Curtir Curtir:  0
Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 11

Tópico: RPG

  1. #1

    Registro
    09-11-2011
    Localização
    Blumenau
    Idade
    28
    Posts
    5
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas EstagiárioNewcomer
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão RPG

    Bom dia.

    Segue abaixo um pouco de RPG para perceber que se há bastante inspiração
    e divertimento em coisas simples.



    ATILA

    Era um dia qualquer, onde estava eu sentado na mesa do Banco, organizando minhas coisas. Eis que ouço gritos agonizantes e tremendos. Gritos de medo, gritos de choro e de terror. Era o dia de pagar os impostos.

    A Cavalaria do REI Tibianus III está chegando, feita por 5 soldados à frente, com escudos de um metro e meio de altura, 80 centímetros de largura, lanças de até 3 metros, afiadas à 50 centímetros de ponta a cabo, prontas para seu primeiro golpe. Nas vestes, armaduras revestidas de aço Grafeno, e Helmos de aço Amorfo. Bota de couro legitima feita do couro dos mais fortes e bravos cavalos de guerra. No seu cinturão, amarrada sobre o punho feito de ossos de Bloodwalkers, está sua longa espada, vinda essa de presente entregue pessoalmente pelo REI Erlkönig, REIS dos Elfos. Forjada para guerreiros de alto escalão, para defesa e soberania de REIS. Atrás, estão os 3 cavaleiros de frente, o primeiro se chama Hoel, veio do norte de Thais, nomeado pelo própio REI Tibianus III. O segundo é Leonel, conhecido por Lionel, bravo guerreiro jovem, aos seus 21 anos de idade já enfrentou dragões e conheceu lugares que guerreiros como nós jamais imaginaremos estar. Filho do REI Bohort, Lionel tem ao seu lado, na guarda do REI Tibianus III, seu irmão mais velho, sábio e valente, o guerreiro Boors. Todos os 3 vestindo as 3 únicas armaduras Dracônicas, feitas de escamas de dragões abatidos, as armaduras Dracônicas retêm grande poder mágico e também uma habilidade de resistência a elementos.

    Lionel, o guerreiro mais jovem, por sua bravura diante dos gigantes imortais Ciclopes, aos 17 anos de idade foi o guerreiro que teve a coragem de entrar nas cavernas escuras de Thais, e de frente com o REI SIMTH, rei dos gigantes, ele apontou sua espada, na época forjada a bronze, com 1 metro de comprimento, junto com seu escudo de madeira redondo, com uma alça de ferro fundido. Cercado por inúmeros gigantes, SMITH atentou a sua bravura, e no fundo do seu coração rogava um receio de medo, pensava que seriam todos os novos guerreiros de Thais tais como este, que se atreve a entrar nas cavernas, passar pelos gigantes imortais e ter a audácia de apontar sua mera espada à sua face. SMITH, por sua bravura e audácia, selou um pacto de PAZ, permitindo a passagem de todos humanos pelas extremidades das montanhas. SMITH deu de presente a Lionel a gigante espada, forjada pelo próprio Deus Hefesto. As espessuras e diâmetros da espada nunca foram reveladas, pois Lionel cuida dela como um pai cuida de seu filho. De tão pesada, é preciso usar as duas mãos para carregar ela, ou amarrar em suas costas, como no momento estava. Nenhum humano já visto nesta terra teve a honra de usar essa espada.

    Seu irmão, Boors, sábio e valente, carregava consigo em suas mãos um machado nobre, feito apenas para grandes guerreiros da Nobreza. Forjado a ouro em suas pontas, e com laminas do aço mais puro, muitos guerreiros morreram com honra por esse machado. Seu escudo é azul e possui um poder escuro e forte. Foi roubado por um Vampiro morto, em sua batalha contra os mortos, há uma década. Boors foi um dos generais e esteve a frente na guerra a 3 décadas passadas, contra os ORCS. Defendeu Venore com seus punhos e junto ao exercito de Thais, enviado pelo REI Tibianus III, ele atacou o Forte dos ORCS, e selou um pacto de paz por 30 anos, até as próximas gerações.

    Em seguida, o terceiro e mais forte dos guerreiros Hoel. Com 2 metros e 30 centimetros de altura, é considerado um gigante até pelos imortais Ciclopes. Sua armadura foi feita sob-medida, e seu short curto, feito apenas de malha com couro de lebre, para seu conforto. Carregava em suas mãos, girando e botando medo em todos de Venore, uma Morning Star. Junto das laminas afiadas que foi posto nessa bola de chumbo, que pesava 10 kilos, tinham 3 unhas de dragão tão afiadas capaz de rasgarem uma pedra. Hoel nasceu e morou toda sua infância ao norte de Thais. Antigos diziam que ele foi criado pelos gigantes imortais, e tal bravura é herança dessa escola. Aos 44 anos de idade, ele ainda não comenta sobre sua juventude, e o motivo pelo qual apareceu em Thais com 14 anos de idade, segurando a cabeça de um ORC em sua mão direita, e na esquerda sua Morning Star, já com as unhas de dragão. Foi quando se alistou junto com Boors, para a guerra contra os ORCS.

    Os 3 não vestiam nenhum Helmo, para que todos vissem suas faces e dali mostrem temor, e respeito. Ao meio, o grande REI Tibianus III. Vindo em sua carroça feita a mão por Dobin, o mais eficiente e eficaz marceneiro de Thais. Puxada a dois cavalos, com mantos vermelhos, malha toda feita de algodão, com lantejoulas de ouro, escritas o nome do REI. O motivo do próprio REI Tibianus III vir pessoalmente fazer a cobrança era de que Venore já estava a mais de 200 dias sem pagar uma moeda de ouro ou bronze.

    Juntei minhas coisas, peguei meu machado e meu escudo de ferro, vesti minha melhor calça e minha capa. Entrei no bueiro, logo abaixo do banco, me escondi e de lá debaixo conseguia ver os passos dos cavalos dos 3 guerreiros, aterrorizado fiquei quieto, aguardando a passagem deles. Subi, e corri até o Digger, vendedor de fluidos e grande amigo meu. Juntei minhas moedas restantes que estavam no fundo do bolso e comprei algumas poções. Mais o perigo ainda estava por vir, todas saídas de Venore eram vigiadas por guardas da realeza. Nos seus punhos carregavam uma lança de 3 metros, com pontas de 30 centímetros, que davam a vida para proteger o REI. Ao Oeste de Venore, havia o guarda Alwin, que é surdo, sorte minha. Passei por baixo da ponte, sujo pelo lodo verde e asqueroso, porém vivo. Segui em diante a direita, logo na saída da grande Venore havia uma caverna. Um buraco escuro e grande, sem perceber caí dentro e quando vi, não havia mais como voltar.

    Abri minha mochila e peguei minha ultima tocha, contando os minutos para que ela não apagasse. Andando com cautela, piso em um escorpião negro, jamais visto por mim. Antigos dizem que eles possuem um veneno aterrorizante que fica com você até a morte. Despercebido, não havia visto o corte da garra que foi feito em meu calcanhar. Mas a frente, avistei 4 escorpiões, saquei meu machado e matei um a um, logo apressei meu passo. Mas a frente me deparei com um corredor na caverna, tão grande no qual não avistava o final, cercado de grandes fogueiras. Não havia mais volta, eu teria de passar. Peguei minha capa e enrolei sobre minha face, com meu escudo, me protegia das maiores chamas, e correndo com meus sapatos de malha sobre as cinzas cheguei ao final, já quase morto. Então no fundo vejo uma luz, eram os raios do grande e maravilhoso SOL. Corri até essa saída, e de fronte vejo uma bota, feita a couro, pelo que consegui identificar era uma bota de um grande guerreiro. Por ter seu contorno feito a lantejoulas de ferro, um couro duro e forte. Concerteza com essa bota eu passaria por aquelas cinzas sem me machucar. Mesmo sendo dois números maiores, vesti-a, e segui em frente. De repente, sem rumo e sem destino, avistando apenas grandes matos fechados, que de tão robustos e próximos nem meu próprio machado podia cortá-los. Ouço ruídos, ruídos jamais ouvidos antes por um filho do adão insignificante como eu. No mesmo momento eu senti um medo tão grande, que me apeguei a meu machado de tal forma que o mesmo tremia. Então, de cima da torre, desce ele, o maior dos monstros já falado da história, o terror dos guerreiros e oprimidos filhos de adão, o grande drákon, que em nossa lingua é chamado por Dragão.



    O DRAGÃO

    GRANDE, com escamas vermelhas que ao final eram puxadas ao laranja, em sua pele tinha aparência de estar em chamas, suas patas enormes, cada uma com 3 dedos. Foi quando avistei as 3 unhas em cada pata, idênticas as que estão na Morning Star de Hoel, o gigante guerreiro de Thais. Seu rabo era maior do que as lanças dos guardas do REI Tibianus III , sua altura era incalculável, qualquer Ciclope seria considerado um Dwarf ao lado desse Dragão. Suas costas, com seus ossos para fora, e pontas que dariam para partir um Dwarf ao meio. Sua face, tremenda, olhos avantajados e vermelhos, língua azul semelhante a da cobra, suas orelhas eram pontudas e apontadas para os céus. Cuspindo fogo, e a cada passo ouvia um tremido na terra e uma marca no chão, a marca de suas grandes patas. Na hora entrei em choque, só pensei em correr, avistei ao lado uma grota, onde me joguei. Ao meu lado, quando caí, tinha um esqueleto, talvez de um guerreiro morto em batalha. Em seu pescoço havia um colar, nele pendurado um amuleto, era um Dragon Neckace. Há uma lenda desse amuleto em que ele foi feito pelos DJINS, no seu santuário, que fica há muitos dias para dentro do deserto. Esse amuleto tem proteção divina contra o próprio fogo, e para mim era o ideal no momento. Saquei o amuleto, e na mesma hora fui atingido por uma rajada de fogo, vinda do Dragão de longe, porém o amuleto me salvou.

    Percebi então que ainda tinha tempo, apesar de ser assustador e tremendo, o Dragão era lento. Abaixo, vi uma espada, era uma grande espada, com pontas expostas e grande, não tão grande quanto a espada de Lionel, mais era enorme. No seu punho havia uma frase, feita a ouro derretido, escrito: SOMENTE OS HUMILDES PODERÃO USAR DESTA ESPADA. Não houve duvida, peguei a espada, e me levantei contra o dragão. A força dela era imensa, algo estava acontecendo, que me deu noções de guerra e de movimentos, me fez otimista. O Dragão estava perto, quando me esquivei e encravei com as duas mãos a espada em sua pata esquerda. Na hora ele deu um grito, mais alto do que anteriormente. E olhou para baixo, retirei a espada e voltei a correr, em busca de refugio. Notei que não havia outra maneira a não ser cortar seus pés e procurar alguma saída.

    Eis que nesse instante, surge um cavaleiro, montado em seu cavalo branco, com patas, couraça e armaduras revestidas de aço, banhados a ouro. Seu estribo era grande, e nele havia suporte para sua lança e grandes alças para seus punhos. Montado nele um cavaleiro com sua armadura fechada dos pés a cabeça, seu helmo era também banhado a ouro, e toda sua armadura era banhada a ouro. Suas botas, algo jamais visto em Venore, e com meus 20 anos de idade nunca tinha ouvido histórias dela, era uma bota banhada a ouro, com alças fortes, grande e robusta, aos raios do SOL brilhavam junto com todo o resto da armadura. Sua espada era mágica e longa, mais longa que a espada de Lionel. Nas suas costas, ele carregava um escudo divino, grande, com listras amarelas, que também brilhavam aos raios do SOL.

    O cavaleiro pulou a frente do Dragão, seu cavalo inclinou-se e ele deu um grito de guerra, mais forte que os gritos dos ORCS, que na guerra se dava pra ouvir de Venore. Apontou a espada para o Dragão e em apenas 2 segundos o fez um golpe, rápido e fatal, rasgando as escamas do Dragão e perfurando seu abdômen. No entanto, não era o suficiente. O Dragão, forte, ainda estava de pé. O guerreiro, frustrado, pegou seu escudo e o lança a frente antes mesmo que o Dragão jogue sua rajada de fogo. Porém, logo atrás surge um raio, algo estranho, foi direto ao Dragão, o golpeando em sua face.

    Olho para trás, um velho senhor, com a idade dos antigos, e grandes barbas. Vestindo apenas um vestido longo branco, suas sandálias são brancas, e um sinto de couro, nele carregava varias poções. Em sua mão segurava um cajado, nele havia uma pedra redonda, azul, grande e bonita. Era esse um grande MAGO, algo jamais visto em Venore. Na minha infância era dito que os MAGOS viviam em uma ilha exilada, ao norte de ELF Fort. Tal honra a minha, estar de frente de algo tão poderoso e sábio. Atrás dele, um guerreiro segurando um arpão, sua armadura era aparentemente leve, porém poderosa. Seu helmo era feito de ferro, e aberto a frente, para sua visão. Nas suas costas uma bolsa cheia de bolts. Mas, o grande Dragão se levanta, e ao notar, o guerreiro com arpão, já engatilhado, e com um só tiro, acerta o Dragão em sua face, fazendo o cair novamente ao chão, dessa vez o derrotando.

    Fiquei pasmo, em choque, nunca tinha visto algo assim, rápido e cruel, bravo e sábio. Levanto-me, com temor, eis que desce do seu cavalo o grande guerreiro, e sacando sua espada, a aponta para mim e me pergunta: QUEM ÉS TU, O QUE FAZES AQUI, PEBLEU. Abaixo minha cabeça, e com tom baixo digo: sou Atila, vindo de Venore, em nome do REI Tibianus III. Nesse momento o grande guerreiro se aproxima de mim e com sua espada levanta meu queixo e diz; TIBIANUS III, O GRANDE REI? NÃO PASSARAS DE UMA FARÇA, VIESTES EM NOME DE TIBIANUS III E POR ELE MORRERAS. Nunca mais em minha vida eu pensaria em mentir novamente. Neste momento ouço uma voz de trás, vinda do grande MAGO: MORHOLT, pare! O cavaleiro então tinha nome, e era Morholt.

    O mesmo abaixou sua espada e sob temor do grande MAGO a cravou sobre a terra dos Dragões. Illidan Stormrage, era o nome do grande MAGO, e Sagramor, do grande guerreiro com o arpão. Illidan olha para mim e diz, que guerreiro és tu, que vêm a terra dos Dragões, vestido de uma mera espada que é forjada por ferreiros de Thais, e uma couraça feita a mão. Seu escudo, de tão frágil, foi queimado pelo próprio Dragão. Então pergunto qual o motivo de eles estarem ali, e foi dito, que estavam ali a caminho de Venore, a cidade em lamas. Que iriam acabar com a cobrança de impostas feita pelo REI TIBIANUS III. De onde vieram tais guerreiros como estes, que em apenas 3 golpes deitaram um Dragão, e que estão atrás do grande REI Tibianus III. Será que os 3 Guerreiros do REI estarão dispostos a dar a vida pelo REI?



    A VOLTA PARA VENORE

    Aos poucos, eu ia percebendo que em boas mãos eu estava. O grande MAGO, Illidan Stormrage era muito gentil, e sábio. Estava me recuperando ainda do fôlego perdido há poucos minutos na batalha contra o Dragão, quando Illidan me pergunta novamente:

    - Jovem, você está bem? Quem és tu?

    Então respondo:

    - Sou Atila, tenho apenas 20 anos, e não venho em nome do REI Tibianus III. Estava em venore hoje pela manhã, estou farto por nem ter almoçado. Logo, ouvi gritos, era a cavalaria do REI chegando, para a cobrança de impostos. Como eu havia previsto, não tinha nada. Minhas caçadas não me renderam nada de comida, não consegui juntar mais que 80 moedas de ouros, já gastas nesses Fluidos.

    Mostrei ao MAGO meus fluidos, e ele os pegou, e segurando minha mão ele me entrega uma pedra. Era uma pedra azul, um pouco grande, e robusta. Ela tinha um símbolo no meio, era um símbolo de magia dos Druidas. Meu avô, que era grande amigo do pai de Digger, dono da loja de fluids, diziam que antigamente os Druidas visitavam as cidades oferecendo suas pedras de magia, e essa era uma das mais requisitadas, pelo seu poder de cura e eficácia. Illidian notou que eu estava ruim, estava quente, e com dores. Era o veneno do peçonhento e cruel escorpião, que quando eu entrei na caverna havia me picado. Então Usei essa pedra, e no mesmo instante me deu uma energia na qual eu poderia escalar 3 vezes as colinas ao sul de Venore que não me cansaria.

    O grande guerreiro Morholt, já montado em seu cavalo, chama Illidian e alertando-o avisa que está entardecendo e que devemos chegar até Venore antes do sol se por. Então Illidian diz:

    - Morholt, de onde viestes, há grandes REIS, e grandes RAINHAS. Das tuas terras comestes do pão vindo do melhor trigo, semeado por seus escravos. E dos teus pomares de uva, você bebeu os melhores vinhos. Conheci seu pai, quando era criança, e sua mãe quando eles casaram. Seu pai, o grande REI Glaucos, sempre dizia que os oradores dão-os em comprimento aquilo que lhes falta em profundidade.

    Não era preciso mais nenhuma palavra, no mesmo momento Morholt desce de seu cavalo, se achega perto de mim, e retira seu Helmo. Fiquei espantado, era um jovem guerreiro, talvez um pouco mais velho que Lionel. Então ele me olha nos fundos dos olhos, tal honra minha estar de frente a um filho do Rio Glaucos, de Carlin. Na hora pensei: a grande Carlin, um sonho dos filhos de adão. Ouvi algumas histórias de aventureiros que morreram a caminho de Carlin, não há apenas Dragões, mais para se chegar a Carlin você deve passa perto das minas dos Dwarfs, eles costumam fazer fronteiras cobrando horrores para continuar ao caminho de Carlin. Diz o Digger, que há um ano vendeu muitos fluidos a um ferreiro, que tinha forjado sua própria armadura, e tinha dito que descobriu outro caminho para Carlin.

    Desviando seu olhar sereno, e sério, Morholt volta a subir em seu cavalo, agora sem seu helmo. Sagramor, o guerreiro de arpão, me contou a respeito de sua vocação, logo conhecido como Paladino, é uma vocação exercida apenas por filhos de burgueses. Por ter que ter muita dedicação a estudos e treinamentos, ele comenta que desde seus 8 anos de idade já tinha um arco e flecha. Para você se tornar um mestre, e poder andar com um arpão em mãos, em plena cidade, você deve ir ao vilarejo Elfo, que fica próximo a Carlin. Ali então, você passa por provas de extremo rigor, logo então recebera seu certificado e como premio um estranho amuleto simbólico, é em forma de um pássaro azul, e reto. Dizem os antigos Elfos, que esse amuleto tem a benção da Deusa Nera, deusa da primavera dos Elfos.

    Estava voltando pelo mesmo caminho, quando Illidan me chama, e diz que vamos por outro caminho. Sagramor saca de sua cintura um facão, afiado e grande. Então começa a cortar os matos com uma facilidade, e seguimos para noroeste. Desviando de muitos espinhos, eu já estava cansado, a caminhada era longa e o sol já esta se pondo. Tivemos de puxar os cavalos a mão, pois o mato era grande e forte, assim demoraria o dobro do tempo. Mas Illidam queria chegar a Venore pela entrada Norte, onde ele já tem subornado o Guarda Christoph. Pergunto a Illidam sobre Carlin, como é a vida lá, se REI TIBIANUS III faz visitas freqüentes lá, e se a terra é boa para o plantio. E ele diz:

    - Meu Jovem, já fazem 5 anos em que o REI Glaucos está doente. Desde então a notícia chegou aos ouvidos do “grande REI”. O mesmo mandou um mensageiro com palavras de ousadia. Avisando-nos que após a morte de Glaucos, estaríamos sujeitos ao “grande REI” e que deveríamos não só pagar impostos a ele, como dar satisfações e todo o suporte para seus exércitos. REI TIBIANUS não tem Paladinos como nós temos, pois temos um bom convívio com os Elfos, o próprio rei Erlkönig, rei ELFO, cresceu ao lado de Glaucos.

    Nesse momento interrompo perguntando:

    - Mas como, o próprio exercito do REI TIBIANUS tem espadas que vieram do vilarejo Elfo.

    Illidam responde:

    Sim, são espadas roubadas, porém inúteis. Os Elfos têm uma espessaria que são seus arcos e flechas. Sua habilidade é imensa, sua precisão é muito boa, se tiver um guerreio Elfo a 10 metros de 5 guerreiros de Thais, com seu Arco e Flecha ele mata os 5 antes mesmo de o ultimo chegar aos seus pés.

    Mas a frente, Sagramor da uma risada, e continua cortando os matos.




    A CHEGADA EM VENORE

    Em meio aquele mato, e muita sujeira, começo a sentir nos meus pés um lodo verde. Bom sinal estamos chegando a Venore. Sagramor corta o ultimo arbusto e já conseguindo avistar a entrada Norte. Pulamos o riacho, e montamos nos cavalos. Subi junto com Sagramor, montando no seu cavalo. Quando olho ao lado, Morholt bota seu Helmo, e segura sua lança. Então fico com receio, será que vamos chegar do mesmo jeito que enfrentamos o Dragão. Illidam sobe em seu cavalo branco, e se cobre com sua capa azul. Chegando ao portão norte, está o corrupto guarda Christoph, que diz:

    - Grande MAGO! Grande REI! Grande Mestre Arqueiro! Ahn... quem é você junto?

    Illidam diz:

    - Christoph, grande amigo, esse é um nobre guerreiro nascido na sua terra, venore. Ele está conosco.

    Neste momento Crhistoph tem um olhar sobre mim com confiança. Ele nos deixa passar e logo avisa que o REI TIBIANUS III está de partida em breve, está no centro de Venore, no banco, cobrando os últimos impostos, um a um, pessoalmente.

    Caminhando sobre as ruínas de Venore, essa era nossa visão. Logo de inicio vejo uma casa com fogo sobre seus telhados, e sua parede negra da fumaça. Outra a frente com as portas escancaradas e destruídas, e um mar de gritos por toda cidade. Andamos com muita cautela.

    Sagramor com seu arpão em mãos, atento, pronto para seu primeiro tiro. Logo, olho ao lado e vejo Illidam, segurando seu cajado, e sua pedra na ponta brilhando, pronta para o combate. Mas na frente, o grande e jovem guerreiro, com seu escudo cobrindo seu peito, e sua lança a frente. Sua mágica e longa espada estava em suas costas. Todos, prontos para a luta.

    Até a casa do Digger! Era sim, o pobre Digger. Os guardas roubaram sua loja e sua casa que fica em cima. Neste momento desço do cavalo e vou correndo em direção e digo:

    -DIGGER, você está ai? Por favor, me diga algo!

    Morholt olha para trás e grita comigo

    -PEBLEU, como tu és inútil e burro, volte aqui e saque sua espada, os guardas estão à solta!

    Mas já era tarde, quando ouço Morholt gritar comigo, eis que de dentro da casa de Digger sai 3 dos 5 guardas do REI, já com suas espadas em mãos. Um deles estava sem seu helmo, foi quando menos percebi Sagramor já havia visto, e com um tiro acertou sua testa, o fazendo cair no chão. Os dois restantes dão um grito de raiva, e vem em minha direção. O primeiro guarda é atingido por Illidam, com um raio tão forte que me fez até cego por alguns segundos. Isso me deixou desprotegido. Eis que quando o ultimo dos 3 guardas com sua espada me golpeia de raspão sobre meu peito, perfurando minha insignificante armadura, fazendo um risco dos ombros até meu abdômen. Naquela hora eu não sabia mais o que estava acontecendo, só cai ao chão e me dei como entregue. Como fraco sou perante um único soldado, já havia me entregado. Percebi que meu futuro era mesmo ser que nem meu pai, um mero açougueiro da vila de Venore.

    Acordo com tapas no rosto. Era Morholt, falando para me levantar, e sua voz não era acolhedora, e sim de raiva. Illidam novamente me entrega aquela mesma pedra azul, dos druidas, e diz para eu me cuidar, pois essa era sua ultima.

    Nesse momento, eis que aparece Lionel, o guerreiro da grande espada. Ele ouviu os gritos, e se depara com os soldados ao chão, no mesmo instante ele saca sua espada de suas costas, e a segura com as duas mãos. Dava pra notar no seu rosto, algo nunca notado nele antes. O jovem guerreiro, que enfrentou os gigantes, e de frente ao REI SMITH, rei dos gigantes, mostrou sua bravura jamais vista por qualquer filho de adão. Mas de frente aos 3, ele demonstrou uma reação escancarada de medo. Sagramor, com seu arpão na mira, pronto para o tiro. Morholt, mostrando sua longa e mágica espada, fez Lionel minoria de frente a ele. E Illidam, abaixa seu cajado, e aproxima-se. Levantando a mão manda os dois abaixarem suas armas e chega a Lionel dizendo:

    - Jovem Leonel, filho de Bohort, estava presente quando do ventre de sua mãe você saiu. Já faz próximos 20 anos que isto aconteceu, e no dia teve uma grande festa, pois você era o 7º filho. Esta escrito no livro que o todo REI que tem até 7 filhos homens, este sentara ao lado do grande CRIADOR, pai de adão, e bebera e comera do melhor após sua morte.

    Lionel olha para Illidam, deixando sua espada cair ao chão, com um olhar fixo, mas que no fundo havia um jovem alegre, diz:

    -Tio, és tu? Grande MAGO.

    Continua.

    Publicidade:
    Última edição por Matheus Linhares; 07-12-2011 às 01:17.

  2. #2
    Avatar de Zafalkar
    Registro
    10-07-2008
    Localização
    Porto Alegre
    Posts
    1.810
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Adepto do OffCríticoDebatedorEstagiário
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Pow, cara!! Li só a introdução e curti bastante. Não tenho tempo de ler agora pois estou na correria mas quando voltar do trabalho quero sentar com minha xícara de café e ler isso aí com calma.

    Vai ter continuação, não é? Aqui é não o local indicado, bro. Para histórias o lugar é:

    http://forums.tibiabr.com/forumdisplay.php?f=69

    Toca pra frente essa história lá que a gente acompanha.


    Ops, acho que falei besteira. É óbvio que um moderador irá mover seu tópico para lá de qualquer forma.
    Última edição por Zafalkar; 09-11-2011 às 14:25.

    #sixseaonsandamovie

  3. #3
    Avatar de Sero
    Registro
    26-01-2006
    Posts
    4.904
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas ColunistaEscritorCríticoDebatedor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Gostei da história, só acho que você poderia ter separado mais os parágrafos, tem partes que ficaram muito longos e acaba cansando um pouco a vista

    Mas parabéns, continue assim, você só tende a melhorar!
    "To escape criticism — Do nothing, say nothing, be nothing"
    "O pecador foge da repreensão, encontra justificativa para seguir sua vontade." (Eclesiástico 32)

  4. #4
    Avatar de Eternal Dark Magician
    Registro
    07-04-2011
    Localização
    Apiacás
    Idade
    26
    Posts
    252
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas DebatedorEstagiárioCitizen
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Meus olhos estão ardendo. '-'
    Mas a Historia é muito legal, continue assim.
    "...Desfrute desse jogo, faça tudo que puder mesmo!Não tenha medo do que possa acontecer ou do que as outras pessoas possam pensar disso. Não desista dos objetivos que você procura atingir."



    It's only a game! Playing 4Fun : )

  5. #5
    Avatar de RoronoaZoro
    Registro
    08-11-2011
    Localização
    Campinas
    Posts
    377
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Adepto do OffCríticoDebatedorEstagiário
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Legal quando sai a continuação? '-'







    Quando eu te derrotar serei um homem capaz de cortar o aço.

  6. #6

    Registro
    09-11-2011
    Localização
    Blumenau
    Idade
    28
    Posts
    5
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas EstagiárioNewcomer
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Novo Capitulo

    Olá

    Então, o próximo capitulo virá no dia 28/11.
    Essa foi apenas uma introdução da saga, nos próximos terá diálogos
    e parágrafos corretos.

    Agradeço a todos por lerem e todos que gostarem.

  7. #7
    Avatar de Kloz The Faker
    Registro
    22-10-2008
    Posts
    1.962
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas Main CitizenCríticoCitizenDebatedor
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Gostei da história em si, o início ficou parecido com uma história que eu havia feito a um tempo atrás, que nunca foi publicada.

    Como já disseram acho que você deveria separar os parágrafos e usar alguns recursos de textos para facilitar a leitura.

    E dê um título à obra!

  8. #8
    Avatar de Avaunis
    Registro
    25-10-2011
    Idade
    28
    Posts
    21
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas EstagiárioNewcomer
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Formata isso pelo amor de Cristo.

    Ai sim eu leio e digo o que achei.

  9. #9
    Avatar de Sombra de Izan
    Registro
    09-01-2011
    Localização
    Santa Catarina
    Idade
    33
    Posts
    3.402
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas HerbalistaNoobAutor ExperienteAutor Recorrente
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Boa história

    Nossa é boa a história, mas não li tudo ainda, deu mo troço estranho com essa edição, poderia editar, assim fica mais fácil para ler, mas depois que passar a tontura termino de ler.

    A parei no Boor, ta bom a história até ali.

  10. #10

    Registro
    09-11-2011
    Localização
    Blumenau
    Idade
    28
    Posts
    5
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas EstagiárioNewcomer
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão EDIT

    Boa noite Galera

    Tópico editado, porém é a formatação daqui me impede um pouco de trazer
    os parágrafos e metodologia correta.

    A continuação será postada em breve.

    Grato.

    Publicidade:



Tópicos Similares

  1. Jogos | Faça seu próprio jogo de RPG
    Por Colatina no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 15
    Último Post: 31-08-2011, 15:37
  2. Jogos | RPG Maker...Alguem Faz/Joga seus jogos?
    Por Kaiorix no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 11
    Último Post: 08-07-2010, 21:34
  3. RPG morreu? Esta Vivo? Ou somente Descansando?
    Por palmeiras12 no fórum Tibia Geral
    Respostas: 51
    Último Post: 27-11-2008, 14:06
  4. Agluem concidera MMORPG RPG??!??
    Por lufrags no fórum Tibia Geral
    Respostas: 42
    Último Post: 08-01-2008, 12:24
  5. Taverna | RPG - Em Foco : Novo caso envolvendo RPG: Editoras vão processar criminoso
    Por anao_batedor no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 16
    Último Post: 05-12-2007, 14:25

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •