatos, imagina que merda vc com um cancer na cabeça perdendo a visão e a cognição e ainda tendo que comer uma merda ruim), ele tem formulaçoes de concentração 4:1 e 3:1, sendo que o 4 e o 3 indicam gramas de gordura e 1 gramas de carboidratos + proteínas, sendo importante manter 0,6G DE PROTEÍNA POR KG CORPORAL, e para fins de dieta se usa a fórmula de 20KCAL OU 25KCAL POR KG DE PESO CORPORAL (isso em pessoas com tumores, mas não acho que seria diferente para alguém sem) - sinceramente eu uso mais que isso para mim... usava, agora eu não faço dietas de bulking e cutting de propósito, vou comendo no feeling de acordo com objetivos.



    Pois bem, vamos falar de cetose. Novamente quando a gente fala do curso tradicional de medicina falou em cetose pensou em diabetes. Tem outra condição clínica que leva a isso que é o alcoolismo (a via de metabolização do alcool compete com a via de liberação de glicose pelo fígado). A outra forma de cetose é o jejum. Veja, em valores exatos, falando em estudo, o que vi foi que em RATOS, 2 DIAS DE JEJUM PRODUZIA UMA CETOSE EQUIVALENTE A 10 DIAS DE DIETA CETOGÊNICA (COM MENOS DE 20G DE CARBOIDRATOS POR DIA). Em geral quando se fala em humanos se cita arbitrariamente 3-4 dias já estaria entrando um processo especial da cetose que seria:

    NOS PRIMEIROS DIAS DE JEJUM (OU DIETA CETOGÊNICA), OU MESMO EM QUALQUER PERÍODO, A GLICOSE SANGUÍNEA NUNCA CAI A UM NÍVEL ABAIXO DE FISIOLÓGICO. OUTRO, A CETOSE POR JEJUM/DIETA CETOGENICA NUNCA CHEGA A NÍVEIS ALARMANTES DA DIABETES (NA DIABETES A CETOSE CHEGA A DIMINUIR A ACIDEZ SANGUÍNEA, QUE LEVA A UM PERIGO NO CONTROLE DA RESPIRAÇÃO),

    GUARDE BEM, NÃO VAI CHEGAR A NÍVEIS QUE ALTERE EM NADA O PH SANGUÍNEO

    POIS BEM, PASSOU ESSES PRIMEIROS DIAS (2,3,4 A DEPENDER DA FONTE), O CORPO FAZ UMA TROCA: SE A PRODUÇÃO DE GLICOSE PARA MANTER UM NÍVEL FISIOLÓGICO VINHA DE AMINOÁCIDOS E DO GLICOGÊNIO, A PARTIR DESSE DIA VIRÁ DE GLICEROL, RESULTADO DA METABOLIZAÇÃO DE GORDURAS (IGUAL OS CORPOS CETÔNICOS). O CORPO PRECISA MANTER GLICOSE ME UM NÍVEL FISIOLÓGICO PORQUE SE NÃO NEM METABOLIZAR GORDURA ELE CONSEGUIRIA. ENTÃO VEJA BEM, NÃO É PARA O CÉREBRO, O CÉREBRO VAI USAR A GLICOSE, CLARO, MAS CONFORME PASSA OS DIAS E SOBE A CONCENTRAÇÃO DE CORPOS CETONICOS ELE COMEÇA A USAR CORPOS CETONICOS (A GLICOSE E OS CORPOS CETÔNICOS TEM A MESMA CAPACIDADE DE ENTRAR NAS CÉLULAS NEURAIS, SÓ QUE A CONCENTRAÇÃO DE GLICOSE É INFINITAMENTE MAIOR, MAS COM O JEJUM/BAIXA INGESTÃO DE CARBOIDRATOS ISSO MUDA).

    Não sei se era isso que você queria saber. Ou seja, eu diria que a partir de 4 dias de jejum ou 2 semanas de dieta com menos de 20g de carboidratos já estaria tendo esse perfil de mudança.

    São 3 corpos cetonicos, sendo que 1 é usado para energia, outro pode ser convertido nos outros dois e um terceiro é a acetona que é que dá o "hálito frutado". Olha, diabéticos reclamam bastante do hálito, eles falam que tem momentos que é muito forte, mas eles tem concentração de corpos cetônicos umas 4vs maior do que você vai conseguir com baixa ingestão de hidratos de carbono/jejum, então deve ser menos desagradável (mas não deve ser bom ainda).



    ESSA CONCENTRAÇÃO NÃO SE ELEVA ALÉM DE 8mmol/L se voce não tem problema de insulina. Mas eu devo citar aqui que vocÊ não deve confiar em dois tipos de médicos: um que garante 100% de satisfação/sucesso - não existe 100% em lidando com corpo humano, pode ter 98%, mas não 100% -, e um que te afirmar que NUNCA VAI ACONTECER.

    Embora essa do nunca vai acontecer possa sair por força do hábito kkk

    KB é corpos cetonicos, olha como a concentração não chega próximo, a glicose mantém um nível fisiológico a partir de a maior parte glicerol (vindo de moléculas de gordura) e parte de aminoácidos, além é claro da alimentação.

    Quanto aos riscos, novamente vamos falar de ratinhos. No inicio eles experimentaram o mesmo que os humanos, melhora em níveis de colesterol e triglicérides, melhora na sensibilidade a insulina e essas coisas boas pra saúde. Mas após 22 semanas um estudo apontou que os resultados começaram a se reverter e contou inclusive com morte de células alfa e beta pancreáticas (que é basicamente o que acontece na diabetes tipo 2 quando o paciente começa a evoluir para insulino-dependente). Mas veja, isso em ratos que tem bem menos tempo de vida que a gente, para nós isso pode significar muitos meses. E outra, foi em ratos, não sei se tem evidências disso em humanos.

    Sobre a perda de peso da dieta cetogênica, que ela é eficiente não há duvidas. Citarei três pontos de vistas: Atkins dizia que era porque ao excretar corpos cetônicos (eles saem na urina) se estaria jogando energia fora (seria como urinar glicose, mas a gente não faz isso se formos saudáveis - diabéticos fazem). Outro ponto de vista é que a a gliconeogenese (produzir glicose pq não tá ingerindo suficiente) gastaria uns 500kcal por dia (não muito confiável pois não houve elevação no gasto calórico em repouso na dieta cetogênica). E um terceiro ponto de vista é a redução de apetite e a melhoria na oxidação de gordura (que poderia explicar a perda de gordura, não de peso, mas esse a longo prazo, lembrando que dieta cetogênica é uma dieta que tem bons resultados a curto e médio prazo).

    Agora sobre o controle da fome ocasionado por corpos cetônicos. Temos aqui um grande impasse. Tem um grande ambiente neuroendócrino propiciado por eles que regulam a fome para baixo, mas também tem um que regula a fome para cima (para ter ideia graças a eles tem-se dois hormonios, grelina e CCK, que fazem parte da ligação cérebro-intestino, antagonicos na regulação da fome, sendo estimulados ao mesmo tempo com elevação dos corpos cetônicos. Mas dadas as evidências acredita-se que o que inibe a fome pesa mais. Em segundo lugar, temos que a fome é muito do social. Teoricamente a gente só sentiria fome em privação prolongada de alimento, e não toda hora como sentimos.

    Sobre adaptação, há relatos de letargia no inicio, mas que logo depois melhora o humor. Tem hipótese que cetonas protegem o cérebro (lembrando uma coisa, obesidade a pessoa está em um constante estado inflamatório no corpo, inclusive um dos fatores que fazem obesidade levar a diabetes é esse de agentes inflamatórios levando a resistência a insulina - inclusive se me lembro bem das minhas aulas tive professor que falou que ao lado da genética esse é o principal meio).

    Agora lembrando, a dieta pra ser eficiente não tem que fazer perder peso. Um critério mais bem aceito é que ela faça perder peso e depois mantenha o peso perdido por 1 ano. Citou-se o valor de estar 1 ano depois com 10% do peso. A imensa maioria das tentativas de perder peso terminam em um "io-io". Mas veja, to falando em dentro de um campo médico, a gente sabe que é possível perder bem mais que isso no ramo das loucuras dietéticas né, dificil mesmo é manter. Dentro disso um trabalho que eu li e se disse bem sucedido com dieta cetogênica, com 89 pessoas, citou o seguinte protocolo:

    We analysed 89 male and female obese subjects, aged between 25 and 65 years who were overall healthy apart from being overweight. The subjects followed a staged diet protocol over a period of 12 months: 20 day of KEMEPHY; 20 days low carb-non ketogenic; 4 months Mediterranean normocaloric nutrition; a second 20 day ketogenic phase followed by 6 months of Mediterranean normocaloric nutrition. For the majority of subjects (88.25%) there was significant loss of weight (from 100.7 ± 16.54 to 84.59 ± 9.71 kg; BMI from 35.42 ± 4.11 to 30.27 ± 3.58) and body fat (form 43.44% ± 6.34% to 33.63% ± 7.6%) during both ketogenic phases followed by successful maintenance, without weight regain, during the 6 month stabilization phase with only 8 subjects failing to comply.
    Nem li esse, só o resumo, tá tarde pra caralho né.

    Basicamente: breves períodos de dieta cetogênica separados por períodos mais longos de manutenção com dieta do mediterrâneo (sei lá que isso, ingerir uns azeites deve ser, me parece meio cetogênica também kk).

    Bem, claro que não to falando pra vc fazer isso ai, pode sentar o pé fazer um trem mais violento mais drástico e etc, mas veja que é importante não desconsiderar sobre fazer uns intervalos com uma manutenção (ou seja, normocalórica) durante o período para consolidar os resultados.

    Sobre colesterol, se você reduz a ingestão de carboidratos e ingere uma dose de colesterol, vai inibir a biossíntese de colesterol no seu organismo (ou seja, é o contrário daquele velho papo que comer ovo sobe colesterol, na verdade não comer colesterol e comer muito carboidrato que sobe).

    Uma outra coisa a se notar. A dieta causa sim algumas adaptações morfológicas renais. Nada que tenha causado efeitos negativos, mas se você tem histórico de problema renal na familia que não seja coisa de pielonefrite (infecção no rim), ou seja, PRINCIPALMENTE SE VOCÊ TEM HISTÓRICO DE RINS POLICÍSTICOS NA FAMÍLIA (pai, avós, irmãos), LEMBRNADO QUE ESSA É UMA DOENÇA QUE VOCÊ NASCE DETERMINADO A TER E ELA VAI CULMINAR EM PROBLEMAS SÉRIOS RENAIS A PARTIR DOS 40 ANOS EM MÉDIA, eu te recomendaria ter cuidado com quaisquer dieta, seguir orientações de um nefrologista. Isso também relacionado a consumo de proteínas. Mas, lembrando, paciente diabético são passíveis de desenvolver problemas em rins e mesmo assim essa é uma dieta que usam neles (talvez mantendo proteínas em menos de 1g/kg).


    Mas, nem tudo são flores. Para os marombas que pensam em dieta cetogênica, tecnicamente ela ativa uma resposta fisiológica de jejum mesmo em alto consumo de energia, e essa resposta de jejum pode resultar em uma tendencia ao catabolismo. Outro ponto é que tem um rapaz que cita que na verdade aumentou-se o risco de mortalidade por tudo quanto é outro motivo sem alterar o risco de mortalidade por causa cardiovascular. Mas veja, eu não li esse rapaz, ele cita alta proteína e baixo carboidrato enquanto que cetogênica é baixo carboidrato com proteínas normais, só vi ele ser citado em um artigo de revisão, já é tarde e eu opto por ignorá-lo. Um ponto que achei bastante importante, POSSIBILIDADE DE PREJUDICAR O METABOLISMO ÓSSEO: EM CRIANÇAS QUE FAZEM DIETA CETOGÊNICA PARA CONTROLAR EPILEPSIA JUVENIL ISSO EXISTE. Por outro lado há também divergências sobre isso (para esse uso clínico se usa por muito tempo e com restrição forte de carbos... mais do que alguém aguentaria utilizar a fins de controle de peso).


    **********


    De toda forma o que eu conclui após isso tudo:

    Dietas cetogênicas são boas para indicadores de saúde e perda de peso a curto e médio prazo, a melhor forma é intercalá-las com períodos maiores de manutenção.

    Eu não a recomendaria para uma pessoa saudável que a utiliza-se por um prazo muito longo (uns 2 meses para ir para manutenção talvez? inventei isso da minha cabeça). O problema no metabolismo ósseo na epilepsia se relaciona diretamente ao fato de usarem dieta cetogênica de duração muito longa.

    A adaptação é de poucos dias, com letargia que melhora após isso. 2 a 3 semanas já induz a cetose fisiológica.

    Não tem perigo relacionado a corpos cetônicos, até pelo contrário. Os problemas dessa dieta seriam relativos a outros pontos. O problema no metabolismo ósseo me chamou atenção, mas lembrando que a pessoa obesa tem prejuizo já nesse metabolismo ósseo, colocando na balança acho que o prejuízo será menor com a dieta cetogênica.

    Faria um exame pra verificar função renal se fosse você. Uma creatininazinha e uréia básicos.


    Não recomendo ingestão de castanhas e vísceras animais em quem tem gota (aquela artrite fudida no dedão do pé).




    Corohlo que post trabalhoso e que me fez ficar tanto tempo acordado, eu não leria ele tanto que nem li para revisar kkkkk

    Se tiverem paciencia amanha eu negrito as partes relevantes que não seja sobre eu falando de algo que quero falar só pra gravar (as partes clínicas hehe)

    pqp cara boa sexta feira essa é assim que eu gosto
    Última edição por Sete; 06-02-2016 às 12:13.

  4. #34
    Avatar de Sadeckss
    Registro
    27-12-2008
    Localização
    Belém
    Posts
    2.505
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas NoviçoSoldadoNaturalistaHerbalista
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Dps de ler o sete não vai querer mais ler mt coisa... Então só vou dar minha dica:


    50g de carbo/dia é oq recomendo. E no começo se perde mt peso pq perde mt agua.
    Com um deficiti calorico de 300kcal.
    Última edição por Sadeckss; 06-02-2016 às 11:39.
    Navegar é Preciso
    Navegadores antigos tinham uma frase gloriosa:
    "Navegar é preciso; viver não é preciso".

  5. #35
    Avatar de Tudokz
    Registro
    30-01-2006
    Posts
    1.406
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Repórter
    Main CitizenAdepto do OffColunistaCrítico
    Peso da Avaliação
    0

    Ideia

    Tópico surpreendente, passando pelos comentários de diversos usuários com boas fontes científicas (artigos, ao invés de Canal do Ander, ou "o vizinho que fez a tal dieta"), até o comportamento não-troll do Sete.

    Não consegui ler com calma todos os posts do tópico ainda, portanto vou escrever no momento o que eu já observei aqui.

    Primeiramente, [USER=GrYllO]@GrYllO[/USER], parabéns pela sua iniciativa! Acredito que dois preceitos são fundamentais para o êxito de sua empreitada: paciência (visto que é um processo de adaptação fisiológica crônico de seu organismo) e reeducação alimentar. Pessoalmente não gosto do termo "dieta", pois acredito que involuntariamente a maioria das pessoas já o associa a algo desgostoso, com muito sacrifício, etc; e, tomando como base essas dietas malucas existentes atualmente, dou certa razão para tal pensamento. Sendo assim, julgo que reeducação alimentar é mais apropriado.


    Citação Postado originalmente por Sete Ver Post

    Sobre a perda de peso da dieta cetogênica, que ela é eficiente não há duvidas. Citarei três pontos de vistas: Atkins dizia que era porque ao excretar corpos cetônicos (eles saem na urina) se estaria jogando energia fora (seria como urinar glicose, mas a gente não faz isso se formos saudáveis - diabéticos fazem).
    Na verdade, gostaria de complementar este trecho: em condições fisiológicas, não há excreção urinária de corpos cetônicos. O Acetoacetato e o beta-hidroxibutirato só aparecem na urina quando o organismo não consegue utilizar a glicose como fonte de energia, passando a depender em grande parte da utilização das reservas de ácido graxo (exemplo: cetoacidose diabética).

    E por curiosidade, existe glicosúria (glicose na urina) sem diabetes mellitus... Como no caso da síndrome de Fanconi e da própria glicosúria renal.

    Citação Postado originalmente por Sete Ver Post
    Basicamente: breves períodos de dieta cetogênica separados por períodos mais longos de manutenção com dieta do mediterrâneo (sei lá que isso, ingerir uns azeites deve ser, me parece meio cetogênica também kk).

    Houve um grande estudo espanhol, chamado PREDIMED, o qual comparou eventos cardiovasculares (como morte súbita, infartos e acidentes vasculares cerebrais) entre a dieta do Mediterrâneo versus dieta com baixa ingestão de gordura, em 7.447 indivíduos entre 55-80 anos, com fatores de risco notáveis (diabetes, dislipidemia, HAS). O principal achado disso foi que na do Mediterrâneo houve redução drástica desses eventos.

    Resumindo a ópera: a American Heart Association a recomenda com ressalvas, pois acredita que o principal defeito desta dieta seria um possível "abuso" de consumo de gorduras, o que eles acreditam poder contribuir para a obesidade.

    Citação Postado originalmente por Sete Ver Post
    Uma outra coisa a se notar. A dieta causa sim algumas adaptações morfológicas renais. Nada que tenha causado efeitos negativos, mas se você tem histórico de problema renal na familia que não seja coisa de pielonefrite (infecção no rim), ou seja, PRINCIPALMENTE SE VOCÊ TEM HISTÓRICO DE RINS POLICÍSTICOS NA FAMÍLIA (pai, avós, irmãos), LEMBRNADO QUE ESSA É UMA DOENÇA QUE VOCÊ NASCE DETERMINADO A TER E ELA VAI CULMINAR EM PROBLEMAS SÉRIOS RENAIS A PARTIR DOS 40 ANOS EM MÉDIA, eu te recomendaria ter cuidado com quaisquer dieta, seguir orientações de um nefrologista.

    [...]
    Faria um exame pra verificar função renal se fosse você. Uma creatininazinha e uréia básicos.[...]
    Calma, bro... Até eu fiquei assustado depois de ler este trecho do seu comentário.

    Realmente a doença policística renal pode ser grave, e não é tão incomum. Todavia, o melhor exame a ser solicitado nesta situação seria uma Ultrassonografia renal. Praticamente todas as patologias graves do campo da nefrologia cursam com aumento de creatinina... Até mesmo anti-inflamatórios corriqueiros (diclofenaco, naproxeno...) podem fazer isso. Ou seja, é um exame que só te diz (TARDIAMENTE) que a taxa de filtração glomerular não está ok.

    A Ureia, então, pior ainda... Antigamente ela era "marcador" de desidratação (!!) e aumenta até mesmo em quem consome bastante proteína (como os marombas).

    Citação Postado originalmente por Sete Ver Post
    Mas, lembrando, paciente diabético são passíveis de desenvolver problemas em rins e mesmo assim essa é uma dieta que usam neles (talvez mantendo proteínas em menos de 1g/kg).
    Restrição proteica em diabéticos segundo o guideline mais atual da American Diabetes Association só se recomenda quando o dano renal (nefropatia diabética) estiver tão avançado ao ponto de o controle da glicemia e dos níveis tensionais (através do uso de inibidores da enzima conversora de angiotensina ou antagonistas da angio II) serem insuficientes para estabilizar o paciente.

    Citação Postado originalmente por Sete Ver Post
    Viu só como podemos transformar o medida certa em artigos e nem precisa pagar 1 milhão pro Ronaldo? Sabiam que a desculpa do Ronaldo que era gordo pq tinha hipotireoidismo faz endocrinos rir? Ao menos foi o que um endócrino me disse, que eles riem (pq que alguém tratando não engorda eu já sabia), ai eu rio também pq nós somos muito corporativistas.
    Exatamente! Hipotireoidismo só engorda em torno de 3kg. Além disso deve ser investigado alguma outra causa, ou maus hábitos alimentares mesmo (como provavelmente era o caso do Ronaldo).

    Citação Postado originalmente por Sete Ver Post
    BP é pressão dos blood, quer dizer que ela diminui a pressão dos blood dos gordo ai e pq? Simpla. Além dos lipídeos, que não foi a causa ai (eles teriam que seguir os gordo uma década pra isso) temos o sódio, mais conhecido como sal de cozinha se tiver cloreto (aquele sal magro é KCl, troca o sódio por potássio, pode ser bom pra pressão mas ainda to caçando alguém para eu fazer comer um saco daquilo e ver se morre pq hiperpotassemia mata galera). O sódio faz os vasos sanguíneos se contrair mais do que devia, o que sobe a pressão. Além de diminuir a diurese, que sobe a pressão. Menos sal = menor a pressão. Pontos pra essa dieta.
    Na verdade, o sódio em excesso ativa mecanismos intrínsecos no nosso organismo que tentam compensá-lo através do AUMENTO do débito urinário (p.ex: aumento da secreção do Peptídeo Natriurético Atrial, do ADH...). Ele, por si só, dificilmente vai reduzir a diurese caso não haja dano renal associado. Já em LONGA DATA, gradualmente vai ocorrer esclerose glomerular - aí, sim, pode resultar em oligúria.






  6. #36
    Avatar de Sete
    Registro
    10-09-2005
    Posts
    3.673
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    ForasteiroSagaz CitizenOffistaEscritor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    vlw as correções bro, por isso pedi pra te sumonarem hahaha (não sei usar esses esquemas)

    e preciso lembrar que na imensa maioria das vezes não estou sendo troll, é minha opinião sincera mesmo abçs
    Última edição por Sete; 06-02-2016 às 12:51.

  7. #37
    Avatar de Sete
    Registro
    10-09-2005
    Posts
    3.673
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Nobre
    ForasteiroSagaz CitizenOffistaEscritor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Sobre a cetonuria em não diabeticos



    Usavam a análise de corpos cetonicos na urina nesse estudo e só permitiam subir de 20g de CHO para 40-60g o grupo que estava em dieta low carb aqueles que por exame de urina indicavam cetose



    Quero lembrar que a partir do momento que os corpos crônicos atingem cerca de 4mmolL-1 que é a concentração da glicose eles comecam a ser usados como fonte de energia tanto quanto (glicose e corpos cetonicos competem como fonte energética pela concentração, o que tiver mais, vai ser mais usado - nos tecidos que podem fazer isso). AcAc né, não lembro qual dos 3 que é o de energia. A glicose continua sendo produzida pq tem intermediários para a metabolização de lipídeos que são produzidos a partir da glicose, então sempre tem que ter.

    Fiquei com preguiça de ler o resto em inglês botei para traduzir e quero colocar outras duas imagens





    Nesse estudo ainda falou que nas 2 primeiras semanas perdeu 3kg tanto na dieta com baixa gordura quanto na com baixo carboidrato (que representou uns 35% do que se perdeu nos 3 primeiros meses). Depois a análise do que era perdido mostrou que a perda de peso na dieta Low carb não era principalmente em água como dizem algumas vertentes.

    Nesses 6 meses não houve perda mineral óssea.

    Ambos os grupos eram compostos por pessoas que já tinham perfil de lipídeos sanguíneos e a pressão normais e assim permaneceram.
    Última edição por Sete; 06-02-2016 às 15:11.

  8. #38
    Avatar de GrYllO
    Registro
    08-10-2004
    Localização
    Contagem
    Idade
    34
    Posts
    16.112
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas RepórterParrot
    NoviçoVigiaSoldadoPastor
    Prêmios Guardião do GF - pelos serviços prestados à comunidade
    Peso da Avaliação
    120

    Padrão

    Revisitando esse tópico... quanta nostalgia...

    Anos se passaram, voltei pra capital e... abaixei a guarda: voltei a me alimentar mal. O resultado era o esperado: ganho de peso, perda de saúde. O que culminou em meus exames clínicos - que sempre estiveram em níveis normais - apresentando alteração: pressão 13/10 acendeu o sinal de alerta por aqui.

    Voltei a me informar sobre low-carb paleo, estudar a dinâmica dos alimentos em nosso corpo, etc. E, tomei uma decisão: voltar a seguir essas premissas de forma definitiva, de modo a aumentar a qualidade dos alimentos que consumo, sem neurose por resultados. Escorreguei um dia e comi uma pizza? Sem crise. Volto a seguir o rumo normalmente no dia seguinte.

    O tempo fez muito bem ao low-carb. A quantidade de estudos e pessoas em cima do tema aumentou bastante ao longo dos anos. Isso facilita demasiadamente a busca por informações e respostas às dúvidas comuns.

    Dr. Souto continua na vanguarda sobre o tema aqui no Brasil, sendo uma fonte quase inesgotável de informações, buscando sempre as melhores evidências científicas - o que dá uma maior segurança e esclarecimento sobre todos os aspectos. Vou deixar aqui uma entrevista recente que ele concedeu à Leda Nagle, caso alguém ainda não o conheça:



    Resultado: devo ter reiniciado minha reeducação alimentar há 2 semanas. Andando pela cidade hoje, inventei de passar em uma farmácia e me pesar. Assustei-me quando descobri que havia perdido 5kg. Sem passar fome um dia sequer, apenas melhorando a qualidade do que estou comendo.

    Por fim, vou deixar aqui a recomendação de um podcast que descobri nesse retorno às boas práticas:

    https://podcasts.google.com/?feed=aH...9mZWVkLw%3D%3D

    Tribo Forte Podcast: Saúde. Boa Forma. Estilo De Vida!

    Apresentado por Rodrigo Polesso e Dr. José Carlos Souto, este podcast é a mais respeitada referência nacional em emagrecimento, nutrição e alimentação saudável, onde se revelam as verdades nuas, cruas e claras sobre estes temas, doa a quem doer. Por um Brasil mais saudável, em forma e feliz.
    (detalhe curioso é que o primeiro episódio deste podcast foi ao ar um mês após o último post neste tópico. Quem dera eu tivesse conhecimento sobre a existência desse podcast à época. Teria facilitado bastante a minha jornada e talvez eu não tivesse baixado a guarda)
    Atenciosamente,
    Felipe "GrYllO"

    Galera, eu não tiro dúvidas por Mensagem Privada. Se precisarem de ajuda, tentem usar a pesquisa para ver se a dúvida já não foi solucionada antes e, em caso negativo, criem 1 tópico na seção adequada do Suporte ou mesmo na seção Tecnologia (pro caso de uma dúvida técnica não relacionada ao Tibia). Beleza?

    Intel Core i5 4460 @ 3.4GHz | MSI Z97-G43 Gaming | 12GB Kingston DDR3 @ 666Mhz (9-9-9-24) | GALAX GeForce GTX 1050 Ti EXOC 4GB | 240GB Kingston SV300S37A240G | x2 500GB Seagate ST3500418AS RAID 0 | 1TB Seagate ST1000LM024 | CoolerMaster Silent Pro M700 | NZXT H2 Silent Chassis | Corsair Hydro Series H90 | Windows 10 Pro x64
    Meu coração pertence à Valéria Freitas.

    proposta ativa: Atualizem o Software do Fórum oficial!



Tópicos Similares

  1. Esportes | Dieta low-carbs à base de proteína, provoca crescimento muscular mesmo sem treino
    Por Angus Rook no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 0
    Último Post: 29-05-2012, 16:54
  2. Respostas: 15
    Último Post: 24-01-2008, 11:06
  3. Qual a sua Opinião sobre o jogador Seromontis
    Por wanderson.mota no fórum Grandes Nomes
    Respostas: 20
    Último Post: 19-12-2007, 19:44
  4. Qual a sua Opinião sobre o jogador Seromontis
    Por wanderson.mota no fórum Tibia Geral
    Respostas: 7
    Último Post: 13-12-2007, 20:57
  5. Qual na sua opinião é um hunt bom?
    Por Gaspar no fórum Knight
    Respostas: 2
    Último Post: 19-01-2005, 02:31

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •