Página 1 de 29 12311 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 284

Tópico: A História de Izan

  1. #1
    Avatar de Sombra de Izan
    Registro
    09-01-2011
    Localização
    Santa Catarina
    Idade
    33
    Posts
    3.398
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas HerbalistaNoobAutor ExperienteAutor Recorrente
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão A História de Izan


    Todos os personagens citados nesta História realmente existem, participaram da história de meu druida alguns pararam de jogar e outros continuam jogando até hoje, os capítulos citados são parte real do caminho que trilhei e parte ilustrativa para se adequar ao contesto histórico do Tibia, fatos que não foram revelados e foram usados como base para todo o enredo. Espero que gostem.


    Índice:


    Capitulo 1 – A Queda da Família.
    Capítulo 2 - O Recomeço.
    Capítulo 3 - O Treinamento.
    Capítulo 4 - O Resgate - Parte I: A Missão do Cavaleiro.
    Capítulo 4 - O Resgate - Parte II: A Fuga.
    Capítulo 5 - O Explorador.
    Capítulo 6 - O Mestre dos Ossos - Parte I: A Base Orc.
    Capítulo 6 - O Mestre dos Ossos - Parte II: O Ataque Noturno.
    Capítulo 6 - O Mestre dos Ossos - Parte III: O Olho do Mal.
    Capítulo 6 - O Mestre dos Ossos - Parte IV: O Invocador.
    Capítulo 7 - O Enigma do Deserto - Parte I: O Mendigo.
    Capítulo 7 - O Enigma do Deserto - Parte II: A Caixa.
    Capítulo 7 - O Enigma do Deserto - Parte III: A Ida Sem Volta.
    Capítulo 8 - O Tesouro Roubado - Parte I: A Guerreira da Armadura Prateada.
    Capítulo 8 - O Tesouro Roubado - Parte II: O Reino dos Trolls.
    Capítulo 8 - O Tesouro Roubado - Parte III: O Mago Minotauro.
    Capítulo 8 - O Tesouro Roubado - Parte IV: O Sacrifício.
    Capítulo 8 - O Tesouro Roubado - Parte V: O Baú dos Segredos.
    Capítulo 8 - O Tesouro Roubado - Parte VI: O Livro de Rituais dos Trolls.
    Capítulo 8 – O Tesouro Roubado - Parte VII – A Despedida.
    Capítulo 9 – A Cripta.
    Capítulo 10 - A Missão do Deserto - Parte I - A Verdadeira face do Necromante
    Capítulo 10 – A Missão do Deserto - Parte II – Um novo aliado.
    Capítulo 10 - A Missão do Deserto - Parte III - O Desafio do Grande Mago
    Capítulo 10 - A Missão do Deserto - Parte IV - O Poder de um Feiticeiro.
    Capítulo 10 - A Missão do Deserto - Parte V - O Despertar das Chamas.
    Capítulo 10 - Missão do Deserto - Parte VI - O Poder Milagroso.
    Capítulo 10 - Missão do Deserto - Parte VII - A Recompensa.
    Capítulo 10 – A Missão do Deserto - Parte VIII – Ao Encalço do Trapaceiro.
    Capítulo 10 – A Missão do Deserto - Parte IX – O Braço da Morte.
    Capítulo 11 – La Plaga - Parte I – Alvorada.
    Capítulo 11 - La Plaga - Parte II - Venore em Perigo.

    Capítulo 11 - La Plaga - Parte III - A Praga se Alastra.
    Capítulo 11 - La Plaga - Parte IV - O Eremita do Bem.
    Capítulo 11 - La Plaga - Parte V - O Ídolo dos Swamp Trolls.
    Capítulo 11 - La Plagra -Parte VI – O Ferreiro do Caos.



    Prólogo

    Izan estava sentado numa pedra enquanto olhava para o mar, se sentia muito triste com a morte de sua família, mas não tinha certeza que todos tinham morrido, então pegou o livro de seu avô e tentou usar algumas magias que estava escrito nele, mas não conseguia, tentou o dia todo até anoitecer.

    A noite só estava ele, a lua e o mar faziam companhia naquele local, já estava exausto de tanto tentar usar a magia, parou para descansar, não conseguiu segurar uma lágrima de tristeza pela incapacidade de usar as magias do livro, mas no fundo de sua tristeza viu uma luz, viu que algo começou a brilhar no mar próximo à costa, foi caminhando até o local e viu um cajado. Era um cajado diferente, com uma lua em sua ponta, viu o brilhar diferente do cajado, sentiu no fundo que teria que se esforçar muito para melhora suas habilidades e que as coisas que queria não viria de graça. Pegou o cajado com mais confiança e voltou para a cidade.




    Capas Antigas:


    Spoiler: Capa ano 2011

    Spoiler: Capa ano 2012

    Spoiler: Capa atual (2013)




    Agradeço a todos que acompanham a minha história

    Publicidade:
    Última edição por Sombra de Izan; 15-01-2019 às 11:27. Razão: organizar

  2. #2

    Registro
    27-06-2008
    Localização
    Piracicaba SP
    Posts
    32
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas EstagiárioNewcomer
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Creio que seja uma história que tenha potencial, tem errinhos de ortografia.
    Eu acho que sendo um prólogo você devia falar mais do personagem principal, exemplos: roupa, carater, falar mais do cenario (pelo menos eu gosto de textos com bastante descrição) e personalidade.

    Mas bora continuar ae, devo te alertar que ultimamente a sessão está bem parada, quase congelada...

  3. #3
    Avatar de Sombra de Izan
    Registro
    09-01-2011
    Localização
    Santa Catarina
    Idade
    33
    Posts
    3.398
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas HerbalistaNoobAutor ExperienteAutor Recorrente
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Obrigado pelo comentário, sei que vai ter erros de ortografia, bom vou tentar detalhar mais a história.
    Vou fazer tentar tocar um post por mes ou menos.
    Essa história vai ser bem longa e vai poder mover bem esta sessão.

  4. #4
    Avatar de Sombra de Izan
    Registro
    09-01-2011
    Localização
    Santa Catarina
    Idade
    33
    Posts
    3.398
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas HerbalistaNoobAutor ExperienteAutor Recorrente
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Capitulo 1 – A Queda da Família.

    A casa realmente existe em Venore, acredito que alguns que jogam em Venore já uparam por aquelas bandas, espero que gostem.

    Capitulo 1 – A Queda da Família.

    Numa casa ao sul de Venore vivia o jovem Izan, filho de pais simples, sempre de brincadeira pensava um dia ser um grande cavaleiro igual ao seu pai, mas o destino o tornou um druida, ele não gostava de ser druida, mas seu pai sempre lhe falava que um dia saberia por que se tornou um druida.

    Era um rapaz franzino e aventureiro, de cabelos escuros e olhos vivos, gostava de explorar os arredores de sua casa, de vez em quando caçava lebres, sempre queria ter uma de estimação, tentava caminhar sem fazer ruídos para poder pegar alguma viva, pois sempre perdia na corrida para elas.

    Sua casa era separada da segurança da colônia de Venore devido aos constantes ataques dos elfos a cidade, passava seu tempo matando as cobras para não entrarem em sua casa e treinava com seu avô, um antigo feiticeiro sábio e poderoso. Já seu pai tinha saído para servir numa Legião do Rei, sua mãe ficava em casa preparando bolos para vender na cidade.

    Estava alojado com sua mãe e avô no porão da casa algumas pessoas que perderam a casa no vendaval, todos eram convidados de seu avô, já que o porão da casa era grande, estavam todos esperando que o fenômeno (e não era o Ronaldo) passasse para poderem sair e Izan aproveitava para treinar com seu avô.

    Izan: - O vô porque tenho que aprender a curar, queria aprender a lançar bolas de fogo igual ao senhor!

    Avô: - Calma Izan, você tem que aprender aos poucos a usar a magia!

    Izan: - Mas vovô quero ser poderoso!

    Avô: - O verdadeiro poder esta dentro de você, e se aprender direito essa magia poderá se curar de grandes maldições, envenenamentos e além de poder curar os outras pessoas!

    Os olhos de seu avô se encheram de lágrimas e falou:

    Avô: - Se eu fosse um druida poderia salvar tantas pessoas, principalmente …

    Nesse momento a terra começou a tremer e seu avô vendo que as estruturas do porão estavam trincando mandou Izan sair do porão da casa onde estaria seguro e poderia correr para a floresta enquanto podia procurar os outros que estavam alojados no porão, Izan ouviu gritos abafados de um local mais ao fundo, pensou que poderia ser uma das pessoas que seu avô tinha acolhido depois que um vendaval que atingiu aquela província.

    Tudo estremecia e enquanto ia saindo do subsolo via um massa verde avançando, nunca via criaturas tão feias e fedidas como aquelas que estavam avançando em direção ao seu avô, viu que ele facilmente bloqueava as criaturas e admirava seu avô pelo seu imenso poder, mas seu avô foi cercado pelas criaturas e gritou para que subisse a escada. Então subiu desesperado e encontrou sua casa caindo aos pedaços e o pântano avançando engolindo a floresta feito um animal, quando deu por si estava frente a frente com um troll verde, era enorme nunca tinha visto um, então este avançou com suas garras afiadas, Izan se desviou com dificuldade e foi arranhado e em seguida chutou o troll que desequilibrado e caiu, quando foi sair da casa foi segurado por outro troll que estava escondido atrás de uma parede este o machucou e gritou de dor, viu um clarão, pensou até estar morto, mas seu avô lhe puxou e disse:

    Avô: - Anda Izan, levanta! Pega meu livro de magias que vou lá buscar o resto do pessoal lá embaixo!

    Izan se levantou e saiu correndo por onde o pântano não havia consumido, ouviu um estrondo olhou para trás e viu uma luz forte e imaginou que seu avô estaria usando muitas magias para derrotar as criaturas verdes e então parte da casa desmoronou, viu que o mundo começou a girar tentava andar, mas estava se sentindo sem forças, sentia esgotado e pareci que alguém estivessem roubando suas energias, se arrastou para longe do pântano e olhou para a plantação de rosas que sua mãe cuidava com tanto amor, tudo foi escurecendo.


    Já acabou???? :confused:

    Tem mais kkkkkk:riso:

    Próximo Capítulo: O Recomeço.
    Última edição por Sombra de Izan; 06-12-2012 às 20:50. Razão: melhorar edição

  5. #5
    Avatar de Sombra de Izan
    Registro
    09-01-2011
    Localização
    Santa Catarina
    Idade
    33
    Posts
    3.398
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas HerbalistaNoobAutor ExperienteAutor Recorrente
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Capitulo 2 – O Recomeço.

    Neste Capítulo Izan retorna em sua residência para procurar seus parentes e tem uma surpresa inesperada :eek:
    Aproveitem !!!!!!!

    Capitulo 2 – O Recomeço.

    Izan acordou e se viu numa cama desarrumada, mas confortável, ele observou o local com dificuldade, viu que não conhecia o local, mas ao fundo viu um homem alto e moreno moendo trigos, reconheceu o homem era Antônio o padeiro da cidade, ele sempre usava aquele avental de cor bege na cintura, as botas de couro de crocodilo balançavam de um lado para outro enquanto ia moendo mais trigos, tentou chamar ele, mas não ouviu por causa do barulho do moedor que era alto demais, se levantou com dificuldade e pegou um cajado que estava ao lado de sua cama andou em direção ao moinho até que finalmente colocou a mão no ombro do homem.

    Antônio: - Izan! A finalmente acordasse já estava ficando preocupado, encontrei você envenenado perto da estrada!

    Izan: - Cadê meu avô?

    Antônio: - A sinto muito, mas de sua família só sobrou você! Não fique triste, todos eram pessoas maravilhosas!

    Izan: - Mas foram até a casa para ver?

    Antônio: - Ir nenhum de nós foi porque a casa esta ilhada pelo pântano! Bom mas não fique assim, tem muito trabalho para fazer agora, você pode me ajudar?

    Izan começou a ajudar o padeiro nas tarefas, e morava num quarto atrás da padaria. O quarto era pequeno, mas era muito bem arrumado e limpo. Quando terminava de moer os trigos ia para a lagoa perto de sua antiga casa para pescar e treinar magia com o livro de seu avô. Já Sabia se curar e a produzir luz em quantidade suficiente para não ficar no escuro.

    Algumas vezes Antônio tentava lhe ensinar as magias que conhecia, realmente não tinha muita habilidade, geralmente pela falta de prática causava pequenas fumaças e finalmente num dia conseguiu ensinar Izan a se curar de veneno, este foi um grande dia para Izan.

    Izan: - Que incrível, finalmente me curo do veneno! (estava muito feliz).

    Antônio: - É Izan, agora outro dia vou te levar até um mestre druida para te dar umas aulas de magia!

    Izan: - Mas como vou pagar essas aulas?

    Antônio: - Não se preocupe, fiz uma reserva para isso! (Antônio ria da felicidades do garoto, ficava imaginando como seria quando se tornasse um adulto).

    Agora que já sabia se curar do veneno Izan começou em seu tempo livre a construir uma ponte para sua antiga casa, estava muito ansioso para procurar seus parentes, demorou semanas, mas um dia alcançou a outra margem do pântano. Pegou o livro de magia de seu avô, alguns pães e seu cajado de druida e respirou fundo e ultrapassou o pântano.

    Viu que em sua casa estava em ruínas e onde teria os cercados dos animais estava destruído, viu que sobrou poucos árvores das frutas azuis que tanto gostava nos bolos, olhou com mais cuidado para casa e viu que havia muitos trolls verdes nela, ficou triste pela expulsão de sua família da casa, mas seguiu em frente. Caminhou devagar até a entrada da casa e se escondeu atrás de uma parede, olhou para três trolls que estavam perto da entrada do porão, então jogou uma pedra em direção as árvores ao sul e os trolls foram até lá.

    Izan: - São fortes, mas são burros! (Izan comentou rindo).

    Saiu rindo e desceu a escada, encontrou um lugar escuro e fedido onde tinha uma decoração linda com taboas bem polidas, foi em direção aos quartos que dormiam. Lá encontrou 4 caixões, ficou triste, mas se tinha os caixões ali alguém os fez, viu que os trolls ampliaram a caverna e foi entrar na outra sala, quando abriu viu uma pessoa parada sentada num banco, pensou que podia ser seu avô, mas não tinha certeza pela falta de luz no local resolveu então criar um pouco só de luz para poder.

    Izan: - Utevo Lux! (Não reconheceu seu avô), Quem é você?

    Quando a criatura se virou tomou um susto, nunca tinha visto um bicho feio assim, saiu correndo e a criatura lançava raios negros, nem olhava para trás, só corria e quando passou perto do outro quarto e devido a luz apareceram esqueletos, nem quando teve a maior caganeira correu tanto, estava de fato apavorado, subiu a escada e deu de cara com dois trolls verde, era sua revanche pela surra que tinha tomado. Usou seu cajado para tacar pedras contra os trolls, que nada sentiam, os trolls avançaram e usou seu cajado como um cetro e acertou a cabeça do primeiro que recuou, o segundo foi arranhar seu braço mas conseguiu desviar, já conhecia esse ataque e pegou uma runa que carregava e atirou pequenos misseis nos trolls que saíram correndo.

    Olhou sua casa e voltou para a cidade, com a esperança de que alguém tinha sobrevivido.


    Por equanto é só
    Próximo Capítulo: O Treinamento. :sprite10:





    Última edição por Sombra de Izan; 06-12-2012 às 21:11. Razão: reajustar a edição

  6. #6
    Avatar de Sombra de Izan
    Registro
    09-01-2011
    Localização
    Santa Catarina
    Idade
    33
    Posts
    3.398
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas HerbalistaNoobAutor ExperienteAutor Recorrente
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Capitulo 3 – O Treinamento.

    Bom nesse capítulo Izan iniciou o treinamento com um druida que acredito que todos que escolheram esta profissão o reconhecem, boa leitura.

    Capítulo 3 - O Treinamento.

    Izan iniciou seu treinamento nas artes mágicas com um druida novo, graças a grande habilidade de negociar que Antônio tinha. O druida Yandur era um excelente professor de magias e orientava as pessoas sobre sua profissão, este veio das ilhas geladas do extremo norte, vestia um manto de um animal nos ombros, era um símbolo dos druidas e mantinha o druida protegido do frio, ele mantinha uma postura séria, apesar da pouca idade.

    Izan levou Yandur até perto de uma lagoa que ficava depois do moinho de trigo, Yandur explicou que deveria se concentrar em esfriar o ar, em seguida imaginar que uma área na sua frente se congelasse e depois disso se concentrar e gritar a magia apontando para o local que se concentrou.

    Izan treinou durante uns dias e sempre se lembrava das lições que seu avô passava, e lembrou que um dia ele já fez picolés para comer e então conseguiu apagar o fogo e congelar parte do mastro de madeira e foi falar com Yandur.

    Izan: - Olha já posso passar para o próximo passo!

    Yandur: - Deixe me ver você usando! (não acreditou que o jovem usava a magia).

    Izan: - Exori frigo! (o mastro se congelou por completo).

    Yandur: - Parabéns, bom o próximo passo é parecido com esse, mas você empurra o ar gelado para frente em linha reta, que automaticamente a onde de gelo vai se espalhar pelo ambiente na forma de triangulo! (e Yandur colocou mais mastros de madeira na área e colocou fogo em todos).

    Yandur: - Agora só usar pronunciar estas palavras, exevo frigo hur e empurrar o ar frio, entendeu?

    Izan: - Entendi! (Izan respondeu confiante).

    Yandur: - Izan! Lembre se sempre de que a melhor forma de usar a onda de gelo é quando estiver encurralado! (e gritou):

    Yandur: - Agora apague todo esse fogo!

    Izan: - Exevo frigo hur! (e uma onda de gelo congelou todos os postes que estavam queimando).

    Yandur: - Muito bom, nossa você aperfeiçoou muito rápido essa técnica! (estava espantado).

    Yandur: - Bom Izan para poder curar outras pessoas você deve aperfeiçoar se curar de maneira mais eficaz, e para curar outras pessoas deve passar uma luz como a que você se passa, para se curar, mas de uma forma semelhante daquela que você empurra a onda de gelo.

    Izan: - Entendi! (Izan falou meio sem entender direito).

    Yandur: - Bom esta lição te passo para você aprender sozinho, vejo muito potencial em você, bom curar os outros te desgasta muito, de agora em diante sempre deve carregar algumas poções com você, principalmente quando for caçar ou explorar em grupo!

    Izan: - Muito obrigado Yandur, qualquer dia desses vou até sua terra te visitar!

    Yandur: - Se me encontrar lá será um prazer! (falou sorrindo).

    Izan continuou seus dias treinando, sabia a importância do que tinha aprendido, imaginava primeiro em sua mente as magias, mas de uma forma estranha sabia instintivamente usar estas magias, como se de alguma forma já as tivesse usado, se lembrava das palavras de seu avô: “O verdadeiro poder esta dentro de você!”, as magias que treinava só daria certo se tivesse poder interior para usá-la.

    Caminhou para o sudoeste, a trilha estava fechada, usava o facão para abrir o caminho, chegou até um local onde havia várias cavernas, decidiu que passaria a noite meditando sobre seus ensinamentos ali, o sol já havia se posto e o local parecia seguro, quando foi entrar ouviu grunhidos, não sabia que tipo de animal estaria ali, então se afastou com cuidado, mas logo saíram dois ursos da caverna, Izan tentou se esconder, mas os ursos vinham em sua direção, tentou fugir pela margem do rio, mas ficou encurralado, sua respiração ficava cada vez mais rápida e os ursos avançavam vagarosamente, olhou para os lados e para cima procurando uma saída, mas não tinha, estava entre algumas pedras e o pântano que se encontrava com o mar, então se concentrou nos ensinamentos e quando os ursos estavam próximo o suficiente gritou:

    Izan: - Exevo frigo hur!

    Os ursos gritaram de dor e morreram congelados, Izan suspirou aliviado e olhou para a montanha de carnes que eles tinham, cortou parte de carne e levou consigo para a caverna, entrando na caverna criou um pouco de luz e viu que era um local adequado para que os ursos hibernassem, então congelou a entrada e as carnes, acendeu uma pequena fogueira e preparou a carne, comeu em silêncio e se acomodou na caverna.

    Olhou para as estrelas e ficou satisfeito, nunca tinha pensado que iria vencer ursos, no dia seguinte poderia levar as carnes para Antônio para complementar suas vendas, teria que se preparar mais para os desafios que o mundo lhe traria.


    Isso que é treino sofrido! :sprite10:

    Em breve terá surpresas nessa história aguardem! :biggrinbo

    Próximo Capítulo: O Resgate.
    Parte I - A Missão do Cavaleiro.
    Última edição por Sombra de Izan; 10-12-2012 às 20:29.

  7. #7
    Avatar de Sombra de Izan
    Registro
    09-01-2011
    Localização
    Santa Catarina
    Idade
    33
    Posts
    3.398
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas HerbalistaNoobAutor ExperienteAutor Recorrente
    Peso da Avaliação
    0

    Arrow Capítulo 4 – O Resgate.

    Bom primeiramente gostaria de agradecer as 500 visitantes que a história recebeu, eu nem acredito. :blink:

    Nos outros capítulos eu postei um nome neutro e outro de um npc, a partir desse trecho incluirei outros jogadores na história, muitos serão os que participaram das aventuras de meu druida.

    Capítulo 4 - O Resgate.
    Parte I - A Missão do Cavaleiro.


    Izan tinha como trabalho atual caçar lobos e ursos nas proximidades de Venore, tudo para arranjar mercadorias para Antônio, achava o novo serviço muito mais interessante do que só ficar moendo trigo, em toda folga que tinha treinava os ensinamentos que tinha recebido, chegou até a ganhar um livro de magia para relembra as magias que tinha aprendido.

    Num dia quando voltava de uma caçada carregado de bolsas com carne, viu uma movimentação estranha no comércio, nem deu importância porque sempre que chegava mercadorias das novas colônias do deserto os mercadores ficavam malucos para comprar e revender em outras cidades, passou pela multidão e chegou na padaria do Antônio:

    Antônio: - Izan, tem um Cavaleiro que vai para a Fortaleza Elfica, ele esta procurando um guia para ajudá-lo em sua missão!

    Izan: - Estava mesmo pensando em explorar mais aquela região, onde ele está?

    Antônio: - Ele deve estar lá no centro do comércio, seu nome é Elite Keniboy!

    Foi caminhando até o comércio, seria seu primeiro “bico” como guia, sabia que havia muitos que conheciam aquela região, mas poucos tinham coragem para se aventurar naqueles dias e foi seguindo, logo o localizou negociando poções.

    Izan: - Você é o cavaleiro que precisa de um guia?

    Elite Keniboy: - Sou eu mesmo, pode me ajudar a chegar na fortaleza elfica?

    Izan: - Sim sei chegar até lá, mas não conheço a fortaleza por dentro!

    Elite Keniboy: - Lá eu me viro!

    Izan: - Então amanhã agente parte em viajem!

    Elite Keniboy: - Combinado!

    Izan guiou o cavaleiro pela floresta e depois de um tempo caminhando saíram da floresta e chegaram a área pantanosa, era muito perigoso para pessoas que não o conheciam caminhar por aqueles locais, mais Izan sabia os locais onde o pântano não tinha consumido, caminharam devagar, com pouco peso que levavam enfrentaram o pântano traiçoeiro com mais facilidade.

    Izan: - Sabia que as invasões na cidade estão cada vez mais frequentes? Está cada vez mais dífícil para os guardas defenderem a cidade, imagina entrar sozinho na fortaleza elfica!

    Elite Keniboy: - Para sua informação eu treino com os anões de Kazordoon, meu treino foi concluído, e eu sei me virar bem!

    Izan: - Se você diz né?

    Quando chegaram lá viram uma grande fortaleza, protegida ao norte por arqueiros, ao sul e ao leste tinha uma proteção natural pelo mar e a oeste o pântano havia consumido as valas que um dia estava cheias de água. Izan ficou admirado com a arquitetura elfica, havia muito conhecimento empregado naquelas construções, sentia que havia mais coisas que a fortaleza guardava.

    Izan: - Bom vou ficando por aqui!

    Elite Keniboy: - Está aqui o seu pagamento, até um dia Izan!

    Izan: - Boa sorte e sucesso! (Izan acenou com a cabeça enquanto se afastava para a trilha).

    Izan ficou olhando para o cavaleiro enquanto este caminhava para a fortaleza, não tinha reparado como ele era rápido, apesar da armadura que usava. Viu que os arqueiros já não estavam mais nos postos da muralha e reparou que o cavaleiro entrava por uma falha na muralha e viu outros cavaleiros esperando para entrarem juntos na fortaleza, pensou que seria uma invasão combinada, resolveu então acompanhar eles de longe.

    Entrou pela falha que todos os cavaleiros usavam, viu uma vila elfica com muitas cabanas de palha, ficou imaginando que teria dezenas de elfos nelas e procurou pelos cavaleiros, seguiu os rastros e viu que desceram um túnel e desceu uma escada que tinha ali, desceu devagar, tentando não fazer barulho algum.

    Izan entrou no túnel e viu que havia poucas tochas iluminando os corredores, sentiu se tentado em iluminar mais o local, mas sabia que seria um erro, utilizou seu manto azul para se esconder entre as sombras e seguiu adiante, caminhava com cuidado para não fazer barulho, caminhava com dificuldade pela pouca iluminação, pensou novamente em clarear o local mas o perigo era enorme, ouviu barulho de luta e gritos, correu em direção ao perigo, quando chegou viu homens usando túnicas verdes, reconheceu sendo elfos, na verdade eram muitos elfos e estavam cercando o grupo de cavaleiros que tinha entrado na fortaleza, viu outras pessoas maltrapilhos juntos com os cavaleiros, era um resgate.


    Eu escrevi muito nesse capítulo e acabei dividindo em duas partes.

    Próximo Capítulo: O Resgate.
    Parte II - A Fuga.
    Última edição por Sombra de Izan; 10-12-2012 às 20:35.

  8. #8
    Avatar de darksael
    Registro
    18-12-2009
    Localização
    São paulo
    Posts
    1.158
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas CríticoDebatedorEstagiárioAdepto do Off
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Muito bom.Gostei muito acompanharei com certeza.
    Espero ansioso pelo proximo capítulo.

  9. #9
    Avatar de Sombra de Izan
    Registro
    09-01-2011
    Localização
    Santa Catarina
    Idade
    33
    Posts
    3.398
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas HerbalistaNoobAutor ExperienteAutor Recorrente
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Capítulo 4 – O Resgate.

    Obrigado pelo comentário, é motivante saber que tem gente acompanhando os capítulos, os comentarios me estimula a editar mais rápido e publicar os capítulos.

    Bom demorei uma semana para postar a continuação desse capítulo, andei muito ocupado nessa semana, bem mas enfim aproveitem!

    Capítulo 4 - O Resgate.
    Parte II – A Fuga.


    Já tinha ouvido relatos de que elfos invadiam cidades ou ficavam nas florestas em busca de pessoas para usarem como mão de obra na construção de túneis em sua fortaleza, quando viu as pessoas chegou a reconhecer uma pessoa ou de vista da cidade, se camuflou com sua capa azul numa parte escura e avançou para mais próximo.

    Izan esperou o confronto entre elfos e os cavaleiros, viu Elite Keniboy entrar por uma outra passagem e atacar parte dos elfos, parecia possuído de tanta fúria com que atacava os elfos com túnicas verdes, que tentavam se defender com as espadas longas que usavam, mas não deram conta dos ataques e vieram a recuar, os elfos de amarelo mas ao fundos esticavam seus arcos e lançavam flechas sobre os escravos, mas foram bloqueadas por um cavaleiro com escudo redondo e largo, o avanço dos cavaleiros para a saída ficava cada vez mais próximo, mas ouviu um barulho de uma parte do túnel de trás de Izan que olhou, eram elfos arcadistas, uma classe mágica dos elfos vestidos com túnicas vermelhas e carregavam um pequeno cajado nas mãos, era um grupo pequeno, mas colocavam respeito sobre os outros elfos, foram em direção ao grupo e gritaram:

    Elfos Arcadistas: - Sintam nossa fúria!

    E várias esferas de energia se criaram e foram em direção aos cavaleiros, algumas pessoas gritavam assustadas pela maldade que viam e as esferas começaram a crescer e antes de atingissem o grupo Izan saiu da escuridão ergueu as mãos à frente e gritou:

    Izan: - Exevo frigo hur!

    Uma onda de gelo avançou sobre todos os elfos arcadistas que foram surpreendidos e não escaparam do ataque, praticamente todos foram atingidos, boa parte caiu naquele local mesmo, os cavaleiros nem esperaram eles se recompor e atacaram, muito feridos a maioria se defendeu como pode para sair do local.

    Elite Keniboy: - Izan, chegou bem na hora, só não sabia que esse adicional estava incluído no serviço!

    Izan: - Agradece depois que sairmos daqui!

    Correram todos em direção da saída, os cavaleiros usavam seus escudos para bloqueavam as flechas que os elfos atiravam, algumas pessoas se feriaram nesta retirada, mas todos saíram da fortaleza sem maiores problemas.

    Izan sabia que eram muitas pessoas para fugir e não iriam despistar os elfos, então os levou até um caverna próxima onde tem minhocas gigantes, era perigoso, mas seria melhor para as pessoas. Izan congelou a trilha por onde passaram para dificultar o avanço dos elfos e conversou com Elite Keniboy:

    Izan: - Melhor agente esperar por aqui, tem muitas pessoas feridas, vai demorar para curar a todos!

    Elite Keniboy: - Tem razão, vamos esperar aqui e vou explorar a caverna em busca de comida!

    O cavaleiro de escudo redondo não revelou sua identidade, sempre mantinha o rosto coberto por um capacete que deixava apenas os olhos visíveis, ele parecia boa pessoa, mas ficava afastado, outro cavaleiro de capacete estranho dava comida para os resgatados, Izan curava os ferimentos das pessoas e preparava uma boa refeição, os resgatados enquanto comiam falavam que os elfos estavam pretendendo achar uma guarnição perdida que iria manter um posto próximo a capital Thais, outros falavam que todos os preparativos era para a vinda de um Rei dos elfos, um verdadeiro enigma, pois nunca antes viram um líder para os elfos. Todos conversavam e comiam um pouco mais aliviados pela sua libertação.

    A noite se passou com turnos e vigília para segurança de todos, no dia seguinte todos estavam melhores e resolveram sair da caverna, primeiro saiu um grupo de cavaleiros que vasculharam a área para ver se estava seguro, em seguida saiu o restante das pessoas, Izan os guiou por outra trilha para evitar rastros e passaram próximo ao mar e entraram na cidade pelo oeste. Todos foram recebidos como heróis, estavam muito contentes por um cidadão de Venore ter ajudado no resgate, alguns dos regatados eram da nobreza de Thais e seriam escoltados de volta a sua cidade.

    Elite Keniboy: - Foi um prazer Izan, formamos uma boa equipe!

    Izan: - Realmente foi um ótimo trabalho!

    Elite Keniboy: - Bom vou retornar para Carlin, lá tem muitos druidas experientes, você poderia se aperfeiçoar lá!

    Izan: - Estava pensando em mais pra frente ir visitar lá, disseram que é uma terra em guerra!

    Elite Keniboy: - Realmente é! A cidade é constantemente atacada! Bom agente se vê por ai!

    Izan: - Até um dia!

    Quando Izan voltou para padaria de Antônio viu um pacote de presente com seu nome escrito, olhou melhor para o pacote, não tinha remetente e ficou curioso sobre o que seria, abriu o pacote e leu em um pequeno bilhete:

    Este manto aumenta seu poder mágico, é para recompensá-lo por fazer mais do que foi pago e nos ajudar a resgatar alguns parentes das nobres famílias de Thais

    Atenciosamente Elite Keniboy.


    Izan sorriu ao ler as palavras de seu amigo cavaleiro, olhou com admiração para o manto azul, era muito mais chamativo do que seu velho manto azul, leu de novo o bilhete e sentiu que fazer mais do que o cobrado mostrou o que há de melhor em sua pessoa, e isto sim fez sentir orgulho.

    Bom pessoal este capítulo foi uma aventura que tive, claro que não poderia ser dessa forma, mas foi parecido. Espero vocês no próximo capítulo.:thumb:

    Próximo Capítulo: O Explorador.
    Última edição por Sombra de Izan; 10-12-2012 às 20:40.

  10. #10
    Avatar de Sombra de Izan
    Registro
    09-01-2011
    Localização
    Santa Catarina
    Idade
    33
    Posts
    3.398
    Conquistas / PrêmiosAtividadeCurtidas / Tagging InfoPersonagem - TibiaPersonagem - TibiaME
    Conquistas HerbalistaNoobAutor ExperienteAutor Recorrente
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Capitulo 5 – O Explorador.

    Bom pessoal, esse capítulo fala sobre Ratha, é meio descrever um personagem que ninguém conhece ou se tem notícias, só daquela que agente acha no amazon camp próximo de Venore, bem está foi a base do capítulo. Aproveitem.

    Capitulo 5 – O Explorador.

    No passado o continente tibiano não era totalmente conhecido, existia uma guilda de exploradores chamados de A Sociedade Exploradora. Eram homens e mulheres de coragem que trabalhavam em prol do mapeamento do continente e sua expansão, muitos davam sua vida para explorar o mais distante ponto do mapa.

    Veio até Venore um explorador conhecido como Ratha era um ótimo explorador e ainda melhor com as mulheres. Tinha feições escuras, era alto e forte sempre vestido com uma armadura de ouro para impressionar a todos, principalmente as mulheres. Logo que chegou na cidade pediu informações e foi até o comércio de Antônio para falar Izan:

    Ratha: - Oi bom dia meu nome é Ratha sou da sociedade exploradora, gostaria de falar com Izan, me falaram que é o melhor guia da cidade!

    Antônio: - Bom você pode procurar ele na lagoa mais ao sul!

    Ratha caminhava como um príncipe e chamava atenção das mulheres que lavavam as roupas na beira do rio, muitas mulheres mandavam convites para festas e jantares de gala, sabia que sempre seria acompanhado de nobres ou pessoas muito influentes de cada cidade, mas antes de sua diversão deveria cumprir sua missão naquela cidade próspera.

    Viu mais a frente um jovem vestido com um manto azul, sabia que apenas magos usavam este tipo de manto e deduziu que seria o druida guia que os mercadores informaram, chegou até próximo e conseguiu ouvir o jovem gritar a palavra flam.

    Ratha: - Você é Izan?

    Izan: - Sim sou eu, por quê?

    Ratha: - Sou da sociedade exploradora e preciso de um guia, você pode me ajudar?

    Izan: - Sim, eu posso te ajudar!

    Ratha: - Você estava tentando usar uma das magias flam?

    Izan: - Estou tentando usar essa magia, mas não estou conseguindo!

    Ratha: - Bom pelo que saiba você não vai ter sucesso, porque é magia de feiticeiros, mas dizem que o ódio motiva o fogo, talvez assim você possa ter sucesso!

    Izan: - Obrigado vou pensar sobre isso, mas em que posso te ajudar mesmo?

    Ratha explicou para Izan que estava mapeando a localidade onde estaria o campo das amazonas, que não conhecia o caminho direito devido ao pântano e que lhe falarem que ele era o que mais conhecia estes locais. Izan o levou até onde conhecia, por que era muito perigoso fica perambulando por aquelas bandas, passaram a caverna dos ursos e chegaram até onde seria a entrada do campo das amazonas, demarcada com um escrito numa árvore morta.

    Izan: - Bom chegamos, é esta a entrada que conheço só não passo porque é muito perigoso, ninguém que foi já voltou! É isso que falam!

    Ratha: - Aqui já esta ótimo, pode deixar que sei me virar bem com as mulheres!

    Uma bola de fogo atingiu o chão próximo de onde estavam e ouviram rizadas.

    Izan: - Bruxas! Se proteja Ratha!

    Ratha: - Vou seguir a trilha! Você volta para a cidade!

    Muitas bolas de fogo foram lançadas contra os dois, Ratha correu em direção ao campo das amazonas, e Izan foi em direção a cidade, passou um gramado alto e encontrou a bruxa, esta estava toda de preto e dava gargalhadas e jogava mais bolas de fogo, Izan jogou uma corrente de ar gelado e apagou o fogo no ar.

    A bruxa ficou enfurecida, juntou as mãos e jogou uma enorme bola de fogo contra Izan que teve o reflexo de se jogar no chão, se levantou e gritou:

    Izan: - Exori frigo!

    A bruxa tinha gastado muita energia no golpe e foi atingida e caiu, Izan se aproximou dela e a bruxa que estava com rosto no chão se virou rapidamente e jogou um pó em Izan que ficou tonto, e as coisas giraram e se viu como um pequeno sapo, a bruxa o chutou para longe e deu rizadas.

    Izan se levantou meio tonto e estava fraco, pegou algumas porções e tomou, se sentiu melhor e viu um vulto escuro aparecer ao longe, sabia que era a bruxa, mas estava fraco, tomou mais porções que carrega e bruxa juntou novamente as mãos e jogou outra bola de fogo, Izan não tinha como escapar e falou:

    Izan: - Utamo vita!

    Com a esperança que esta magia sobrevivesse recebeu o golpe da bruxa, gritou de dor, mas se concentrou e lançou um feitiço:

    Izan: - Exori flam!

    A bruxa começou a pegar fogo e se debateu e rolou pelo chão tentando apagar as chamas, por fim morreu queimada, Izan olha para a bruxa, toda vestida de preto com chapéu e capa escura, olha melhor e vê um cajado com uma caveira e a pega. Ainda estava fraco, mas caminhou cambaleando em direção da cidade.

    Izan parou numa rocha um pouco antes de chegar a Venore, ficou lendo o livro de magia de seu avô, tinha estuda sobre as magias exori, leu melhor sobre a criação do fogo e viu que se formava pela elevação da temperatura corporal, mas nunca tinha imaginado que com a raiva que sentia no calor da batalha poderia usar a magia, o elemento que ficava muito instável ao produzir poderia ter grandes utilidades no futuro.

    Izan observava a aura azul que o cerca e agradeceu seu próprio empenho em ter aprendido a magia de escudo mágico, também ficou contente por ter pegado um cajado novo mas estava todo doido pelo chute que tomou, olhou em direção ao campo das amazonas e torceu para que Ratha tenha tido sorte em sua exploração.


    Gostaram:confused:

    No próximo capítulo terão mais char na história!:silly:

    Próximo Capítulo: O Mestre dos Ossos.
    Parte I - A Base Orc.
    :eek12:

    Publicidade:
    Última edição por Sombra de Izan; 10-12-2012 às 20:49.



Tópicos Similares

  1. Taverna | Marcianos [+cuidado]
    Por Cadhos no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 33
    Último Post: 28-11-2010, 17:33
  2. Historia do tibia :D
    Por Grandparents no fórum Tibia Geral
    Respostas: 18
    Último Post: 28-01-2009, 20:49
  3. Topico do hospital cema
    Por Neo'Aragorn no fórum Fora do Tibia - Off Topic
    Respostas: 123
    Último Post: 10-07-2008, 07:23

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •